Traições a Sócrates e a Portugal: Fernanda Câncio, João Galamba e Caso Manuel Vicente


Traidor #1: A jornalista Fernanda Câncio

Pessoa íntima do ex-primeiro ministro José Sócrates. Enquanto andava toda lovey-dovey por ele decidira fingir que os rumores, e as suspeitas, contra o seu ex-mais que tudo não passavam disso mesmo, porque na sua concepção, nesse tempo, era possível haver fumo sem fogo. Porque quis, então, acreditar que como beneficiava de coisas, por si consideradas inimagináveis, ela sentia-se na obrigação de, mesmo sendo surda, muda e vesga, lutar e defendê-lo com garras e dentes. Mas, eis que agora, vem a Nandinha afirmar com toda a paixão que aquele homem poderoso que foi detentor dum país chamado Portugal: é um mentiroso que por tanto tempo e ao mesmo tempo enganou toda a gente.

O que precipitou o “súbito” rompimento de silêncio? O que a impediu de esperar até ao julgamento para depôr como testemunha? Será que algum dos seus amigos ricos terá dado indicação à justiça de que afinal era rico por indução? Estará o ex-primeiro ministro, à conta dessa suposta delação, a perder a força anímica e, assim sendo, naturalmente “something got to give”? Nesse caso, o Fofinho não está tão empenhado e perante tanta preterição e negligência (voyons, il faut que le corps exulte) - a Nandinha perdeu a cabeça e meteu em cena a traição.

Traidor #2: João Galamba

Surfista, economista, arruaceiro que foi elevado para a categoria de deputado fala-barato pela mão do ex-primeiro ministro Sócrates. Antes da sua comunhão com o ex-socialista José Sócrates, a vida do surfista Galamba era feita de delícias folclóricas:

  • Pão tipo arrufada recheada com uma almondega achatada, alface, rodela de tomate e outra de cebola,  acompanhado de batatas fritas dentro duma cartolina, 
  • Um pequeno cacete em massa de arrufada recheada com uma salsicha, pepino de salmoura,  regado com tomate líquido adocicado e mostarda,
  • Francezinhas, 
  • Asinhas de frango fritas, 
  • Pipis,
  • Ovo cozido com uma bejeca, 
  • Sandes de carne de porco - vulgo bifanas - e sandes de carne de vaca com rilha - vulgo prego, 
  • Sardinhada, carapauzinhos com arroz de tomate malandro, chocos de tinta, lulinhas no espeto, 
  • Toda a panóplia de espetadas preparadas pelos supermercados, 
  • Frango de churrasco pincelado com gordura de óleo de palma, 
  • Mãos de vaca com feijão,
  • Dobrada à moda do Porto,
  • Feijoada brasileira, 
  • Carne assada com batatinha corada,
  • Para se mostrar internacional era capaz de arriscar uma cachupa e uma moamba, 
  • Sobremesa: todo o tipo de gelados da OLÁ.

Quando se tornou num dos goodfellows do círculo de Sócrates começou a participar em jantares de trabalho que alegadamente ascendia a €20.000. Ao litlle Johnny Galamba foi-lhe introduzida a haute cuisine:

  • Aprendeu a apreciar consommé de vegetais, 
  • Gaspacho com amêndoas moída e croutons,
  • Carpaccio de salmão fumado da Prunier com salada de vegetais bébes temperada com vinagrete,
  • Ravioli recheado com ninho de espinafres e ovo de cordorniz
  • Cavala recheada com arroz, passas e pinhões,
  • Codornizes douradinhas com vegetais,
  • Peito de frango à Kiev,
  • Tornedós de vitela com batatinha corada e vegetais,
  • Carré de borrego com grelos salteados e arroz selvagem,
  • Lamb shanks acompanhado com migas,
  • Sorbets exóticos, cafés directos de Addis Ababa,
  • Vinos de reserva,
  • Água mineral de glaciares.

E agora vem este borra-botas pronunciar-se acerca do seu pigmaleão? Que quer ele afinal, com quem anda ele agora a comer? Vai-me dizer que não reparava no valor da conta? Os parasitas são sempre tão traiçoeiros.

Traidor #3: Partido Socialista

O PS e a sua camarilha no parlamento vem justo agora dizer que se sente envergonhada, raivosa e merdas que tais. Isto é inacreditável se tivermos em conta que toda a gente sabia que o ex-primeiro ministro andava desnorteado, porque praticamente enveredou pela governação de ouvido, arruinando o país, pois estava ocupado a pregá-la:

  • Com os seus amigos do acordo ortográfico fajuto,
  • Com os seus camaradas da Venuzuela e o programa dos computadores Magalhães,
  • Com os seus amiguinhos em Angola,
  • Com o relaxamento da malha nas embaixadas de Portugal,
  • Com as suas negociatas com o Ricardo Salgado para enfiar ao BES papéis da Dívida do Estado
  • Com as suas operações de charme na Líbia para atrair investimentos duvidosos. 

Logo, agora vem esse Partido Socialista dizer que está o quê?

Se eu tivesse sido deputado do PS, se tivesse servido sob a batuta de José Sócrates, se tivesse sido recrutado por Sócrates e tivesse sido considerado seu delfim, se tivesse dormido com ele: neste momento, abster-me-ia de tecer comentário. Com o julgamento à vista, a vossa falsa indignação soa a traição e parece que os senhores se querem limpar de alguma coisa.

Menina Fernanda e rapaziada do PS, tenho a lembrar-vos que independentemente do que se pense de José Sócrates, o facto é que o indivíduo ainda não foi julgado nem condenado. Deve-se presumir que o Ministério público vá apresentar as suas testemunhas juntamente com as provas contra este funcionário público que levava vida de milionário por ter amigos ricos que estão dispostos a alimentar a sua megalomania.

Traição a Portugal: Caso Manuel Vicente




Fiquei a saber que os dirigentes marxistas de Angola fizeram tudo para que o corrupto Angolano Manuel Vicente não fosse julgado em Portugal porque Vicente é Angola, Vicente é mais importante que o povo angolano, porque João Lourenço declarou que iria cortar relações com Portugal se o processo de Vicente não fosse enviado para Angola. Portugal anuiu e deixou o corrupto português ser julgado na sua antiga colónia: que estranho. Das duas uma:

  • Ou esse português tem segredos bem sórdidos de dirigentes angolanos,
  • Ou sabe coisas gravosas sobre notáveis em Portugal. 

Nunca saberemos....

Já se livraram do empecilho, agora como portuguesa exijo que a esse luso-angolano lhe seja retirada a nacionalidade portuguesa porque ele peremptoriamente escolheu ser angolano.

Como diriam os brasileiros: os angolanos são preto, complexado e continuam agarrado aos laços de escravatura; quanto aos portugueses eles são branco, caipira e sem fortitude testicular. Eles lá se entende.

Ainda não acredito que seja possível entregar um cidadão português para ser julgado em território estrangeiro; será por ser preto?

Bom, José Sócrates pede ao teu camarada Maduro que te atribua a nacionalidade venezuelana e de caminho peça a tua extradição e assim estarás libre. Como se está a ver é possível que um português seja julgado no estrangeiro: aproveita e reclama as complexidades da dupla nacionalidade.

Até para a semana 

[As opiniões expressadas nesta publicação são somente aquelas do(s) autor(es) e não reflectem necessariamente o ponto de vista do Dissecting Society (Grupo ao qual o Etnias pertence). © 2009-2018 Autor/a(es/as) TODOS OS DIREITOS RESERVADOS]

Comentários

  1. HAHAHAHA pá, já não me ria assim há tanto tempo! Já estou a olhar com outros olhos prós pipis e para os pregos. Olhe lenny, continue assim a fazer-nos rir mas piadas a parte: o caso manuel vicente chocou-me! Quer dizer qualquer bandido chega aqui comete crimes e o governo manda-os para serem julgados noutro país? Eu senti-me traído e portugal mostrou quão fraco é ao ceder a uma colónia!

    ResponderEliminar
  2. Ai credo, lenny! Eu até gosto de uns pipizinhos mas nada nada de mão de vaca. Esse menino galamba é um vendedor da banha da cobra. Cada vez que o vejo dá-me naúseas, minha cara irmã, que Deus me perdoe! Olhe, o caso lá do senhor angolano é de arrepiar e até hoje a Virgem ainda não me deu entendimento para compreender o que se passou aqui! Mas afinal o homem é corrupto ou não? Se corrompeu em portugal é permitido por lei? E se ele é português então não cometeu o crime enquanto cidadão nacional já que foi criminoso aqui? Não percebo. Valha-nos Deus!

    ResponderEliminar
  3. Olhando bem para o menú do surfista, chego à conclusão que os portugueses comem muito mal mesmo! O sócrates introduziu-os na alta roda e olha como é que tratam o homenzinho hehehehe. Traidores há muitos! Quanto a Manuel Vincente: uau! Portugal enfraqueceu a sua posição mundial e perdeu certamente o meu respeito.

    ResponderEliminar
  4. lol Quase que estou sem palavras lol. Irei só comentar o caso de Manuel Vicente, porque do Galamba já se espera de tudo; portanto: Portugal assinou a sua sentença.
    Shabbat Shalom e Chag Shavuot Sameach!

    ResponderEliminar
  5. O país está a virar uma telenovela barata!

    ResponderEliminar
  6. Xi, gostei da foto com o Manel Vicente hahahaha ele enganou bem os tugas mesmo! Como é que portugal deixa que um criminoso seja julgado noutra terra quando o crime foi cometido na tuga? Não entendo isso e nem sei se está certo! Não me parece certo.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço