Mas que Inferno...?

Inferno (detalhe) de Hieronymus Bosch
A onda de calor atingiu Portugal e as florestas passam pela sua imolação anual.
Enquanto o suor escorre pela minha testa....ok, não é bem assim; mas à medida que os meus poros servem de alvo às setas de fogo, observo o azul do céu e penso no Inferno: quais serão as suas feições?

No ano passado sugeri que o Inferno fosse aqui na terra.
Este ano, acusei-me de ser demasiado simplista e refutei os meus próprios pensamentos. 

Não, ainda não acredito na imagem Cristã do Inferno; mas agora entendo o que os Cristãos querem dizer com o quadro infernal; eles pretendem explicar que o Inferno é igual ao Tormento.

Se a alma de uma pessoa encarna, sendo colocada num determinado carril e descarrila (i.e. se usa o seu tempo na terra para profanar a sua existência através do comportamento vil, ou se falha em cumprir a sua missão, qualquer que ela seja); no fim da vida bem que pode esperar ser atormentada.
Então, mas que inferno é o tormento? Como é que a alma rebelde será atormentada: com funk carioca; com música pimba (Portugal); com as canções do Justin Bieber...o quê?

Imaginem o seguinte:
A alma desencarna e regressa à sua essência. Despida de matéria e de niilismo; certamente conta ver o Criador, logo, senta-se e espera pela sua vez de se encontrar com Ele.
Passa uma Eternidade. A Alma ainda espera sentada, contudo apercebe-se de que, mal chegam, certos recém-chegados têm acesso ao Senhor. A chama interior começa a apagar-se e, assim, a alma começa a sentir emoções similares àquelas sentidas na terra - tristeza, negação, fúria, desespero e, eventualmente, total escuridão.
Ao escolher vergar-se a emoções negativas, a alma cria para si própria uma situação de absoluto tormento. De repente, apercebe-se de que não está sozinho: o vale da sombra da morte está repleto de irmãos e irmãs com o mesmo problema.
Na tentativa de recrear uma realidade terrestre, a alma ouve clamores de desespero, gritos de dôr e, vê "pessoas" a rastejarem na lama...o Inferno começa a ser cada vez mais parecido com a relação super-cola com a matéria. 
Passa uma Eternidade. A Luz vem buscar a alma e informa-a de que, em breve, regressará à terra. A Lux diz-lhe ainda que a pele do tormento tem de sair; que as ilusões devem ser exfoliadas e que tem de ponderar seriamente acerca do seu futuro...e assim, recomeça o ciclo. 

Então, o que é o Inferno? O Inferno é o Tormento.
O que é o Tormento? Jamais ver a face de Deus. 

Comentários

  1. Fizeste uma linda reflexão e me fizeste rir ao questionar se o inferno é ouvir o funk e etc...Isso é pra acostumar,srsr....

    o inferno pode ser tantas coisa...bem subjetivo,..beijos,tudo de bom,chica

    ResponderEliminar
  2. Oi Chica :D!

    "Fizeste uma linda reflexão e me fizeste rir ao questionar se o inferno é ouvir o funk e etc...Isso é pra acostumar,srsr...."

    Muito obrigada, querida. lol é, o funk carioca pode ser um verdadeiro inferno para alguns ;).

    "o inferno pode ser tantas coisa...bem subjetivo,..beijos,tudo de bom,chica"

    Aqui na terra, sem dúvida que o inferno é bem subjectivo. Já no pós vida...não tenho tanta a certeza (ainda estou a reflectir sobre o assunto).

    Chica, muitíssimo obrigada pelo teu comentário :D.

    Beijoss

    ResponderEliminar
  3. Mas bah, Max.
    Aqui, abaixo do paralelo 30º, as temperaturas estão entre 7º e 16º C(hoje), com previsão de menos, nos próximos dias, gelando até nossas almas! Não tem caldo, vinho ou aquecedor que chegue! É um verdadeiro inferno! É como escutar funk carioca, dia e noite! kkk.
    Seu texto, como sempre, é polemico e provocativo, parabéns. Andei ausente, mas, aos poucos estou voltando.

    Abração.

    ResponderEliminar
  4. "o inferno sao os outros", maxx!! rs

    certamente serao atormentados com os dois estilos citados por ti e ainda acrescento a axé music, o pagode e outros barulhos que insistem em chamar/em de música!

    beijinhos!

    ResponderEliminar
  5. Oi Diler :D!

    "Aqui, abaixo do paralelo 30º, as temperaturas estão entre 7º e 16º C(hoje), com previsão de menos, nos próximos dias, gelando até nossas almas! Não tem caldo, vinho ou aquecedor que chegue! É um verdadeiro inferno! É como escutar funk carioca, dia e noite! kkk."

    LOL LOL LOL como te compreendo! Detesto o frio, também.
    Funk carioca é mau, é mau.

    "Seu texto, como sempre, é polemico e provocativo, parabéns. Andei ausente, mas, aos poucos estou voltando."

    Obrigada, amigão! Já tinha saudades tuas. Pois é, estou à espera das piadas de segunda :D.

    E obrigada pelo teu comentário :D.

    Um abração

    ResponderEliminar
  6. Olá CB :D!

    "«o inferno sao os outros», maxx!! rs"

    LOL às vezes as pessoas levam-nos a pensar isso delas.

    "certamente serao atormentados com os dois estilos citados por ti e ainda acrescento a axé music, o pagode e outros barulhos que insistem em chamar/em de música!"

    LOL LOL LOL conta-se por um dedo o Axé decente...todo o resto: vixe maria!

    Ah, Val...adorei o teu comentário: muito obrigada :D.

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço