O derrapante A



Adultério: “facto de uma pessoa casada ter voluntariamente relações sexuais com um terceiro (fonte: Dicionário da Língua Portuguesa, Porto Editora).

Quando um casamento está adulterado será que o adultério é necessário ou repreensível?
Eu sei, eu sei…é um tema um tanto ou quanto pesado para o início do ano; mas como teria de abordá-lo de qualquer maneira, mais vale despachá-lo já…

O casamento é mais que um contrato legal entre duas pessoas: é um acordo de sentimentos, de compromisso, empenho, companheirismo, lealdade, fidelidade e códigos. Se um casal tem, o que é considerado por muitos, um bom casamento e de repente um dos conjûges tem um caso amoroso (secreto) não só está a trocar a carne mas também (e especialmente) está a trair em absoluto o sentimento, a intimidade, o elo (e todos os elementos acima expostos).
Ás vezes pergunto-me se as pessoas se apercebem de que quando fazem amor com os seus conjûges é activado um campo de intimidade: a combinação de fluídos corporais e sons orgásmicos; a troca de palavras de amor e códigos coitais; a partilha de alguns segundos de prazer apoteóticos; beijos, carícias, contacto visual…tudo aquilo que os conduz às profundezas da sua alma...
Pode ser difícil de aceitar, ou até compreender, mas há casais que desactivam de forma inexplicável o seu campo de intimidade...isto é adultério.

É claro que depois temos aqueles casais cujo casamento se tornou adulterado (pode-se até dizer: azedo) e, por razões que só a eles diz respeito não se divorciam, decidem chegar a um acordo entre si: terão casos amorosos, desde que sejam discretos (afim de não manchar a imagem familiar).
Neste caso não há traição. E como um sabe o que o outro faz, os elementos do casamento permanecem intactos:



  • Sentimentos: o casal partilha os seus sentimentos acerca da sua união e desenha um plano baseado nesses sentimentos.
  • Empenho: o casal está empenhado em salvar a integridade, e o bom nome, da família.
  • Compromisso: o casal apercebe-se de que para ser feliz em conjunto, precisam de ter vidas “separadas”.
  • Lealdade: o casal permanece leal à primeira coisa que os aproximou – feromonas.
  • Fidelidade: o casal permanece firme na amizade de um pelo outro.
  • Códigos: redesenhados.
  • Intimidade: redesenhados.
  • Elo: mais próximos pelo bem da família.

Na minha opinião não se pode qualificar este caso como adultério, mas sim como um conceito de casamento adulterado.

As escrituras dizem, “Não adulterarás” (Exôdo 20:14).
Mas se um conjûge vê os seus direitos maritais negados, será que o adultério é necessário ou repreensível?


Comentários

  1. Nunca acreditei no casamento. Essa história de "até que a morte os separe" nunca me soou de maneira agradável.
    Até já mencionei que cada cônjuge deveria ter direito a ter um amante... rsss
    Amor e sexo são duas coisas diferentes que juntas podem ser o máximo, mas muitas vezes você pode amor uma pessoa, mas nunca ter prazer com ela e vice-versa

    Mas acredito que quando uma pessoa trai seu parceiro(a) é sinal de que não há mais respeito e confiança. Se uma pessoa está a ponto de trair seu parceiro(a), é melhor acabar com a relação antes.

    ResponderEliminar
  2. Oi Cidão!!

    "Nunca acreditei no casamento. Essa história de "até que a morte os separe" nunca me soou de maneira agradável." - LOL LOL já pensei assim, há muitos anos atrás...eu vou-me casar este ano LOL.

    "Até já mencionei que cada cônjuge deveria ter direito a ter um amante... rsss" - LOL LOL essa é boa. Mas sinceramente, começo a achar que certos casais (em casos muito especiais: homosexualidade etc) devam ter...

    "Amor e sexo são duas coisas diferentes que juntas podem ser o máximo, mas muitas vezes você pode amor uma pessoa, mas nunca ter prazer com ela e vice-versa" - concordo (amor e sexo são o máximo). Sim uma pessoa pode amar outra e não ter prazer, mas será que isso lhe dá o direito de a trair? Não deveria essa mesma pessoa ensinar a outra a dar-lhe prazer?

    "Mas acredito que quando uma pessoa trai seu parceiro(a) é sinal de que não há mais respeito e confiança. Se uma pessoa está a ponto de trair seu parceiro(a), é melhor acabar com a relação antes." - é, depende né? Se fôr de comum acordo o respeito pode ainda existir, a confiança é transportada para o terceiro (ou então a confiança de que o acordo dos dois será mantido)! Mas se não fôr de comum acordo...ai ai...aí as coisas ficam muito difíceis!! E é preciso muito jogo de cintura para ultrapassar a situação. E depois há que ver que existem muitos factores (imagina que as pessoas não se possam separar...como é que fica a coisa?).

    Amei o teu cometário; obrigada por teres vindo :)

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  3. Olá Max
    Eu acredito no casamento.
    Acredito como sendo muito mais que um contrato, como você mesma disse, mas indo muito mais além é uma aceitação mutua para compartilhar, não só bens, mas sentimentos, pessoas comuns, idéias, objetivos, anos e anos de vida, tempo e tudo isso só é possível se existir um sentimento, o amor, eu acho que pessoas que não conseguem se manter casadas é porque infelizmente ainda não conheceram de fato o amor, não sabem o que é esse sentimento.
    Um homem ou uma mulher que não consegue manter-se fiel, e com isso trai seu companheiro(a), é uma pessoa que não consegue controlar seus impulsos, vive a base de instintos, e nós seres humanos somos muito mais que isso...
    Então quer dizer que você vai se casar.
    Que legal, te desejo mil felicidades!
    Estou casada a 3 anos...Eu recomendo.
    beijos

    ResponderEliminar
  4. Oi Adriana,

    "Eu acredito no casamento." - há uns anos atrás eu não acreditava na intituição do casamento, até me apaixonar de verdade :).

    Mas que comentário mais lindo!!! É claro que concordo com tudo o que disseste no primeiro parágrafo, e por isso nem vou acrescentar mais nada sob pena de estragar um texto lindo como esse :).

    "Um homem ou uma mulher que não consegue manter-se fiel, e com isso trai seu companheiro(a), é uma pessoa que não consegue controlar seus impulsos, vive a base de instintos, e nós seres humanos somos muito mais que isso..." - concordo contigo; o ser humano é muito mais do que isso. Mas a fidelidade é muito complexa, e há situações em que acho que ela é compreensível (casamento com homosexuais - quando um dos cônjuges descobre que o outro o é, mas não se separam por causa das crianças etc; casamentos forçados - por razões várias; e etc). Mas claro...adultério é uma coisa séria e não deve ser tratado levianamente, pois não há nada pior que a traição de sentimentos...mas quando não há sentimentos a serem traídos, aí o caso muda de figura (o ser humano é muito complexo lol)!

    "Então quer dizer que você vai se casar. Que legal, te desejo mil felicidades!" - é verdade, vou-me casar :)! Muito obrigada, minha linda :D!

    "Estou casada a 3 anos...Eu recomendo." - a sério? Que bom!!!! Parabéns :D! LOL Obrigada...eu também acho que vou amar estar casada :).

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  5. Cidão,

    Oxente, homem...mas porquê?
    Olha, a maioria dos meus convidados, da versão em Inglês, são casados e falam maravilhas! Não dizem que tudo é um mar de rosas, mas o balanço ao fim do dia é positivo!
    Até a Adriana recomenda!

    Talvez um dia mudes de ideias :D!

    Beijinhos

    ResponderEliminar
  6. First,
    Adorei o “OXENTE”!!!!!!!!!!!!! Lol ...
    Second;
    Bem, não sei se foi por acaso, apesar de saber que nada é por acaso..
    Hoje deitada no sofá da sala cheia de perebas ( bolhas ) causadas por uma catapora (varicela)horrorosa, vi dois filmes interessantíssimos!!!
    Apesar de conterem alguns jagões e lugares comuns.
    Os dois filmes abordam adivinhem...tan,tan,tan,tannnnnnnnnnnnnnnnnnnnnn................
    Relacionamentos conjugais,casamento em fim aquilo que nos é dito como algo indispensável em nossas vidas: para as mulheres a felicidade total o êxtase, Le Price Charmant que nos aguarda num maravilhoso(e falso é claro!) conto de fadas; para os homens, um mal necessário afinal mãe não dura para sempre ....tem que se ir a procura de uma substituta.!!!!!!!!!!!!
    Bom o primeiro filme chama-se Mentiras Sinceras (Separate Lies) e o segundo Separados Pelo Casamento (The Break-up).
    Em ambos podemos ver como nada ou quase nada, tem mudado nas relações entre Mulheres e Homens desde que o Cristianismo tem sido praticado, não que outras instituições religiosas não atrapalhem tanto quanto esta.Mas é esta é a mais popular,por enquanto...
    Realmente a PROGRAMAÇÃO foi muito bem feita!
    Acho que eu já disse antes, mas vou repetir, “A igreja Católica foi a maior instituição de Relações Públicas que já conheci"!!!!!!!!!!!!!!!!”
    Vendem Sonhos e mentiras como ninguém!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Os homens coitados são programados para serem perfeitos imbecis,“Crianças grandes”, egoístas, mimados e realmente utilitários, em todos os sentidos!!!!!!!!!!!!!!!!
    As mulheres coitadas também, pois foram programadas para serem idiotas submissas, compreensivas, capachos e serem realmente utilizadas em todos os sentidos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    E ainda têm que dividir o mesmo quarto para o resto da vida!!!!!!!!!!!!!!!!
    Ninguém Merece!!!!!!!!!!!!!
    Sabemos que estamos nesta dimensão para resolvermos questões que vão muito além de um simples casamento, o que nos é pedido é muito maior, e nem sempre iremos encontrar aqui o que muitos(a) chamam de “Alma Gêmea”.
    E não é agindo feito perfeitas(o) idiotas que iremos encontrar a tão sonhada felicidade!!!!!!!!!!!!!!
    Temos que aproveitar o máximo a nossa PASSAGEM por aqui .......
    Ao encontrarmos alguém,(se isso acontecer)sejamos sinceros(a) primeiramente com nós mesmos(a) , será bem mais fácil para ambas as partes.
    Vamos conversar mais, fazer mais amor e trepar menos, vamos dar mais e guardar menos, vamos VIVER mais, ao invés de SOBREVIVER.
    Quem sabe assim erraremos um pouco menos...
    Muitas coisas ainda vão demorar muito para mudar, nossos filhos ainda irão olhar para nós como hoje olhamos para os nossos pais e pensar:
    Puxa não seria mais fácil se conversassem, ao invés de se digladiarem??????????
    As traições ainda irão acontecer e nos magoar, porque nós ainda vamos demorar a entender que nada é para sempre,só nós mesmos(a).
    Em certos momentos da vida, aquele tão conhecido ditado que diz :”Antes só que mal acompanhada(o)”é a melhor coisa a ser feita!!!!!!!!!!!!!
    E em outros existe um ditado que cai muito bem, apesar de algumas pessoas o utilizarem nas horas mais erradas, que é: “RELAXA E GOZA”
    Je t’aime

    ResponderEliminar
  7. Oi Anónima :)!

    "Adorei o “OXENTE”!!!!!!!!!!!!! Lol ..." - LOL herança de uma super amiga Nordestina arretada :).

    "Relacionamentos conjugais,casamento em fim aquilo que nos é dito como algo indispensável em nossas vidas: para as mulheres a felicidade total o êxtase, Le Price Charmant que nos aguarda num maravilhoso(e falso é claro!) conto de fadas; para os homens, um mal necessário afinal mãe não dura para sempre ....tem que se ir a procura de uma substituta.!!!!!!!!!!!!" - LOL LOL afe, que pesadelo! Esse não é o meu conceito de casamento (Amor, união, família, cumplicidade, companheirismo, desentendimento, compromisso, negociação... - afinal somos humanos) e, claro que as pessoas que inventaram este absurdo, claramente, estavam a passar uma péssima fase da sua vida LOL *acenando a cabeça*!

    "Acho que eu já disse antes, mas vou repetir, “A igreja Católica foi a maior instituição de Relações Públicas que já conheci"!!!!!!!!!!!!!!!!”" - LOL devo concordar que é verdade! Engraçado, na semana passada eu disse exactamente isto a alguém...

    "Vendem Sonhos e mentiras como ninguém!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!" - LOL para isso não precisa ser a igreja católica...vai a um astrólogo/medium/tarólogo/vidente mal intencionado e o mesmo acontecerá. As empresas...fazem-no todos os dias!

    "Os homens coitados são programados para serem perfeitos imbecis,“Crianças grandes”, egoístas, mimados e realmente utilitários, em todos os sentidos!!!!!!!!!!!!!!!! As mulheres coitadas também, pois foram programadas para serem idiotas submissas, compreensivas, capachos e serem realmente utilizadas em todos os sentidos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!" - segundo as tuas palavras a maioria dos seres humanos foi programada para ser idiota...lol. As pessoas é que têm de ter força suficiente para ver as coisas para além da programação; e ao fazerem-no têm de aceitar as consequências do ir contra o pre-estabelecido. O problema é que a maioria das pessoas (homens e mulheres) sabem que a presente situação está mal (porque nós fomos criados para nos complementarmos, e não para nos degladiarmos), mas ficam com medo de remar contra a maré (o que é um absurdo). As mulheres são as principais responsáveis, e não é mais válida a desculpa "tadinhas de nós, fomos mal programadas!". Já o sabemos, então toca a mudar o discurso e, a agir em contrário através de uma melhor programação dos nossos filhos.

    "E ainda têm que dividir o mesmo quarto para o resto da vida!!!!!!!!!!!!!!!!" - não é bem assim; as pessoas têm opção de dormir em quartos separados, se não o fazem é porque não querem! Ninguém tem nada a ver com o que o casal faz dentro da sua casa.

    "Sabemos que estamos nesta dimensão para resolvermos questões que vão muito além de um simples casamento, o que nos é pedido é muito maior, e nem sempre iremos encontrar aqui o que muitos(a) chamam de “Alma Gêmea”." -o conceito de Alma gémea é um absurdo, e as pessoas perdem muito tempo a persegui-lo. E mais, quem é que disse que a alma gémea é aquela com quem nos damos melhor? Não há provas disso. Contudo há uniões que estão pré-estabelecidas à nascença, e a pessoa que quer fugir desse destino está a condenar-se à infelicidade, por puro pre-conceitos. Quanto ao casamento: as pessoas querem viver com aquele que amam, ou julgam amar; é tão simples quanto isso. Há várias formas de casar: religião, civil, união de facto, ou concubinato (aqueles que se juntam por menos de 5 anos, ou 5 meses). Se vives com alguém, por quem nutres sentimentos (não necessariamente amor) e com quem manténs relações sexuais; estás casado com essa pessoa (lembremo-nos que há muito séculos atrás não havia o conceito de casamento que há hoje: mudavas-te para uma casa com um[a] homem [mulher], ou dormias com um[a] homem [mulher], já era considerado casamento).

    "E não é agindo feito perfeitas(o) idiotas que iremos encontrar a tão sonhada felicidade!!!!!!!!!!!!!!" - depende do teu conceito de agir como perfeitas (os) idiotas. Aquilo que é uma idiotice para ti é essencial para o próximo.

    Quem deseja a felicidade deve aprender a aceitar a vida como ela se nos apresenta. É tão simples quanto isso (a felicidade está dentro de nós, para começar; e depois está no habitar com outro. Quantas pessoas existem por aí que têm o dito casamento/união perfeito[a] e como não são felizes dentro de si, estragam a relação?).
    Se dizes que estamos aqui para aprender coisas e resolver questões quem nos diz que o casamento não é uma das imensas formas de resolver questões e aprender coisas? O casamento não se processa só através da religião: há o civil, a união de facto.
    As pessoas não foram feitas para ficar sozinhas, solteiras para sempre (e as que tentam, passam a vida a queixar-se de que querem encontrar alguém que as ame; e quando encontram querem viver com elas debaixo do mesmo tecto...não é isto uma forma de casamento?).

    "Temos que aproveitar o máximo a nossa PASSAGEM por aqui ..." - não poderia concordar mais. Mas quantas vezes desperdiçamos tempo com detalhes, que não levam a lado nenhum (senão à alimentação do ego), em vez de aproveitarmos a vida como ela se nos apresenta (muitas vezes por ser aquilo que temos de viver, de aprender?)

    "Ao encontrarmos alguém,(se isso acontecer)sejamos sinceros(a) primeiramente com nós mesmos(a) , será bem mais fácil para ambas as partes." - concordo plenamente! A sinceridade é essencial em qualquer relação. É claro que só se pode ser sincero com o outro quando se é sincero consigo mesmo!

    "Vamos conversar mais, fazer mais amor e trepar menos, vamos dar mais e guardar menos, vamos VIVER mais, ao invés de SOBREVIVER. Quem sabe assim erraremos um pouco menos..." - as pessoas só deixarão de errar menos (no que toca a relacionamentos) quando pararem para pensar quem são, o que querem da vida, qual a sua missão, cuidarem da sua ligação com o divino; ao invés de se entregarem a relacionamentos casuais e vãos. Fazer amor só é possível com aquela pessoa que nos está destinada, não a pessoa que nós achamos ser a que nos está destinada (com esta[s] só se faz sexo, com mais ou menos carinho mas sexo).

    Para o ser humano conversar, em vez de se degladiar, ele tem de ser ensinado a comunicar...e infelizmente não são todas as famílias que ensinam os seus filhos a fazer uso deste dom (que é a comunicação). Mas mesmo dentro das famílias que comunicam há sempre aqueles membros que não sabem como fazê-lo, porque já é próprio dele...o ser humano é muito complexo.

    "As traições ainda irão acontecer e nos magoar, porque nós ainda vamos demorar a entender que nada é para sempre,só nós mesmos(a)." - a traição é inerente à condição humana (sob várias formas); mas concordo contigo quando dizes que elas magoam-nos porque os humanos são muito dependentes e carentes de afectos. A única coisa eterna é Deus (porque mesmo nós não o somos - há almas que são destruídas; já Deus não pode ser destruído, jamais), mas a única coisa certa num relacionamento é o sentimento que nutrimos pelo outro, porque o sentimento do outro, por nós, pode cessar a qualquer momento (se assim estiver escrito - no caso das uniões pre-estabelecidas).

    "Em certos momentos da vida, aquele tão conhecido ditado que diz :”Antes só que mal acompanhada(o)”é a melhor coisa a ser feita!!!!!!!!!!!!!" - lol às vezes é a melhor coisa mesmo.

    "E em outros existe um ditado que cai muito bem, apesar de algumas pessoas o utilizarem nas horas mais erradas, que é: “RELAXA E GOZA”" - às vezes também é uma verdade (gostei deste ditado)...

    Obrigada pelo teu contributo: amei!

    Je t’aime moi aussi :)

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço