Liderança: Descubra As Diferenças Raciais e Culturais


Era uma vez três fortificações do condado chamado PALOP que, ao serem acometidos por uma ganância avassaladora, decidiram abalar para o reino da corrupção e caíram nas malhas do condado da Liga Árabe (que muito subtilmente não resistiu aplicar-lhes a mesma táctica que usara em várias cidadelas do condado europeu, dando-lhes corda para se enforcarem).

Meus caros leitores, esta semana vamos jogar às diferenças; vejam se fazem o favor de assinalar as diferenças no texto que se segue:

Que fazem os árabes e afins quando, sob a capa do profeta Maomé, querem recursos os naturais e valência política em África? Patrocinam movimentos jihadistas e subornam os elitizados africanos
Que fazem os brancos quando, sem grandes questões burocráticas, querem os recursos naturais em África? Patrocinam escaramuças e subornam os elitizados africanos
Que fazem os árabes e afins quando, sem maçadas, querem documentos para entrarem em países de difícil acesso? Compram nacionalidade portuguesa em Angola, Moçambique e Guiné.
Que fazem os indígenas africanos quando, sem complicações, querem documentos para circularem livremente na União Europeia? Compram Autorizações de Residência e nacionalidade portuguesa nas embaixadas e consulados de Portugal.
Que fazem os árabes e afins quando os seus testa-de-ferro africanos não agem em conformidade? Usam as suas toupeiras, sem a noção de perigo, para cegar filhas de líderes africanos e assassinar filhas de gente elitizada.
Que fazem os indígenas africanos quando os seus testa-de-ferro brancos não agem em conformidade? Arruínam-nos através do conhecido esquema financeiro nigeriano.
Que fazem os banqueiros arrogantes brancos adeptos da corrupção e do nepotismo? Usam os depósitos e as poupanças dos seus clientes e, sem qualquer garantia, desenrascam os seus amigos e os amigos dos amigos.
Que fazem os banqueiros arrogantes pretos e afins adeptos da corrupção e do nepotismo? Sonegam depósitos e, sem qualquer garantia, distribuem-nos em montantes que vão desde 10 milhões até 800 milhões de Euros aos seus amigos e aos familiares do presidente da nação.
Que faz o governo de Portugal? Fala em operações de risco, em economia de mercado e, garante os depósitos somente até 100 mil Euros; achincalha-se o governador do Banco de Portugal e os deputados sacodem a água do capote. Conclusão: total indiferença para com o povo.
Que faz o governo de Angola? Encolhe os ombros e garante aos árabes de que tudo irá bem, logo os acidentes de aviação devem cessar de imediato e por conseguinte nenhum libanês será baleado na santidade da sua viatura. Conclusão: o povo que se lixe.

Que poderemos então concluir? Seja branco, preto ou acastanhado, quando se é corrupto a cor da pele é de somenos importância; até porque o dinheiro não conhece nem raças nem etnias. Nem de propósito, a cantora Janet Jackson casou-se com um indivíduo do Qatar e em menos de um fósforo o casal está de candeias às avessas; a senhorita Jackson alega diferenças culturais: a sério? Por favor, vale alegar tudo menos essa, então a moça foi educada como cristã e o rapaz é maometano: humm...ela não depreendeu nada desta pequena diferença? Americanices.

Até para a semana

[As opiniões expressadas nesta publicação são somente aquelas do(s) autor(es) e não reflectem necessariamente o ponto de vista do Dissecting Society (Grupo ao qual o Etnias pertence)]

Comentários

  1. Resta saber quem aprendeu com quem; ou se se trata simplesmente da velha natureza humana. כל הכבוד

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, CCG!
      Minha cara é a velha natureza humana, aprendemos todos uns com os outros; mas quando um branco é vil diz-se que é implacável, e quando um preto ou um acastanhado são vis diz-se que são selvagens. Capisce?

      Pesach sameach!

      Eliminar
  2. Xii tás a dizer que foram árabes que pagaram ao damo da menina machel para socar nela? E que também forem eles que pagaram ao marido da valentina guebuza para a matarem? Eehh, mana...se isso é verdade, então temos milando do grosso!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Carlitos!
      Os hábitos e costumes dos que avançam com o dinheiro são exactamente esses: desrespeito e humilhação pública do género femenino.
      Cabe-vos a vós, povo moçambicano aceitar ou recusar a imposição de costumes retrógrados, ditados por supostas divindades...

      Páscoa feliz e aquele abraço resistente de Moza

      Eliminar
  3. Olá Lenny,

    É, não há diferença alguma quando se trata de tramar o povo, de o humilhar. Sei que acusam os capitalistas de explorarem as pessoas, mas até agora tanto os Pan-Arábicos como os Pan-Africanos são todos de ideologia marxista (or whatever) e vemos bem o efeito que essa ideologia surte sobre as pessoas. É um jugo 'arretado'.

    Bom trabalho, Lenny, como sempre.
    Shabbat Shalom VePesach Sameach

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Max!
      Infelizmente, os marxista são os maiores opressores sob a face da terra: debaixo do seu comando o povo sofre toda a espécie de infortúnio sem fim à vista; no capitalismo também se sofre mas há sempre uma escapatória, esta é a pequena diferença entre uma ideologia furada e um sistema que se permite a ser melhorado.

      Shabbat Shalom VePesach Sameach


      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço