Os Idosos

Os Pais do Artista de Philipp Otto Runge

É uma honra envelhecer.
Quando um ser humano envelhece, de uma forma geral, atinge um estado de maturidade refinada (tal como uma boa garrafa de vinho de Porto).
Pergunto-me, o que faz com que um jovem e um adulto desrespeitem ou maltratem um idoso?

Pais & Filhos
No passado fim- de-semana, foram-me transmitidos dois exemplos horríveis de relacionamentos entre pais idosos e os seus filhos.
I: Um progenitor fica doente. Dois adultos são informados de que o seu progenitor necessita de receber cuidados. O que decidem fazer? Abandonam-no no hospital (registado sob uma morada falsa) e continuam a receber a sua pensão.
II: Um pai fica velho e desaconselha-se que viva sozinho. A sua prole acolhe-o e, arranja maneira de beneficiar da sua pensão ao assinarem também na sua conta bancária.
Será que as pessoas (nestes exemplos) se esquecem de quem são estes seres idosos e frágeis? Outrora também eles foram jovens e saudáveis, apaixonaram-se, casaram-se, tiveram filhos, trabalharam para que nada lhes faltasse, amaram-nos e brincaram com eles e, no fim, qual é a sua recompensa...?

Seniores & Sociedade
I: Um autocarro está cheio, e uma idosa de bengala entra no veículo: ninguém se levante para lhe oferecer um lugar.
II: Um casal de idosos passeia, aproveita a sua tarde solarenga e decide ir ao museu. Ao chegar à entrada; um jovem atravessa-se no seu caminho para entrar primeiro e nem sequer segura a porta para que o casal passe (levando, assim este, com a porta no nariz).
III: Um jovem casal tem o seu primeiro filho e, debate-se com a ideia de colocar a criança numa creche. Os avós, dos dois lados, estão reformados e saudáveis: em vez de deixarem o bébé com um deles, esbanjam dinheiro (que não têm) com uma nanny (uma estranha).
Estes parcos exemplos já nos dão uma ideia do quão perturbada a sociedade está.

Idosos e Confúcio
Confúcio ensinou-nos que deveríamos procurar ser um Homem de Ren. Sê-lo significa apercebermo-nos de que não estamos sozinhos e que somos todos responsáveis por alguém ou algo (seja de um parente, do estado ou do mundo). Ele ensinou, também, os Cinco Relacionamentos mas um só é aqui pertinente:

"O idoso para com o Junior - deve haver consideração entre os idosos e deferência entre os juniores"

De facto, os idosos não devem abusar do seu status, contudo, eles merecem o nosso máximo respeito (e carinho) por serem o símbolo da criação, experiência e sabedoria.

Antes de maltratarmos um idoso, devemos lembrar-nos sempre de que eventualmente até nós envelheceremos.

“Não faças aos outros aquilo que não queres que te façam a ti”…Dir-se-ia…

Comentários

  1. Esse texto é de grande relevância, Max, como todos que aqui leio, mas esse trata de uma questão que me é muito especial: o idoso!
    Representam de fato um estatuto que nem todos percebem o valor, ainda mais evando-se em conta o contexto do mundo, em especial Europa, com uma população signficativamente idosa, é mesmo oportuno pensarmos sobre essas relações e importancias.

    Um beijo, e desculpe a ausencia!!

    ResponderEliminar
  2. Oi CB :D!

    "Esse texto é de grande relevância, Max, como todos que aqui leio, mas esse trata de uma questão que me é muito especial: o idoso!"

    Obrigada. E concordo contigo, o idoso é uma questão vital!

    "Representam de fato um estatuto que nem todos percebem o valor, ainda mais evando-se em conta o contexto do mundo, em especial Europa, com uma população signficativamente idosa, é mesmo oportuno pensarmos sobre essas relações e importancias."

    Exactamente! Uma população idosa crescente que se vê desrespeitada pelos mais jovens de uma maneira igualmente crescente - é chocante ver a nossa sociedade perder valores preciosos como o respeito à figura mais velha (por exemplo).

    "Um beijo, e desculpe a ausencia!!"

    Estás mais que desculpada ;).

    CB, obrigada pelo comentário perfeito! Adorei :D.

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. Teu texto mostra o difícil lado da velhice que enfrenta tantas coisas e desrespeitos.

    Um dos piores é chegar à velhice e perder a dignidade e nesse estado, depender de outros que, se não tiver como custear, terá que viver de serviços médicos do SUS e os devidos maus tratos por pessoas sem a mínima especialização. Tenho acompanhado minha mãe ,bem doente, aos 86 anos e todos que s chegam perto dela pra trabalhar lá, só veem CIFRÕES!!!APENAS ISSO!!! Uma pena!Fingimentos e mais fingimentos, que desanimam realmente !
    Texto profundo e faz pensar!

    um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  4. Oi Chica :D!

    "Um dos piores é chegar à velhice e perder a dignidade e nesse estado, depender de outros que, se não tiver como custear, terá que viver de serviços médicos do SUS e os devidos maus tratos por pessoas sem a mínima especialização."

    Sem a mínima especialização nem respeito...

    "Tenho acompanhado minha mãe ,bem doente, aos 86 anos e todos que s chegam perto dela pra trabalhar lá, só veem CIFRÕES!!!APENAS ISSO!!! Uma pena!Fingimentos e mais fingimentos, que desanimam realmente !"

    Meu Deus! É desapontante ver o quão vil o ser humano pode ser, não é?
    Desejo tudo de bom à tua mãe, Chica - que Deus a abençoe!

    "Texto profundo e faz pensar!"

    Obrigada, querida!

    Chica, obrigada pelo teu comentário :D.

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço