A Morte da Língua Portuguesa: Plural do Pretérito Perfeito


Todos sabem que o Pretérito Perfeito significa o Passado (daí "pretérito" [do Latim "Praeteritum"] Acabado ou Completado (daí "perfeito" [do Latim "Perfectum"]), já que expressa uma acção acabada no passado. Exemplos:

  • Eu comi um bolo.
  • Tu leste um livro.
  • Ele lançou a bola.
Até aqui tudo bem. Mas o crime começa quando, hoje em dia, se tenta conjugar este tempo verbal na primeira pessoa do plural; uma vez que (de uma forma generalizada - já que até antigos colegas meus, do curso de Letras, cometem o mesmo erro) se confunde a conjugação do Pretérito Perfeito na primeira pessoa do plural com a conjugação pronomial; vejamos:

Forma incorrecta
  • Nós come-mos um bolo. 
  • Nós lê-mos um livro.
  • Nós lança-mos a bola.
Forma correcta
  • Nós comemos um bolo.
  • Nós lemos um livro.
  • Nós lançámos a bola. 
O mais triste é quando tradutores cometem este mesmo erro na legendagem de filmes e séries. 

Comentários

  1. Nossa, eu estava acompanhando bastante o caso do Egito, pelos jornais, noticiários e pela internet também. Até o discurso do Mubarak eu li.

    Viva a democracia mesmo! Podemos dizer que uma das suas previsões para 2011 está se concretizando?

    ResponderEliminar
  2. Zahta,

    Pois é...eu também ouvi e li o discurso do Mubarak (ele tentou bem desviar as atenções, hein? lol)...

    Viva! LOL LOL bem, digamos que é um começo... ;)

    Um abraço

    ResponderEliminar
  3. É minha querida amiga, ao assistirmos filmes legendados muitas vezes encontramos erros graves como o citado em sua postagem!
    Atualizei!
    Beijos...
    Até...

    PS- Para não passar em branco, Viva o Egito!!! =D

    ResponderEliminar
  4. Oi Angel :D!

    Actualizaste? Estarei lá esta semana!

    Obrigada pelo comentário, querida :D!

    Ah, sim: Viva o Egipto! :D

    Beijosss

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço