Re-definindo a Direita


A perspective Europeia ...

Lema: Deus, Pátria, Família

Os da Direita certificam-se de que o mundo saiba o quão religiosos são: vão à igreja/templo todas as semanas; participam em todas actividades da igreja/templo; aderem a certos grupos (ou agências) e Deus está sempre presente no seu discurso.
Mas depois, na arena política, parecem contradizer os valores espirituais: são preconceituosos, xenófobos, não se interessam por assuntos sociais (pois isso é assunto da esquerda), desprezam os outros e são belicosos.

A Direita é mais patriota que qualquer outro ramo político: sabe o hino nacional e canta-o; respeita a bandeira. Tem orgulho na identidade cultural, nos valores e história da sua nação. Tem como objectivo um projecto nacional comum (desde que se encaixe nos seus valores).
Mas depois, na arena política, pode agarrar-se de forma obstinada aos seus ideais nem que isso signifique levar o país ao caos total. Flexibilidade é uma palavra que a Direita ignora.

A Direita á toda pró-família: os seus membros geralmente casam cedo; têm imensos filhos; oferecem uma imagem de união familiar perfeita e fazem tudo (absolutamente tudo) para a manter intacta. A Família Tradicional (i.e. sem gays) vem em primeiro lugar.
Mas depois, na arena política, alguns deles acabam por serem expostos: infidelidade; homossexualidade (aquilo que tanto combatem), abuso físico e psicológico no seio da família etc.

Para além disto, a Direita é vista como sendo um capitalista com coração de pedra, gananciosa; sem nenhum respeito pelo ambiente (mais uma vez, isso é para a esquerda), sem ética e como favorecendo o sector privado a todo o custo.

Eu sou de Direita: acredito profundamente em Deus; busco o sucesso na minha nação e a minha família vem sempre em primeiro lugar (independentemente de quem ou o quê).
Contudo, eu e outros como eu tentam re-definir a Direita...

Re-definição

Lema: Deus, Família, Nação

Os de Direita acreditam em Deus, mas não têm necessariamente de ter uma religião. Deus é Omnipresente, significando que cada casa possa ser um templo. Serviço comunitário pode ser levado a cabo de várias formas. Os seus discurso e comportamento reflectem o seu progresso espiritual: Amor, Humanidade, Generosidade, Respeito e Paz (ainda que totalmente consciente de que para haver paz, há que travar certas batalhas).

Os de Direita compreendem que as famílias são a fundação de qualquer nação.
Eles lutam por restaurar os valores familiares, na nossa sociedade, porque é a única maneira de trazer de volta a verdadeira ordem às nossas comunidades.
Definição de família: A- dois adultos a educarem uma criança ou crianças; B – um adultos a educar uma criança ou crianças (claro que a situação A é a preferida, mas na impossibilidade da mesma, uma família mono-parental é melhor que nenhuma).
Casamento (entre homem e mulher) é essencial. União Legal (entre casais do mesmo sexo) é um direito. Viver juntos, ainda que respeitado, não é o objectivo.

A Direita ama o seu país, a sua identidade & símbolos (bandeira e hino), e a sua história. Contudo, também entende que a sua cultura possa ser ainda mais enriquecida com outras culturas que possam vir para a sua nação (legalmente) e ajudar no seu desenvolvimento.
Os de Direita amam a Lei e a Ordem. Também procuram o bem-estar de todos os cidadãos do país que amam. Defendem o capitalismo ético, a filantropia e a responsabilidade social. Como amam a Pátria devem cuidar do seu ambiente. Eles compreendem palavras como flexibilidade e compromisso.

Presentemente, as pessoas vêem a Direita como a imagem da divisão social, dos snobs e do vale-tudo nos negócios e, assim, viram à esquerda. Está na hora de re-definir a Direita.


Para uma perspectiva Norte Americana sobre este tema, visita o blogue do LS (em Inglês): Aqui.

Comentários

  1. Parabéns pelo artigo! Mais uma vez bem escrito e com uma idéia concreta presente nele todo. A Direita é vista como algo arrogante, como os vilões da história, os ignoradores do povo.
    Também acho que já está na hora de mudar isso.

    ResponderEliminar
  2. Mas bah, Max.
    Entendo que os bons, os justos, mansos de coração, não estão na direira nem na esquerda, andam espalhados por ai. Assim, ao mesmo tempo em que cultuo valores como Deus, Pátria e Família, sou capaz de votar num candidato da esquerda. Infelismente a mídia(sempre a mídia) nos mostra quase o tempo todo, os radicais, sejam de direita ou esquerda, isso contribui para a formação de uma imagem que não é a real,visto que a grande maioria é moderada e respeita as Leis.
    Parabéns pelo texto, sempre instigante.

    ResponderEliminar
  3. Há necessidade de redefinir muitos conceitos, até porque algumas esquerdas têm se comportado como a direita. Sei lá! No poder são ditos e desditos, mas nenhum acerto como o de cavalheiros, senão patrióticos, de outrora! Já viu, um homem perde a palavra, perde tudo! Beijus,

    ResponderEliminar
  4. Oiee! Só to passando pra avisar que tem um novo meme para você no Blaster. É o meme Blog Amigo. Espero que possa participar. Até a próxima!

    ResponderEliminar
  5. Oi Zahta :D!

    Obrigada, meu lindo!

    Concordo contigo!

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Oi Diler :D!

    Eu também seria capaz de votar num candidato de esquerda, se eu visse que o mesmo era sincero e que faria um bom trabalho - de contrário, nem pensar (até porque o legado de esquerda em Portugal tem sido pobre e delapida os cofres do Estado).

    Já sabes como é a media (irritante e manipuladora)...

    Obrigada, Diler, pela gentileza :D!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. Luma :D! Olá!

    Querida, não poderia concordar mais contigo!!

    Disseste tudo!

    Obrigada pelo comentário :D!

    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Zahta,

    Obrigada, já vi e irei participar!

    Até à próxima!

    ResponderEliminar
  9. Oi Max querida,
    Sim, a família é o pilar de qualquer nação, quando esta está bem estruturada as coisa andam melhor.
    A família é um plano de Deus!

    A política em essência deveria ser algo extraordinário, a oportunidade de cada cidadão estar à par, participar, deliberar, em conjunto encontrar caminhos para o bem comum, mas infelizmente não é bem assim que acontece, a política ultimamente é sinônimo de corrupção, mentira, sujeira e etc.

    Devemos sim, pensar muito bem em quem iremos eleger, mas as vezes penso...será que existe verdadeiramente uma opção sincera?


    beijos

    ResponderEliminar
  10. Oi Dri :D!

    Minha querida...

    "Sim, a família é o pilar de qualquer nação, quando esta está bem estruturada as coisa andam melhor. A família é um plano de Deus!"

    Concordo plenamente! Amén!! :D

    "A política em essência deveria ser algo extraordinário, a oportunidade de cada cidadão estar à par, participar, deliberar, em conjunto encontrar caminhos para o bem comum, mas infelizmente não é bem assim que acontece, a política ultimamente é sinônimo de corrupção, mentira, sujeira e etc."

    É, essa é a essência da política mas as pessoas (aquelas mal intencionadas, egotistas) estragaram tudo...e deram-lhe má fama.

    "Devemos sim, pensar muito bem em quem iremos eleger, mas as vezes penso...será que existe verdadeiramente uma opção sincera?"

    Hoje em dia não há opções sinceras, Dri (infelizmente), estamos à espera de uma nova raça de políticos...

    Obrigada, minha linda, por este super comentário :D!

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço