terça-feira, 28 de julho de 2015

Quem Pode Confiar na União Europeia?


Diz-se que o grande plano da UE é fazer com que os seus cidadãos parem de pensar em termos de identidade nacional, para começarem a pensar em si como europeus. Se realmente este for o plano, então a União deve preparar-se para enfrentar uma séria resistência porque para começar a maioria dos europeus não confia no Projecto da UE, quanto mais estar disposta a largar a sua identidade.
67% dos cidadãos da UE acredita não ter poder nenhum a nível europeu, ainda que teoricamente isso possa não ser o caso, já que:

quinta-feira, 23 de julho de 2015

Crise Grega: Sr Juncker, Saiba Dizer Não!


No auge da crise de 2008 dizia-se que os PIIGS (Portugal, Irlanda, Itália, Grécia e Spain Espanha) iriam dar cabo da União Europeia porque a dívida soberana destes países era avassaladora, e ninguém poderia antever quando regressariam à normalidade. Havia porém uma certeza latente de que a Irlanda pudesse recuperar mais rapidamente devido ao temperamento socio-psíquico dos celtas - “extremis malis extrema remedia” ou seja “para grandes males, grandes remédios” e tanto os investidores como os especuladores gostam deste tipo de determinação; contrariamente aos países periféricos que devido ao seu perfil (i.e. mil e um esquemas laborais, inarráveis subsídios compassivos e a excessiva intromissão regulamentar do Estado), teriam na certa uma recuperação lenta e dolorosa...condição favorável ao especulador.

terça-feira, 21 de julho de 2015

O Desprestígio dos Prestigiados



As palavras têm realmente vindo a perder o seu significado. Por exemplo, há algo curioso acerca do vocábulo “prestígio” - qual o seu verdadeiro significado? Nos bons velhos tempos, prestígio significava “grande respeito, honra e boa reputação”, ultimamente significa o oposto.
Os exemplos de indivíduos tidos como prestigiados pelas razões erradas abundam; mas, há um exemplo português que é gritante há muitos anos: Mário Soares.