Ontem Hoje Amanhã



Ontem
1820-1910: O Período Romântico.
As mentes dos homens anseiavam pela individualidade, liberdade, por mais contacto com a natureza; amor pelo seu país e o reviver da Idade Média (visto ter sido uma época repleta de aventuras e proezas prodigiosas; afirmação das nacionalidades; a existência de castelos, monges, e cavaleiros andantes).
Não mais desejavam pensar, escrever e comportar-se para o todo....procuraram a criatividade individual; defenderam a independência pessoal (artística, política, moral e sentimental); cultivaram o “Eu”; procuraram o absoluto mesmo sabendo que este era inatingível. Gritaram contra os tiranos (reis/imperadores) e aproximaram-se do povo (quem consideravam ser o cerne da nação).
A mente Romântica não se regia pela razão (como no período neo-clássico) mas sim pela paixão, pelo sentimento, imaginação, ideologia religiosa, verdade & perfeição absolutas; e por Deus.
O Herói Romântico era rebelde, altivo, desdenhoso; desafiava a sociedade e o próprio Deus.

Hoje
2000-2010: O Período Incerto.
As mentes dos homens e mulheres acreditam ansear pela individualidade (contudo procuram pensar, comportar-se e vestir-se da mesma maneira); pela liberdade (embora desejem impedir que os outros usufruem da mesma); mais contacto com a natureza (sim, depois de quase acabarem com ela); pelo amor ao seu país (enquanto o destróiem  com guerras sem sentido; humilham os seus concidadãos; propagam a corrupção em massa; desrespeitam a bandeira e o hino nacional; defendem a anarquia; cospem na liberdade dos outros para se expressarem etc) e pelo reviver do Período Bárbaro (os mais jovens e vigorosos sucedem aos mais velhos e à sociedade decadente; contudo provam ser incivilizados e selváticos, destruindo assim a sociedade ultra desenvolvida, abrindo caminho a uma Neo-Idade das Trevas repleta de caos e violência). 
Ainda não querem pensar, escrever e comportar-se em prol do todo (Deus nos livre de  finalmente tirarem a cabeça da areia e ver, pensar, para lá do próprio umbigo)...atiram a criatividade pessoal pela janela. Independência artística = pornografia e promiscuidade; independência política = criticar o governo e operar contra o ele, mesmo que isso signifique a destruição do país, só para dizerem que são livres de se expressarem; independência moral = falta de valores morais; independência sentimental = ser misógino, feminista, putanheiro or pistoleira. Continuam a cultivar o “Eu” (a minha casa, o meu carro, os meus 3 celulares; eu, eu, eu); lutam contra e aceitam, ao mesmo tempo, o absoluto e o relativo. Gritam contra os tiranos (Primeiro-Ministros/Presidentes) e negam o básico ao povo (aceitando um sistema de saúde e educacional falhado, já para não falar do habitacional). 
A mente Incerta não se rege pela razão mas sim pelas necessidades, pelo consumismo, paranóia, terapia, ideologia anti-Deus, perfeição relativa e culto do Eu.
O Herói Incerto é egotista, anarquista, altivo, desdenhoso; desafia a sociedade e o próprio Deus.

Amanhã
2012-2058: o Período da Consciencialização. 
Os Humanos usam a sua individualidade para o bem comum; fazem uso da sua liberdade de forma responsável e respeitosa; a natureza é amada e, até descobrem uma maneira de a poupar dos seus abusos; amam o seu país; e criam uma nova era: a do amor, respeito, justiça, solidariedade e caridade.
Pensam, escrevem e comportam-se de modo a seguir o “Et Pluribus Unum”. A espiritualidade finalmente banha a sua mente. A Razão e a Inteligência são optimizadas; a criatividade flui naturalmente; as produções artísticas reflectem a nova era. Os seus relacionamentos emocionais serão lidados com maturidade.
A política, pela primeira vez, será conduzida por líderes sábios; que escutam os seus conselheiros, que servem o povo, que não desejam ser adorados mas, sim, procuram olhar para os seus seguidores e ter orgulho na Humanidade.
Neste período será feita a humanização da sociedade; não obstante será criada uma nova forma de preconceito: contra a ignorância, sob todas as suas formas (xenofobia, racismo, homofobia, sexismo).
A mente da Consciencialização é regida pelo Criador, pela razão, pensamento, análise, sabedoria, respeito, compaixão, amor.


Feliz Ano Novo!!


Agora, convido-te a dares uma vista de olhos na perspectiva cronológica do LS: Aqui.

Comentários

  1. Max
    Vim te desejar, um ano de 2009 muito especial, com tudo de bom, e que tudo que você deseja se realize.
    Muito amor e paz, amiga.

    Depois volto para comentar.

    beijos e até ano que vem

    ResponderEliminar
  2. Feliz Ano Novo Max
    Que 2009 seja cheio de amor, paz, luz, proteção e prosperidade para você e os seus. E que o amanhã...bom, que seja de amor e igualdade entre as pessoas e que as diferenças sejam superadas com a amizade e o conhecimento.
    Obrigada pela visita e até 2009.

    ResponderEliminar
  3. Oi Dri,

    Muito obrigada, minha amiga *abraço*! Espero que este ano te traga tudo de bom também :D!

    Paz e amor...

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Olá CrazyAngel!

    Muito obrigada :D! Desejo-te o mesmo!!

    Feliz 2009...e que comece um ano cheio de coisas boas!

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Oi Max
    Muito bom o texto, eu questiono o sentido de liberdade dos tempos atuais, todos a buscam de maneiras tão desmedidas e inconsequentes, que os resultados não são lá os melhores, as vezes querem liberdade, mas não se sabe nem ao certo o que ela é, não querem saber da responsabilidade que ela acarreta, querem fazer tudo, sem responder por nada e esquecem que para todos os nossos atos existem consequências e que tudo faz parte do mesmo movimento.

    "Os Humanos usam a sua individualidade para o bem comum; fazem uso da sua liberdade de forma responsável e respeitosa; a natureza é amada e, até descobrem uma maneira de a poupar dos seus abusos; amam o seu país; e criam uma nova era: a do amor, respeito, justiça, solidariedade e caridade."

    Amiga, espero mesmo que seja assim...

    beijos

    ResponderEliminar
  6. Oi Dri!

    "Muito bom o texto, eu questiono o sentido de liberdade dos tempos atuais, todos a buscam de maneiras tão desmedidas e inconsequentes, que os resultados não são lá os melhores, as vezes querem liberdade, mas não se sabe nem ao certo o que ela é, não querem saber da responsabilidade que ela acarreta, querem fazer tudo, sem responder por nada e esquecem que para todos os nossos atos existem consequências e que tudo faz parte do mesmo movimento."

    Tenho de me levantar e aplaudir *aplaudindo*!!!! Concordo contigo em absoluto!
    E mais, querem as suas liberdades mas querem impedir a dos outros (como no caso da Califórnia, em que se levou a referendo a questão do casamento entre homosexuais. O povo votou contra; e os grupos dos direitos Gay estão a atacar membros de Igrejas - na maioria, mormons [pois foi quem angariou mais fundos para a causa] - e edifícios de culto...aonde fica não só a liberdade alheia, como também a democracia? Tá tudo doido!).

    "Amiga, espero mesmo que seja assim..."

    Também espero, minha linda...nem que seja depois de eu desencarnar, desde que aconteça (pois desejo um mundo melhor para os meus futuros filhos, netos, bisnetos etc).

    Minha amiga, muito obrigada pela visita e pelo comentário super! :D

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço