Brasil: Quo Vadis?



O Brasil é um país magnífico: rico em cultura e arte; adornado por pessoas felizes, generosas e, submergido em energias positivas. A forma como os brasileiros falam o Português é doce, suave, com um sotaque que promete um amanhã bastante melhor.

Esta nação maravilhou o mundo com o seu sucesso económico (sucesso esse pavimentado pelo Plano Real, criado em 1989 pelo Ministro das Finanças de centro-direita, Fernando Henrique Cardoso), com a sua habilidade para reduzir o fosso entre os ricos e os pobres e, para se destacar na comunidade internacional.
Contudo, o Brasil escolheu trilhar caminhos políticos perigosíssimos.

Dilma Rousseff, a Presidente do Brasil, começou o seu mandato no princípio deste ano. Ela lutou contra a ditadura militar, lutou pela democracia; foi presa, alegadamente torturada durante 22 dias e, sobreviveu - tudo em nome da Liberdade.
Não obstante, o seu governo legitimiza grupos terroristas e opressivos (como o Hamas e o Hezbollah); o seu governos recusou impôr sanções à Síria (cujo líder é um ditador que até agora assassinou 2.900 pessoas que lutavam pela democracia) e o amiguinho do seu governo é o Irão (cujo líder autoritário oprime, encarcera, tortura e viola os membros da oposição). A presidente Dilma Rousseff fala de democracia e igualdade mas, depois, o seu governo participa em orgias com os Dragões Vermelhos (um animal honrado que insiste em recusar às suas adoráveis crias a liberdade de expressão e igualdade).
O Brasil cospe na liberdade dos outros Povos e, indirectamente, prende e tortura a oposição dos seus amigos (afim de proteger, aquilo que acredita serem, os interesses brasileiros).

"Há uma perda intrínseca para o país quando essa experiência de uma juventude que se jogou na luta democrática, se jogou no combate para construir um país melhor (...) é perdida pela morte." (Dilma Rousseff, em 2008, durante a homenagem a 11 alunos que morreram durante a luta contra o regime militar)

A Juventude Síria que está , presentemente, a ser perseguida e assassinada certamente concordaria...

Quo vadis, Brasil?
A Secretaria de Políticas para as Mulheres , gerida pela ministra-chefe Iriny Lopes; baniu um anúnico televisivo, protagonizado pela Gisele Bundchen, alegando que o anúncio "reforça o estereótipo da mulher como objeto sexual e ignora as conquistas da sociedade contra o sexismo" - histeria feminista usada para implementar a censura.
Um destes dias, a Secretaria de Políticas para as Mulheres vai sugerir que as brasileiras se cubram com Burqas.

Os evangélicos brasileiros poderão estar por detrás do apoio estranho que o seu governos dá aos radicais e ditadores Islâmicos. Todas as igrejas evangélicas brasileiras, que visitei, expressaram o seu anti-Semitismo através de uma retórica perigosa "Os Judeus mataram Jesus, o nosso salvador! E a estrela de David é um símbolo do diabo!" - qual a dimensão da sua influência na política externa Brasileira?

Claro está, o Brasil está rodeado de países com governos de esquerda, o que pode também ter influenciado as suas escolhas políticas tontas e perigosas.

Estaremos a assistir ao nascimento da ditadura do proletariado no Brasil?

Comentários

  1. O Brasil está-se a tornar uma Ditadura de Esquerda.

    O Presidente Lula deixou bem claro a posição do Brasil em relação a Israel, no dia que insultou o nosso país (ao recusar colocar uma coroa de flores no Monte Herzl, mas visitou o local que homenageia uma terrorista que assassinou Israelitas inocentes); e nesse mesmo dia em que expressou o seu preconceito, no Knesset, ao declarar haver 10 milhões de muçulmanos, no Brasil, que vivem em total harmonia com os Judeus. DETALHE: só há no máximo 1,5 milhões de muçulmanos em território Brasileiro (embora o próprio governo declare que sejam só cerca de 30,000 Vs 105,600 Judeus - claro que vivem em harmonia).

    A Presidente Dilma é uma hipócrita: diz-se feminista (para caçar votos) e depois apoia nações que oprimem as mulheres e violam os seus direitos humanos; diz ter lutado pela democracia e nega-a aos jovens Sírios...que vergonha!

    Os evangélicos brasileiros: conheço-os bem...são anti-Semitas sem margem para dúvida, e têm orgulho em expressar toda a sua ignorância em público (um Cristão digno desse nome sabe que Jesus morreu segundo os desígnios de Deus...leiam Isaías!).

    Os líderes de esquerda Brasileiros são hipócritas e altamente corruptos.

    ResponderEliminar
  2. A Secretaria da Política das Mulheres devia preocupar-se mas é com as miúdas vítimas de incesto e com as miúdas que engravidam aos 9, 10, 11,12,13 anos...
    Também devia preocupar-se com as miúdas que em vez de irem à escola vão trabalhar como empregadas domésticas.

    Quanto a Dilma Rousseff: é uma hipócrita!

    ResponderEliminar
  3. Se no dia da decisão ministerial ou na noite anterior, a ministra não tivesse tido "dores de cabeça" o spot publicitário teria posto um sorriso nos seus lábios...

    ResponderEliminar
  4. Olá Ana :D!

    "O Presidente Lula deixou bem claro a posição do Brasil em relação a Israel, no dia que insultou o nosso país (ao recusar colocar uma coroa de flores no Monte Herzl, mas visitou o local que homenageia uma terrorista que assassinou Israelitas inocentes); e nesse mesmo dia em que expressou o seu preconceito, no Knesset, ao declarar haver 10 milhões de muçulmanos, no Brasil, que vivem em total harmonia com os Judeus. DETALHE: só há no máximo 1,5 milhões de muçulmanos em território Brasileiro (embora o próprio governo declare que sejam só cerca de 30,000 Vs 105,600 Judeus - claro que vivem em harmonia)."

    Como já te disse, esse foi um momento de profundo embaraço Diplomático. É uma quebra de protocolo imperdoável, mas pronto...o Presidente Lula é uma pessoa demasiadamente simples, o que explica o erro crasso.
    Quanto à manipulação de números: o que conta é o censo, e este diz que há por volta de 29,000 muçulmanos no Brasil...

    "A Presidente Dilma é uma hipócrita: diz-se feminista (para caçar votos) e depois apoia nações que oprimem as mulheres e violam os seus direitos humanos; diz ter lutado pela democracia e nega-a aos jovens Sírios...que vergonha!"

    LOL opá, agora é feminista só para caçar votos? Não estarás a exagerar um pouco?

    "Os evangélicos brasileiros: conheço-os bem...são anti-Semitas sem margem para dúvida, e têm orgulho em expressar toda a sua ignorância em público (um Cristão digno desse nome sabe que Jesus morreu segundo os desígnios de Deus...leiam Isaías!)."

    Bem os evangélicos falam mal de toda a gente, essa é que é a verdade...e conseguem ser extremamente preconceituosos: mas mais uma vez, tudo é baseado na ignorância (estuda bem os membros e pastores dessas igrejas).

    "Os líderes de esquerda Brasileiros são hipócritas e altamente corruptos."

    Espero que o povo Brasileiro lute contra isso.

    Ana, muito obrigada pelo teu comentário :D!

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Olá Anónimo :D!

    "A Secretaria da Política das Mulheres devia preocupar-se mas é com as miúdas vítimas de incesto e com as miúdas que engravidam aos 9, 10, 11,12,13 anos...Também devia preocupar-se com as miúdas que em vez de irem à escola vão trabalhar como empregadas domésticas."

    Esse é uma questão questão.

    "Quanto a Dilma Rousseff: é uma hipócrita!"

    O poder muda as pessoas.

    Anónimo, muito obrigada pelo teu comentário :D.

    Um abraço

    ResponderEliminar
  6. Olá Lenny :D!

    "Se no dia da decisão ministerial ou na noite anterior, a ministra não tivesse tido "dores de cabeça" o spot publicitário teria posto um sorriso nos seus lábios..."

    LOL LOL LOL...e isto é o que se chama um bom eufemismo LOL...amei.

    Obrigada, Lenny, pelo teu comentário :D.

    Beijoss

    ResponderEliminar
  7. Olá, Max!

    Não acho que banir o anúncio tenha sido "histeria feminista". É um termo reducionista em demasia para o feminismo. Principalmente se levarmos em consideração o que o movimento é hoje, sem julgar os caminhos equivocados que possa por ventura ter trilhado um dia. Há muito por fazer no que diz respeito a tratar a mulher brasileira adequadamente em público. Banir um anúncio, sem sombre de dúvida não é a única, a salvadora ou a revolucionária solução, mas significa muito. Afinal, há que começar de algum lado! Que seja a partir de um tema polêmico, então! A partir de um comercial com uma mulher que as brasileiras tanto admiram. E vamos ver o impacto desta ação.

    Há programas televisivos que exibem mulheres semi-nuas nas tardes de domingo, na tv aberta. Imagine o quanto mais há para ser feito... São verdades constrangedoras.

    Um abraço,

    Michelle

    ResponderEliminar
  8. Olá Michelle :D!

    "É um termo reducionista em demasia para o feminismo. Principalmente se levarmos em consideração o que o movimento é hoje, sem julgar os caminhos equivocados que possa por ventura ter trilhado um dia."

    É exactamente o Movimento Feminista Contemporâneo que eu critico. Na minha opinião desviou-se do objectivo central da sua criação e, fundiu-se com uma ideologia socialisto-feminista histérica que só se revela prejudicial para a dignidade da Mulher.

    "Há muito por fazer no que diz respeito a tratar a mulher brasileira adequadamente em público."

    Quem deve tratar disso é a própria mulher Brasileira, e a sua comunidade; nunca o Estado.

    "Banir um anúncio, sem sombre de dúvida não é a única, a salvadora ou a revolucionária solução, mas significa muito. Afinal, há que começar de algum lado!"

    Banir um anúncio é violar o direito de expressão. Fazê-lo é um acto anti-democrático. É tão simples quanto isso.
    Se tivesse sido um determinado canal de televisão privado a fazê-lo por iniciativa própria, tudo bem (são livres de o fazer se a sua audiência não gostasse do que estivesse a ver); mas quando é o Estado a fazê-lo é censura, é ditadura.

    "A partir de um comercial com uma mulher que as brasileiras tanto admiram. E vamos ver o impacto desta ação."

    A seguir o Estado Brasileiro vai banir as novelas, então? Muitas delas não mostram um lado muito digno das mulheres...mas no entanto compreendemos que elas mostram um tipo de mulheres existentes na sociedade, não é?

    "Há programas televisivos que exibem mulheres semi-nuas nas tardes de domingo, na tv aberta. Imagine o quanto mais há para ser feito... São verdades constrangedoras."

    Esses programas são tristes...mas o que irá o Estado fazer? Bani-los por decreto?

    As mulheres que se juntem e lutem pela dignidade do seu género; mas também digo uma coisa: há mulheres que gostam da vulgaridade, há mulheres que não querem saber da dignidade feminina e essas também são contruibuintes, também são cidadãs livres. Terá o estado direito de violar os seus direitos?

    Michelle, obrigada pelo teu comentário (adorei) :D.

    Um abraço e bom fim-de-semana

    ResponderEliminar
  9. Equívocos existem desde que o mundo é mundo, os deslizes do Lula, não diminuem em nada seus oito anos de mandato, com políticas voltadas para o social (mais do que qualquer outro governo em 508 anos de governos elitistas), naturalmente que fez pouco, muito poderia ser feito e muito ainda há por fazer, mas não posso deixar de valorizar o que de positivo vivemos em seus dois pleitos, em função de desconhecimentos e péssima assessoria.

    E não tínhamos outra saída, a não ser Dilma, não estou justificando suas fraquezas e omissões, mas ou ela, ou o retrocesso, mais hipocrisia e mais corrupção, com a turma do PSDB, o que também não justifica em hipótese alguma a corrupção em seu governo que ainda não tem um ano, e lá se vão uns oito ministros demitidos, entre outras situações constrangedoras e inadmissíveis.

    Não sou a favor da censura, não é proibindo que se conscientiza uma população, mesmo num país em que a violência contra a mulher, tem uma estatística estarrecedora: "28% das mulheres assassinadas no país morrem em casa.
    O ambiente doméstico é cerca de três vezes mais perigoso para as mulheres do que para os homens. Dentre as mulheres assassinadas no país, 28,4% morreram em casa. O número é quase três vezes maior do que a taxa entre os homens, de 9,7%", de acordo com a Folha:
    http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/956164-28-das-mulheres-assassinadas-no-pais-morrem-em-casa.shtml

    O que me surpreende é o fato da Gisele, uma pessoa aparentemente politizada, submeter-se a esse tipo de propaganda um tanto desnecessária, nem pela fama e nem pela grana, que isso ela tem pra vida inteira.
    Espero que a Lei Maria da Penha, consiga punir aos violentadores, uma vez que eles não têm respeito pelas mulheres.

    Dá uma olhada aqui:
    http://expressaomulher.blogspot.com/2010/08/doze-mulheres-morrem-por-dia-no-brasil.html

    Concordo com a Michele, há que se começar por algum ponto.

    E minha filha já viveu dois momentos, que eu considero de extrema violência, caminhava pela rua, rumo à sua universidade, dois sujeitos, em diferentes ocasiões, acharam que poderiam apalpá-la, nos glúteos, no meio da rua, porque assim decidiram, porque assim desejaram, aí se arvoram de machos, de valentes, porque biologicamente são mais fortes e intimidam uma jovem, porque é mulher? Isso é um estupro, Max! Ora, façam-me o favor, que país é esse em que uma mulher não pode caminhar pela rua sem ser agredida? E depois de conseguirem seu intento, saem tranquilamente, em sua bicicleta, motocicleta e fica por isso mesmo? Sem contar nas várias tentativas de estupro na sua universidade, exatamente porque eles, os homens, valem-se de sua força física?

    E as empresas ainda veiculam um material apelativo? Alguma coisa precisa sim ser feita e para antes-de-ontem!

    Beijo, Max, e fico por aqui, porque é um tema muito passional, e sempre acabo falando demais.

    ResponderEliminar
  10. Oi CB! :D

    Não discordo que o Presidente Lula tenha levado o nome do Brasil mais longe e, graças à sua abordagem política tenha feito alianças interessantes (falo do BRICS), mas a que custo? Os cidadãos Brasileiros tinham mais (facilidade na) mobilidade internacional há uns anos do que hoje, e só tenderá a piorar.
    Quanto à política social Brasileira, pelo que pude averiguar até agora, o Presidente Fernando Henrique começou alguns dos programas sociais aos quais Lula deu continuidade (ex: bolsa escola, bolsa alimentação, vale gás etc) ainda que este tivesse feito algumas alterações...quero com isto dizer que o Presidente Lula tem valor por ter continuado alguns programas sociais e não por os ter criado.

    Não concordo que não tivessem saída; mas os Brasileiros escolheram Dilma porque ela tinha o cunho do Presidente Lula. Ah, sim tenho seguido os casos de corrupção...chocante, principalmente porque a Presidente Dilma prometeu que isso não aconteceria no seu governo...há promessas que não se fazem, não é?

    A violência contra a mulher é crescente no mundo inteiro. O que as mulheres precisam de fazer é seguir o exemplo das mulheres Indianas (que padeciam do mesmo problema): unirem-se, criarem clubes de mulheres onde aprendem artes marciais ou técnicas de auto-defesa e defenderem-se dos cabras violentos!
    É um processo moroso? É, mas vale a pena. Em vez de se concentrarem em histerias feministas, deveriam começar a aprender a defenderem-se.

    "O que me surpreende é o fato da Gisele, uma pessoa aparentemente politizada, submeter-se a esse tipo de propaganda um tanto desnecessária, nem pela fama e nem pela grana, que isso ela tem pra vida inteira. Espero que a Lei Maria da Penha, consiga punir aos violentadores, uma vez que eles não têm respeito pelas mulheres."

    Este tipo de propaganda mostra a realidade: as mulheres usam o sexo para manipular os homens e minimizar as suas reacções.
    Os violadores não têm respeito nem por eles próprios, quanto mais pelas mulheres - aliás o seu ódio por elas reflecte uma má relação com a sua mãe.

    "E minha filha já viveu dois momentos, que eu considero de extrema violência, caminhava pela rua, rumo à sua universidade, dois sujeitos, em diferentes ocasiões, acharam que poderiam apalpá-la, nos glúteos, no meio da rua, porque assim decidiram, porque assim desejaram, aí se arvoram de machos, de valentes, porque biologicamente são mais fortes e intimidam uma jovem, porque é mulher? Isso é um estupro, Max!"

    Sinto muito pela tua filha: isso é horrível. Ela apresentou queixa deles?
    Concordo que é assalto sexual, e nenhum homem tem esse direito. Tal como eu disse, é preciso munir as mulheres de armas para se defenderem...e o melhor é seguir o exemplo das Indianas. Aliás, a Filosofia Asiática ensina (e muito bem) que a Força não vem da corpo mas sim da mente.

    Deve-se proceder à urgente reeducação e desprogramação racional das mulheres: são elas quem educa e influencia os homens. Só quando estes tiverem uma educação versada para o intelecto (e não para a satisfação física e animal) é que este tipo de comportamento poderá ser mitigado numa sociedade.
    O que crime que acima descreveste (do qual a tua filha foi vítima) não é um evento normal aqui na Europa (e Deus sabe que aqui se cometem crimes horríveis); simplesmente não é normal os homens fazerem isso a uma jovem, na rua...por isso temos de analisar porque é que isso acontece no Brasil...mas certamente não será um anúncio que provoca tais comportamentos vis.

    "Beijo, Max, e fico por aqui, porque é um tema muito passional, e sempre acabo falando demais."

    LOL minha querida, eu adoro quando falas de mais (quando deixas os pensamentos fluirem do canto da tua boca) ;D.

    Val, soberbo!! Um comentário espectacular (que me ensinou imensa coisa): muito obrigada :D. E obrigada pelo link.

    Beijosss

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço