quinta-feira, 23 de junho de 2016

As Marcas que Marcam e Allez, Selecção Portuguesa!


Meus caros leitores primeiro que tudo devo anunciar que durante o mês de Julho estarei ausente do nosso blogue. A partir de hoje, até às minhas merecidas férias, vou ignorar a política por completo e falarei somente das coisa que me fazem sorrir:

terça-feira, 21 de junho de 2016

Análise: As Palavras do Embaixador Daniel Shapiro na Conferência Herzliya 2016


A América é hoje um dos maiores amigos de Israel. É inegável. Esta semana, iremos olhar para algumas das palavras de Daniel Shapiro (o Embaixador dos EUA em Israel) proferidas na Conferência de Herzliya 2016, onde afirmou que a solução para combater o Movimento BDS é o estabelecimento de um Estado Palestiniano – sim, leram bem.

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Política Nacional e Internacional: Estou Farta de Estar Farta!


Uma amiga mandou-me uma mensagem dizendo que estava de luto; por que os migrantes estavam a ser engolidos pelo mar. As notícias sobre o preçário para o El-Dorado europeu são discrepantes; mas diz-se que o preço duma viagem para o cemitério no Mediterrâneo custa três mil Euros. Três (3) mil Euros em África é uma fortuna: três mulheres podem dar início a um micro-negócio; é o salário de mais ou menos quatro polícias. Mas onde vão buscar o dinheiro estes novos miseráveis europeus; serão as poupanças de uma vida de trabalho; terão obrigado os seus familiares a fazerem uma vaquinha; ou terão sidos obrigados a embarcar por organizações criminosas com o único propósito de  se infiltrarem elementos adversos às culturas europeias? Quem é que ainda que seja estúpido paga para ser lentamente sufocado por ondas revoltas e finalmente ser engolido pelo mar?

terça-feira, 14 de junho de 2016

Migração Ilegal e Interpretações Politizadas da Lei do Tribunal de Justiça da UE


Foi noticiado que o Tribunal de Justiça da União Europeia (TJUE) decidiu que os migrantes não oriundos da UE que entrem num Estado Membro da União de forma ilegal não deveriam ser detidos baseado na ilegalidade da sua entrada – em vez disso deveriam ser devolvidos ao país de origem ao abrigo da “Directiva de Retorno”. Mas quando cada estado membro da UE tem leis específicas que regulem a imigração ilegal e o Tratado da UE diz que a lei nacional é soberana: o que é que as OIGs e as ONGs celebraram ao certo?