Video: Introdução ao Batuku

No artigo da semana passada, apresentei-vos o funáná. Esta semana apresentar-vos-ei outro género tradicional Cabo Verdiano: o Batuque.

O Batuque (ou Batuku, como se diz em Crioulo; tocado por mulheres [as Batukaderas], que batem palmas ou batem em panos) é o género musical mais antigo em Cabo Verde, e vem do Continente Africano. A administração Portuguesa, e a Igreja, eram extremamente contra o Batuque pois consideravam-no um pecado ou, então, demasiado "Africano". O antagonismo durou até à era fascista em Portugal (tanto que nos anos 50, o Batuque quase que desapareceu). 
Nos anos 90 renasceu...mas chega de conversa...vê e experiencia o Batuque no video abaixo: 



Comentários

  1. Olá!
    Tantas características que tentaram abafar na cultura africana...especificamente no caso cabo-verdiano...por exemplo, a ilha de S.Vicente é uma réplica da cultura ocidental, tem características africanas mas quase nulas.
    ***

    ResponderEliminar
  2. Olá Doll :D!

    "Tantas características que tentaram abafar na cultura africana...especificamente no caso cabo-verdiano...por exemplo, a ilha de S.Vicente é uma réplica da cultura ocidental, tem características africanas mas quase nulas."

    É verdade. Sei como é...senti o mesmo quando passei por Joanesburgo...é quase que um desapontamento; pois as culturas devem manter as suas características, apesar de poderem adoptar (e enriquecer-se) outras posturas e qualidades. Mas o que fazer...

    Obrigadão, Doll :D!

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço