Um Homem Admirável



Gostaria de congratular o Professor Liu Xiaobo por ter sido galardoado com o Prémio Nobel da Paz 2010. Foi bem merecido.

Confesso que não sabia muito acerca deste ex-leccionador universitário, mas quando li sobre ele, pensei “Que homem admirável!”

Liu Xiaobo, um cidadão Chinês, está preso há 2 anos (pela 4ª vez).
Agora, poderias perguntar “mas porquê?” e a resposta é bastante simples: este homem honroso luta pela liberdade de expressão na China. Também luta pela reforma política na região (ex: o fim de um partido único; independência do poder judicial e liberdade de associação).
Este rebelde com causa batalha contra o autoritarismo e tirania do governo Chinês: ele defende que todos os seus co-cidadãos deveriam ter o direito de expressar os seus pensamentos e opiniões (ainda que tolos); que deveriam ter o direito a ser informados (não manipulados) e a criticar o governo quando assim o entendessem sem sofrerem represálias.
Não obstante, Liu Xiaobo levantou-se e lutou sabendo que a retaliação seria o resultado inevitável da sua batalha política. É um homem com uma causa, uma causa plausível.

Ele ganhou o Prémio Nobel da Paz. Ele enfrenta uma guerra a partir da cadeia.
Não vejo a Esquerda a juntar multidões, na praça pública, para exigir a sua libertação.
Não vejo a Esquerda a organizar flotilhas, no mar que banha a China, para o libertarem.
Não vejo os Esquerdistas a formar grupos para irem à China protestar contra a injustiça praticada contra este militante dos Direitos Humanos.
Não vejo a Esquerda a boicotar os produtos Chineses para poder ver este bravo soldado da democracia a respirar liberdade.

Liao Xiaobo é uma sinédoque do Povo Chinês.

A Esquerda dá a impressão de se preocupar mais com os assuntos sociais e os direitos humanos que qualquer outra côr política. E bem...

...Liao Xiaobo precisa de ajuda. E onde está a Esquerda?



Imagem: Mulher de Liu Xiaobo exibe a sua foto (de Petar Kujundzic/Reuters)

Comentários

  1. Max, eu igualmente pouco sabia desse senhor. Mas como o mundo, nós, necessita/mos de tantos outros como ele.

    ResponderEliminar
  2. As cadeias por lá como serão? Não será de estranhar que a maioria dos prisioneiros preferisse a pena de morte. Portanto, para além de toda essa grandiosidade, ainda tem uma vida bem penosa detrás das grades.

    Abraçu.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço