Comentário: Portugal, Marcelo Rebelo de Sousa e os Estrangeirados


Os emigrantes "meu querido mês de Agosto" são bem-vindos desde que em Setembro saiam daqui para fora. 
Os emigrantes com curso superior, com cultura, com sucesso comprovado em mercados mais competitivos, complexos; e que queiram voltar ao seu país e servir Portugal, não são bem-vindos de maneira alguma... 

Marcelo Rebelo de Sousa, um comentador político e membro da elite Portuguesa (i.e. elemento do establishment nacional), tem uma fixação pela palavra "estrangeirados" para se referir a elementos do governo, outrora emigrados e agora retornados. A sua preocupação é que estes "estrangeirados" não compreendam o sistema e a dinâmica portugueses - como se emigrar automaticamente obliterasse a memória, do autóctone Lusitano adulto, do que é ser português e como portugal funciona. 
Monsieur le professeur Rebelo de Sousa trabalha para uma estação de televisão cuja audiência pertence às classes média e baixa; por isso, quando o Presidente da Fundação da Casa de Bragança, dirigindo-se ao povo, se refere a uma nova geração de retornados como "estrangeirados" ele está, na verdade, a incitar a uma espécie de animosidade xenófoba contra aquelas pessoas. Aos poucos, fazendo uso do poder de sugestão, o Comendador da Ordem Militar de Sant'Iago da Espada está a fazer uma lavagem cerebral às massas dizendo-lhes algo como "A nova elite de retornados está a voltar ao país para ocupar os postos que a revolução de Abril prometeu aos vossos filhos!" - que absurdo...pensarão alguns de entre vós...

Portugal é um país fascinante, com uma história áurea. Portugal abriu os mares ao mundo; abriu as portas à globalização; disseminou uma das mais belas línguas do globo (o nosso bem-amado Português); possui um activo literário e cultural fenomenais e foi o país escolhido por Maria para anunciar aos três pastorinhos. Uma vez nascido e/ou criado em Portugal, este jardim à beira-mar plantado fica-nos para sempre gravado na alma...especialmente quando dele se sai, para honrar os passos dos "Heróis do Mar" e dos nossos "egrégios avós". 
Sem dúvida alguma, Portugal é o molde do futuro
Mas se o país, e a sua massa cefálica (i.e. o povo), se deixar manipular por elementos de uma elite temerosa, invejosa e sem visão que, com o objectivo de manterem o Status Quo Nacional, tenta virar português contra português; então Portugal (uma nação que é digna de entrar para o mapa internacional) merece ficar para trás, ser ultrapassado pelas suas ex-colónias e, enterrar-se cada vez mais na sua falta de orgulho patriótico. 

Os emigrantes "meu querido mês de Agosto" são de facto bem-vindos porque a elite, aspirantes e emergentes, se entretêm com eles e divertem-se a chamá-los de "parolos, labregos, saloios" e tudo o mais o que lhes vier à cabeça (demonstrando, assim, a sua absoluta falta de nobreza de espírito, de prosápia e de educação). 
Os emigrantes com curso superior, com cultura, com sucesso comprovado em mercados mais competitivos; e que queiram voltar ao seu país para servi-lo, não são bem-vindos porque Deus nos livre que Portugal tenha sangue fresco, com uma visão e objectivos claros; e que, principalmente, ameace o nepotismo consuetudinário na Lusitânia. 

Caro Marcelo Rebelo de Sousa, Portugal é um espaço para todos. Não há que temer o novo sangue Lusitano. 

Comentários

  1. Também não gosto deste ódio repentino aos emigrantes. Começou tudo no dia em que o primeiro-ministro trouxe gente capaz, gente nossa, que trabalhava no estrangeiro!
    Marcelo Rebelo de Sousa e os seus comparsas têm de aperceber-se que até portugal vai mudar!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Anónimo :D!

      Compreendo bem a sua mensagem. Muito obrigada pelo seu comentário :D.

      Um abraço

      Eliminar
  2. Ó Max, passei por aqui há bocado e não pude deixar um comentário porque o formulário que aqui estava pedia-me uma conta google! O que é que se passa?
    De qualquer maneira vim para dizer que a elite portuguesa não inclui só a verdadeira elite; mas sim aqueles que subiram "a pulso da cunha" e ocupam todos os lugares do mercado que poderiam ser ocupados por outros jovens! Com isso é que nos devemos preocupar, não com os ditos estrangeirados que quanto a mim são bem-vindos! Olha, falam melhor português...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carla :D!

      Peço imensa desculpa. Estava a experimentar o novo formulário do G+ mas tive de desistir porque os comentários da Lenny Hannah haviam desaparecido todos. Olhe, se não tem conta Google prepara-te porque acho que em breve seremos todos obrigados a usar o novo formulário...só espero que a Google faça algumas correcções.

      "a pulso da cunha"? LOL LOL gostei dessa. Já reparei que em Portugal são sempre os mesmos a fazerem tudo (desde a comédia à política) é incrível. O mercado já é pequeno, mas essa "elite" torna-o ainda mais pequeno...espero que isso mude.

      Carla, muito obrigada pelo teu super comentário :D.

      Beijinhos

      Eliminar
  3. Mas porquê dar tanta importância a um homem que nunca passará de um professor e comentador político?
    Tentei ler um livro autorado por ele e sinceramente...o professor escreve mal para caramba! Tentou ser líder político: nunca foi bem sucedido! Agora está a preparar-se para ser presidente: duvido que venha a ser bem sucedido (pelo menos o meu voto não terá e farei campanha contra ele. Antes votar no Sócrates para presidente do que nele)!

    Espero que por estrangeirados, o senhor Marcelo R de Sousa não se esteja a referir à nossa comunidade...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Ana :D!

      Porque ele influencia milhões de pessoas. Literalmente, o senhor professor faz lavagem mental às camadas mais baixas de Portugal (que geralmente é onde reside o perigo, especialmente em tempos de crise). Se Marcelo Rebelo de Sousa sofre do Síndrome de Hitler sazonal, alguém tem de abordar o assunto.

      lol Concordo contigo: se ele se candidatar à presidência, também não terá o meu voto (não depois deste triste espectáculo com mais de um ano de idade).

      Bem, alguns pensam que sim...

      Ana, muito obrigada pelo teu super comentário :D.

      Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço