Sexo Metafísico


Muitos vêem o sexo como um meio reprodutivo; outros vêem-no como um mecanismo de prazer; depois há aqueles que o consideram um inimigo da espiritualidade; e, finalmente temos aqueles que acreditam que o sexo seja sagrado, um gerador de energia e um catalisador para o “decretismo”.

Sexo como um meio reprodutivo
Foi-nos dito que crescessemos e nos multiplicássemos.
Durante o período fértil de uma mulher (geralmente entre o 12º e o 14º dias do ciclo menstrual), o contacto entre um phallus e uma kteis podem gerar progénitos; e muitas pessoas consideram ser este o único propósito das relações sexuais.
Bem, eu acho que Deus criou o sexo para muito mais que isso; mas não obstante, eu gostaria de deixar o meu conselho para os seguidores de tal teoria: se usares sexo somente para reproduzir filhos, é favor fazê-lo com estilo...venera o corpo do teu cônjuge (ou companheiro); respeita o seu ritmo, sente o seu odor; dá ouvidos ao seu pedido; ama a arte de fazer amor, ama o futuro progenitor...e crianças lindas poderão resultar do acto.

Sexo como um mecanismo de prazer
É verdade que quando o sexo é bem feito, altos níveis de prazer podem ser atingidos; tão altos que chegamos a acreditar que havemos sido transportados para o céu; e quando experienciamos orgasmos múltiplos, juramos ter visto o rosto de Deus.
Contudo há uma questão: poderá este tipo de prazer ser atingido com múltiplos parceiros sexuais; se não for atingido com um amante deveremos testar vários amantes até que encontremos um que nos providencie tais níveis de prazer; e é seguro enquanto usarmos preservativos?
Resposta: se uma pessoa necessita de vários parceiros para ter prazer é porque está à procura de algo (ou de alguém) em déficit na sua vida, e não de prazer (a pessoa faz uso do pseudo-prazer para preencher um vazio). Não atingir um prazer profundo pode ter duas razões; 1- o (a) amante não é competente e precisa de ser ensinado, 2- a pessoa não se sente à vontade com a própria sexualidade.
Saltar de parceiro em parceiro aporta um perigo subtil: quando uma pessoa se liga sexualmente a outra, não são somente os corpos que se unem, mas também as almas; querendo isto dizer que uma pessoa absorve a energia do(a) amante (seja a energia boa ou má) criando, assim, uma ligação duradoira com essa pessoa (que muitas vezes transcende a vida na terra). Quando se usa pessoas para sexo de forma desrespeitadora, inconsequente e irresponsável, raiva (e outros sentimentos negativos) pode ser gerada o que poderá ser extremamente prejudicial para a própria aura (pondo, assim, em perigo a própria saúde).
Preservativos previnem contra as doenças sexualmente transmissíveis; mas não previnem contra os efeitos, e o peso, que a promiscuidade traz à alma.

Sexo como inimigo da espiritualidade
Um total absurdo. Se as pessoas optam por não ter sexo, é por auto-decisão; contudo aqueles que escolhem essa opção e declaram o sexo como inimigo da espiritualidade, são pessoas que são más amantes, distraídas ou tarados que pensam com o orgão sexual em vez de pensarem com o cérebro. Quando é para meditar ou orar, concentra-te e fá-lo; quando é para fazer sexo, concentra-te e fá-lo como deve de ser. É tão simples quanto isso.

Sexo como gerador energético e instrumento mágico
Algumas sociedade metafísicas afirmam que o sexo é a força principam, vital a todos os seres vivos; a mais poderosa energia da Natureza e “a maior prova da existência de Deus” (Pascal Beverly Randolph). Também defendem que quando um homem e uma mulher (numa sagrada união) copulam, geram uma poderosa energia que quando propriamente direccionada poderá “mover montanhas”; isto é, quando um casal experiente tem relações sexuais, a sua mente poderá atrair o que desejarem – a isto chama-se Magia Sexualis.
(Esta prática não deve ser efectuada por pessoas inexperientes; pois teriam que possuir altos conhecimentos em volância, decretismo, posismo e Tiraclaurisme)

Afim de usufruir de um sexo estremamente prazeroso, uma pessoa tem de encontrar alguém com quem tenha uma profunda ligação emocional, intelectual, física e metafísica. Por isso, sejam pacientes, amem e tenham cuidado com o vosso campo energético.


Para mais informação sobre Sexo Metafísico, por favor dirige-te ao blog do Livingsword: Aqui.

Comentários

  1. OI Max
    Tem razão o sexo, quando praticado com responsabilidade e respeito ao parceiro, é um ato que nos leva a transcender, nos une de forma que vai muito além da carne, fortalece o amor num ciclo, num feedback.

    "Quando é para meditar ou orar, concentra-te e fá-lo; quando é para fazer sexo, concentra-te e fá-lo como deve de ser. É tão simples quanto isso." MUito bom é isso aí, mas muita gente não pensa assim.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  2. OI Adriana :D!

    "Tem razão o sexo, quando praticado com responsabilidade e respeito ao parceiro, é um ato que nos leva a transcender, nos une de forma que vai muito além da carne, fortalece o amor num ciclo, num feedback." - Absolutamente!! Disseste tudo!

    ""Quando é para meditar ou orar, concentra-te e fá-lo; quando é para fazer sexo, concentra-te e fá-lo como deve de ser. É tão simples quanto isso." MUito bom é isso aí, mas muita gente não pensa assim." - infelizmente, as pessoas demonstram ter problemas sexuais gravíssimos, o que se irá reflectir depois nos relacionamentos com os outros seres humanos. Se uma pessoa não quer ter sexo; ou não se quer resolver, ok...não há problema; mas não ande por aí a espalhar o seu veneno e mentiras...

    Minha amiga, obrigada por este comentário super super :D! Amei!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Max, acho que é preciso haver uma harmonia entre todas essas finalidades a que o sexo nos proporciona, sem exageros de uma ou outra ala do pensamento. Simplesmente condenar ou proibir esta ou aquela prática já não cabe mais. Mas primordialmente, há que se fazer tudo, naquele momento, com amor, responsabilidade, respeito e carinho!

    Boa semana! :-)

    Beijos!
    Juca

    ResponderEliminar
  4. Oi Juca! :D

    "Max, acho que é preciso haver uma harmonia entre todas essas finalidades a que o sexo nos proporciona, sem exageros de uma ou outra ala do pensamento." - é verdade! Acabei de dizer isto mesmo no blog do meu "sócio" Livingsword...engraçado.

    "Simplesmente condenar ou proibir esta ou aquela prática já não cabe mais." - livre arbítrio...

    "Mas primordialmente, há que se fazer tudo, naquele momento, com amor, responsabilidade, respeito e carinho!" - concordo. Mas às vezes a nossa noção de responsabilidade, respeito e carinho difere da daqueles que sofrem distúrbios e problemas emocionais.

    "Boa semana! :-)" - obrigada, meu lindo :D! Para ti também!!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  5. "concordo. Mas às vezes a nossa noção de responsabilidade, respeito e carinho difere da daqueles que sofrem distúrbios e problemas emocionais."

    Max, engraçado que nesses momentos de reflexões a gente (quer dizer, eu) esquece que nem tudo é perfeição! :-) Boas falas, muito bem lembrado!

    Beijos! :-)
    Juca

    ResponderEliminar
  6. Oi Juca,



    "Max, engraçado que nesses momentos de reflexões a gente (quer dizer, eu) esquece que nem tudo é perfeição! :-) Boas falas, muito bem lembrado!" - seria bom se tudo fosse perfeito, não é? Mas como estamos na terra...isso torna-se um pouco dificil lol. Obrigada, meu lindo :D!

    Beijão

    ResponderEliminar
  7. Oi Juca,



    "Max, engraçado que nesses momentos de reflexões a gente (quer dizer, eu) esquece que nem tudo é perfeição! :-) Boas falas, muito bem lembrado!" - seria bom se tudo fosse perfeito, não é? Mas como estamos na terra...isso torna-se um pouco dificil lol. Obrigada, meu lindo :D!

    Beijão

    ResponderEliminar
  8. Mover montanhas??? Max, isso me lembra um episódio de Smallville quando o Clark transa com a Lana(nesse episódio, ela está com os poderes dele)... Ao atingirem o clímax, o mundo inteiro tremeu!!!

    Gostei desse tal de Magia Sexualis!

    Beijos!!!

    ResponderEliminar
  9. Oi Cidão!

    LOL LOL epá...não vi esse episódio (chegou a uma altura em que parei de ver essa série na TV)!

    LOL Magia Sexualis implica muita disciplina...

    Amei o teu comentário, obrigada; gato :D!

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço