Sistema Nacional de Saúde: o Horror, o Terror e o Pesadelo em Portugal


A globalização preconizada pela Internacional Socialista vai de vento em popa pois um Moçambicano confidenciou-me que quando um idoso dá entrada nos hospitais moçambicanos, os agentes de saúde dizem “Vóvó/vôvô já viveu muito tempo, tenha paciência, temos de poupar nos remédios para ajudar os mais novos!”.

Ora bem, não existe diferença nenhuma entre a directiva moçambicana e a orientação dada pelo Ministro da Saúde Adalberto Campos Fernandes, a qual recomenda que se restrinjam os exames médicos mais caros a efectuar nos idosos - esta informação foi-me passada por uma septuagenária amiga da minha tia octogenária; e revelou-me a mesma senhora que ia sendo morta no Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, por uma sapateira que se intitula médica, pois fora consecutivamente submetida a 18 meses de quimioterapia.

Portanto, quando se tem à frente dos destinos duma nação um bando de cretinos cujo cérebro se recusa a abandonar velhas fórmulas, dando a nítida impressão de que a sua soberba se arroga no direito de se colocar acima da dignidade humana: pergunto qual será o déficit do mealheiro de memórias de Portugal, se se assassinar os mais idosos? Estar-se-á perante um conto com duas vertentes? Isto é, através da prática de negligência médica na pessoa dos idosos, estes morrem e logo cessa também o pagamento das pensões; assim do pé para a mão matam-se dois coelhos com uma cajadada.

Em Portugal pode-se:

  • Abortar até às dez semanas 
  • Ser gay com todos os benefícios
  • Os pedófilos têm o direito ao esquecimento
  • Matar os velhinhos por abandono familiar e privação de diagnóstico médico apropriado
  • Ser corrupto aproveitando-se da sua posição no governo para fazer negócios disto e daquilo
  • Ser feminista e copular com quantos homens se queira
  • As crianças podem trocar de sexo a seu bel prazer (e os pais não podem ir contra este direito)
  • Discutir a lei da eutanásia.

Contudo, em Portugal não são permitidos bordéis para acolher as raparigas que livremente desejem entregar-se à prática da prostituição, porque se diz que esses locais tiram a dignidade às mulheres; no entanto, são conhecidos locais de transacções sexuais onde as raparigas estão contra a sua vontade, sem documentos, drogadas, macetadas e sem cuidados de saúde.

A propósito da eutanásia: o meu palpite é que quarenta e tal por cento dos portugueses que têm um salário inferior a €1.000 irá ao hospital para pôr termo à vida, devido ao constante stress no final do mês.

Ora, já aqui declarei que o schmuck-em-chefe da carteira das finanças Mário Centeno é um intelectualóide falho de elasticidade mental porque meteu na cernadura a ignomínia de atingir a meta 0% de déficit; mesmo que tal implique toda a sorte de “retenções e contenções”,  e o resultado está à vista:

  • Soldados, polícias e bombeiros mal pagos
  • Escolas, hospitais e infra-estruturas em ruínas
  • Proliferação de doenças que no século XXI são típicas de países pobres e nojentos
  • Programa de vacinação excessivamente caro
  • Tratamento negligente aos idosos por ordenação estatal e por imoralidade familiar
  • Funcionários públicos insatisfeitos.

Não sei onde está o ex-presidente Sampaio que uma vez declarou “Há vida para além do déficit....” ah, mas o governo era de direita....pois, pois, pois...lá diz um rap “Bitches ain’t shit but whores e tricks”. Bem, eu terei de dizer que “These hoes ain’t  loyal” ao povo, evidentemente.

Até para a semana


[As opiniões expressadas nesta publicação são somente aquelas do(s) autor(es) e não reflectem necessariamente o ponto de vista do Dissecting Society (Grupo ao qual o Etnias pertence). © 2009-2018 Autor/a(es/as) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS]

Comentários

  1. Não me admiraria nada, lenny de que o plano fosse mesmo esse: matar os velhinhos para reduzir o número de pensionistas! Mas no que é que nos estamos a tornar?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a tornarmo-nos em cidadãos de um verdadeiro estado de sítio marxista-leninista. Controle populacional para que se faça de conta que o Estado Social é o créme de la créme das políticas do socialismo científico.

      Cumprimentos

      Eliminar
  2. Olá Lenny,

    Eu acredito que em Portugal, neste momento, haja um plano nazi para matar os idosos. A minha avó, que também vive lá, contou-me a mesma coisa: há uma directiva para não fazer certos tratamentos nem exames profundos a pessoas de uma certa idade. Mas o que é isto: o governo anda a fazer selecção da espécie?

    Agora fala-se da eutanásia, daqui a pouco falaremos da eugenia e torná-la hip. Nacionalismo Socialista no seu melhor; mas o que me espanta é um goês católico estar envolvido nisso.

    Beijocas e bom trabalho, como sempre.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Max!
      Goês católico que ao que parece é também agnóstico, logo o caneco tem todo o direito de estar confuso.
      A velhice chegará a esses pseudo-governantes e ....

      Obrigada e beijocas

      Eliminar
  3. Mana, não me lembro de ter partilhado essa informação contigo, xi afinal tens outros moçambicanos na tua vida? Eu a pensar que era único hehehehe. Isso que disseste aqui preocupa-me maningue porque sem os velhos não temos história, nem experiência, nem laços, nem raízes! Os governos precisam de estar atentos e ver que esta não é solução para os problemas económicos nem políticos. Agora, se matarem os velhos em portugal não vai a direita beneficiar com isso? Os socialistas não estão a ver bem a coisa!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Carlitos!
      Mas tu és o meu favorito, meu caro.
      Nem o estar esticado na esteira com a cabeça na coxa da vóvó a olhar para o céu estrelado e a ouvir histórias bem antigas e algumas de meter medo.
      Não; a direita não vai beneficiar porque o voto dos idosos é o mais fiável, eles vão sempre votar faça chuva ou faça sol. Agora, imagina um cenário em que à pala da tal redução de despesas: médicos facínoras conseguem arrancar dos idosos a sua filiação política e religiosa e então começam a eliminá-los pela sua preferência política, religiosa e quiça pela sua raça..
      Pensa só nisto!

      Aquele abraço, resistente de Moza

      Eliminar
  4. Olá meus amores! Acho que já não aguento mais tanta parvoíce em portugal. Esta conversa da eutanásia: não há nada mais premente para se tratar em portugal? Tanta coisa a acontecer e os partidos políticos à caça de matar pessoas! Primeiro o aborto e agora a eutanásia...sim, senhor! Acho que a Maria Joaquina é que tem razão, estamos perante uma nova Sodoma e Gomorra! Shabbat Shalom, meus lindos.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hey, hey, hey...!
      É o que acontece quando o socialismo governa baseado em clichés.

      Boa semana de trabalho, minha linda!

      Eliminar
  5. Meanwhile Putin is watching in delight. And what is China's role in this? They support Iran or are against Iran?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Pietr, thanks for reading but I think you meant this comment for DS?

      Eliminar
    2. Cristina, thank you for correcting. Putin is driving me crazy lol. This blog is also very good, Lenny Hannah. I always read it.

      Eliminar
    3. Olá, Pietr!
      Thank you for reading our Portuguese version.

      Eliminar
  6. É impressão minha ou Portugal está a ir pela ribanceira abaixo, ever so slowly?
    Faço minhas as palavras do Carlitos em relação aos idosos. Já não há moralidade.
    Shabbat Shalom!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, CCG!
      Portugal está a beira do precipício, não restam dúvidas.

      Boa semana de trabalho.

      Eliminar
  7. A esquerda só defende indignidades humanas e depois chama-lhes actos de bondade! Que lata. Mas a culpa muito sinceramente é da direita que os deixou muito à vontade. A irlanda era o bastião da decência na europa e agora até essa aprovou a morte de bébés, em portugal debate-se o homícidio "caridoso" de doentes terminais! Estamos nos fins dos dias.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço