O Triunvirato: O goês católico, a actriz falhada e o obsoleto


Já aqui declarei que em Portugal existe uma classe de psicóticos que perante o falhanço finge que nada se passou e espera que num passo de mágica tudo se resuma conforme arquitectou a sua mente retorcida.
Voilá, temos em Portugal um homenzinho que se diz goês católico, o qual foi rechaçado pelo povo português nas últimas eleições legislativas, e no entanto aí está ele a fingir que é o rei da cocada preta.

O goês católico havia enfiado na sua cabeça que iria ganhar as eleições, mas o seu desejo foi gorado nas urnas; então, tal qual um desajustado que finge desconhecer a palavra “não”, o chefe do PS aliou-se a forças irrelevantes (BE e PCP) só para ter a sensação de ser nomeado Primeiro Ministro de Portugal.
Li um artigo, no Observador, onde se diz que o chefe da turminha socialista fez cedências à extrema esquerda; o que não me admira porque se ele é goês católico é normal que seja um radical tal qual os seus compatriotas do Partido do Congresso, na Índia.

A actriz falhada, presidenta do Bloco de Esquerda – com uma mente à la Tsipras, e um porte à la Varoufakis - anda para aí a dizer coisas tão anedóticas como “vai ser difícil? Claro que vai! Por causa de forças assim, cozidas e assadas”; mas então não se está mesmo a ver que quando a realidade assentar e tudo cair por terra, a culpa será do grande capital, dos ricos, da Nato e da Comissão Europeia?
O goês católico só pode estar completamente desesperado, de outro modo não aceitaria representar a “Origem da Tragédia” com esta mulherzinha; Ok?

O PCP, o obsoleto, resolveu entrar na dança porque a sua base de apoio está envelhecida e a malta jovem (pouco pensante) que não sabe o que fazer da sua vida está a virar-se para o BE.
Qual será a estratégia do PS quanto ao PCP? Não seria bem jogado retirar os votos do PCP para o PS?
O goês católico está temporariamente insano, de outro modo não ousaria dar relevância a um grupo sectário e a fazer respiração boca a boca a um moribundo.

O goês católico sente-se cheio de cacifo porque aparentemente em Portugal não existem homens porque se os houvera este homenzinho cairía no ridículo. Mas será que o Presidente da República vai indigitar este golpista? Qual é o mal de um governo de gestão, até às próximas eleições?
Perguntar não ofende....

Até para a semana

(Imagem: O triunvirato - Observador)

Comentários

  1. Olá Lenny,

    Bem-vinda de volta! Já estávamos com saudades tuas.

    Boa pergunta: será que o presidente irá indigitar este governo radical?
    De qualquer maneira, tenho lido o tal programa da esquerda e é uma verdadeira piada: como é que vão pagar tudo aquilo? E mais: o programa é para ajudar os pobres ou a classe média (alta)? Porque vejamos, a luta não é baixar o IVA nos produtos de primeira necessidade, a luta é baixar o IVA na restauração (que é um bem de luxo, por assim dizer) - a não ser que a esquerda me esteja a dizer que os portugueses morrerão à fome se não forem a restaurantes...que vergonha.
    Também falam da baixa de taxas na electricidade mas não falam da água (que se bem lembro cobra dois tipos de IVA); mas pronto, suponho que só devam ir atrás do "grande capital".

    Tudo medidas bacocas que pouco ou nada ajudam aqueles que eles enganaram para terem votos: os que se encontram abaixo da classe média.
    É tudo uma mentira pegada, e António Costa é um sedento pelo poder; Catarina Martins uma desavergonhada que mentiu ao seu eleitorado, e o bom velho do Jerónimo...bem, é sempre igual a si (mas ao menos é o mais honesto dos três).

    E assim vai Portugal...boa sorte ao país. E a direita que se organize.

    Beijocas e bom trabalho.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Max!
      O António Costa está habituado a roubar, por isso, para mim foi uma confirmação do seu modus operandi: o José Seguro que o diga!
      Quanto a actriz falhada: palavras leva-as o vento.
      Jerónimo é um estratega....

      A direita tem mesmo de se organizar, senão andaremos para trás 3 décadas e, tudo será como nos governos de Mário Soares.
      como diz o cego "a ver vamos"

      Beijocas e Shabbat Shalom!

      Eliminar
  2. É tudo mentira, lenny e eles sabem! Ontem um do PS disse à imprensa internacional que os socialistas vão manter o programa de austeridade. Por isso, os coitados que andaram a festejar a queda do governo foram bem enganados! Ai foram foram.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Anónimo!
      Os socialistas iriam manter obrigatoriamente a austeridade se tivessem tempo e legitimidade para ser governo.
      O partido socialista fez o gesto das Caldas ao povo português, quando este nas urnas ordenou ao PS para servir de travão as políticas mais exacerbadas do governo de direita. O povo queria a consolidação das contas e a saída definitiva de Portugal das luzes da ribalta negativista; não esta charada de "vou ser primeiro ministro, quer queiram ou não, a esquerda é quem mais governo no parlamento, tenho lábia e sou um oportunista comprovado e certificado pelo meu partido"
      Os coitados não; porque quando digo essa palavra estou mesmo a sentir pelo sujeito; direi antes: os desgraçados que andaram a festejar a queda do governo eleito (sem maioria) são todos uns marionetas e da pior espécie, visto nunca questionarem aquilo que lhes mandam fazer ou dizer; que raio de populace é essa que escolhe novamente a estrada larga da perdição?

      Cumprimentos.

      Eliminar
  3. Só Deus para nos valer! Então não é que estes bandidos fizeram um golpe de estado? Nós votámos no governo de direita e agora a esquerda é que vai governar? Mas as pessoas estão bem? E quem é esta mulher que se diz actriz? Eu não me lembro dela, lenny, juro.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Maria Joaquina!
      È verdade que só Deus pode valer à Portugal! Não é bem um golpe de Estado é mais um quasi pronunciamento, porque quer queiramos ou não o parlamento tem uma maioria de esquerda. Claro que o bom senso aconselhava a que o PS aceitasse o papel de ser uma oposição leal: ser os olhos do povo no parlamento.

      Quanto as pessoas, elas sentem-se vazias e desnorteadas, pois não sabem o que pensar nem em quem acreditar.

      A mulher é uma actriz falhada, o que significa que em vez de ter ido para o Conservatório ou para a Escola de Teatro, ela devesse ter ido para ciências políticas e, quem sabe, hoje fosse excepcional no parlamento e não uma trapalhona no discurso.

      Amiga, é natural que não a conheça, pois a mulherzinha falhou na sua profissão anterior e acho que não vá ser bem sucedida na actual: é uma pessoa nova, razoavelmente bem parecida, voz bonita mas de pensamenta político retrógrado e, vive de frases batidas. Sabe uma coisa? Tenho amigas que são pró- Estado Social mas de pensamento evoluído e, durante o debate nunca me canso de lhes lembrar que o Estado Social puro e duro é incomportável e de morte anunciada se não for re-estruturado: enfim...

      Mary Jo, minha linda esteja vigilante e bom fim de semana.

      Eliminar
  4. Olá meu amores!!! Lenny, you're back! Pá, isto sem ti não é nada, desculpa Max mas sabes que te leio em inglês. Em breve portugal vai ao ar. Olha, lenny estou feliz por estar na estranja. A mim só me chateia o meu voto ter sido desrespeitado, só isso. Mas o goês católico vai pagá-las, ai vai! A direita está muito calada em portugal, não?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Hey, hey, hey...!
      I'm back, darling; and Portugal is a mess right now; what a bummer!
      Portugal só irá ao ar, se a direita ficar a dormir.
      Quem desrespeitou o teu voto foi o PS de António Costa.
      Claro que vai pagá-las; o homenzinho abriu um precedente, a partir daquin ninguém precisa de ganhar eleições, tudo quanto basta é fazer umas alianças parlamentares pós eleitorais e sacar o poder a má fila, porque afinal é legal e Constitucional.
      A direita está a pensar e a reorganizar-se: não somos burros! Portugal não é país para mentes viejas nem para ser governado à custa de expedientes nem tão pouco à revelia da vontade popular.
      Temos 836 anos de História "for heaven sake", não somos uns novatos quaisquer; ok?

      Shabbat Shalom, sweetie!

      Eliminar
  5. Lenny, bem-vinda de volta! Bem, tudo o que posso dizer é que o presidente for tolo o suficiente para empossar o governo de Costa, então ele será tão culpado quanto sampaio em 2005. E quanto aos portugueses que andam prá aí a celebrar esta desgraça: só pensam em vocês, não é, o resto do país que se lixe? Vivem como se ainda estivéssemos no portugal de 1964: isolado. Bando de ridículos!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Cêcê!

      O presidente pode não ser tolo, mas irá ele sucumbir a pressão dos sabichões? Até ouvi uma mulher dizer na TVI que "o próprio Passos Coelho não se sentiria confortável a frente de um governo de gestão porque isso iria fazer com que António Costa se vitimizasse no Parlamento"; mas que vitimizar? Será que o goês católico ganhou as eleições, e por portas e travessas alguém lhe retirou a honra de governar Portugal?

      Esses desgraçados que andam a celebrar, são aquele bando de ridículos que vivem para o agora e acreditam que o futuro ao governo pertence.
      Quem no seu perfeito juízo se regojiza com a perspectiva de um salário mínimo de €600 em 2019?
      Enfim como diz o cego "a ver vamos" se o senhor presidente da república mantiver o governo em gestão se Passos vai dizer "Não obrigado, porque seria desconfortável para mim ver o Costa vitimizar-se no parlamento".

      Beijocas

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço