ISIS Hamas & David Cameron: Pim Pam Pum

ISIS (Fonte: Google Imagens)
Ouvi dizer que a rapaziada da União Europeia quer retomar as instruções do movimento BDS para boicotar produtos israelistas manufacturados na Judeia e Samaria porque o Hamas, Fatah (Hezbollah e o ISIS) clamam que aquela porção de Israel lhes pertence.
Países como Portugal e Espanha parecem ter feito um manguito a essas directivas subversivas, e moralmente dúbias, desses maganos da UE porque muito provavelmente se recusam a receber instruções de movimentos que são porta-vozes e testas de ferro de grupos terroristas.
Senão vejamos: o Hamas ressuscita mortos (e.g. uma família inteira declarada morta, afinal estava viva), pelos quais Israel fora responsabilizado; o Boko Haram rapta raparigas para as vender no mundo muçulmano e, ataca localidades cristãs; o al-Shabaab conseguiu expulsar os cristãos das cidades somalis e comete atrocidades no Quénia; os Seleka atacam uma igreja cristã e dizimam os congregantes; o ISIS vangloria-se de forçar centenas de yazidis a converterem-se ao islão, de matar quem se recusa a trocar Jesus por Moamé e, de tanto tédio, decapita um jornalista.

Perante o acima descrito, que quererá essa cambada da União Europeia? Distrair os europeus? Será que manufacturar produtos na Judeia e Samaria, dando emprego aos árabes que ficaram a gravitar em Israel, é tão enormemente amoral?
Então, para contrariar os devaneios dos vigilantes da UE – simpatizantes do Hamas e do ISIS – eu digo ao povo de Israel que não se deve sentir acossado pois não haverá necessidade de Masada II; tudo o que o governo de Israel tem de fazer é procurar novos mercados e começar desde já o boicote aos produtos fabricados na União Europeia.

Ó meu caro Primeiro Ministro David Cameron, foi com pesar que tomei conhecimento de que havias abandonado o solo português para te inteirares do problema do teu concidadão que no Iraque decapitou um cidadão americano.
Ca..a..a..meron  caríssimo, pergunto-me qual é o teu problema? Estás mesmo surpreendido com os moluenes do ISIS? Então não é tão bom deixar os teus convidados comerem a refeição e escavacarem a mesa logo de seguida? Não é a democracia um bem tão supremo que permite que os muçulmanos, em Inglaterra, tenham os seus próprios bairros? Não é tão civilizado que em nome dos direitos humanos, os muçulmanos tenham o direito de agredirem outros com as suas burkas? Quão fenomenal é o ocidente exibir a sua superioridade intelectual, a ponto de retirar os crucifixos das escolas e permitir a construção desenfreada de mesquitas (quando no país que acolhe o Pilar supremo do Islão nem uma igreja se pode construir)?
E agora vais a correr para casa cheio de medo duns facínoras que estão a ameaçar reenviar-te os “baby ISIS” findo o treino no boot-camp do Iraque e Síria?

Cameron amigo, tu andaste para aí a aborrecer-nos com a história do Junker em vez de fazeres uso da tua visão periférica, uma vez que tu, o Hollande e a Angela Merkel, devido às políticas de apaziguamento, irão pôr a Europa a ferro e fogo por causa dos vossos muçulmanos que estão completamente fora de controle.
Ouve, tens umas escolitas no teu país onde os muçulmanos, num país cristão, ensinam às suas crianças de que os cristãos são todos uns mentirosos: lá mandaste fazer uma investigação (os frelimos em Moçambique, quando não tinham respostas diziam”estamos a estudar”), ou seja estás as aranhas; tens em Glasgow uma mulher que é abertamente Hamas and ISIS lover, e tu vais estudar porque não queres melindrar os pré-independentes dos Escoceses; tens um MP que diz que a seu concelho é Israeli free, é claro tu vais investigar este gajo; tens os little shit dos muçulmanos ingleses a irem combater para a Síria e Iraque (já para não falar nos que andam a gritar pelas ruas inglesas "I love Hitler!"), e tu ainda estás a investigar; mas a Israel, que se está a defender dos ataques de terroristas, sem dó nem piedade o parlamento inglês está a pensar se deva suspender ou cancelar a venda de armamento áquele país.

Cameron tem vergonha na cara e tem-nos no sítio porque permitiste que a Europa nada dissesse ou fizesse quando o soldado Rigby foi decapitado e esquartejado por um muçulmano em londres em pleno dia, no ano passado.
Cameron precisas de esquecer os judeus, o Al Assade, o Putin e concentrares-te no que realmente interessa: livra a Europa dessa gente perigosa e se o ISIS quer trazer de volta os terroristas ingleses que foram de férias ao médio-oriente, desafia-os a cumprirem a promessa porque recebes trezentos mas expulsas da Grã Bretanha milhares deles e limpas a casa - be crazy Cameron, please, go nuts!

Como cidadã europeia e não-muçulmana digo: basta!!!      

Comentários

  1. Olá Lenny,

    Em suma: votem UKIP! lol

    De facto, a Inglaterra tem um problema enorme para resolver. O que me choca é os dito muçulmanos andarem nas ruas a gritar que amam Hitler e que ele tinha razão, chegando alguns ao cúmulo de gritar "Thank you!"...mas o que vem a ser isto? Bem, a mim não me chocam e tenho umas coisinhas a dizer a essa gente, como de facto o faço; mas há pessoas mais sensíveis a isto e que merecem respeito.
    A UE tem de tomar uma atitude para resolver este problema e pronto. Na Holanda, fizeram manifs com bandeiras do ISIS - mas o que é isto?
    Liberdade de expressão tem limite.

    Mas pronto, concordo com a sugestão: Israel que boicote os produtos dos países europeus que apoiam boicotes ao seu país.
    Muito bom trabalho, querida.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Max!

      Isto está bonito!

      Se nós, o povo que vota por esses maluquetes, os deixarmos á vontade: os nossos filhos e netos é que vão pagar com a vida.

      Os chicos espertos da política fiam-se na teoria de "isso com o tempo passa" ou "os moderados ajudar-nos-ão a inverter a situação"; pois bem, nada passára porque o próprio tempo está sem tempo; essa coisa chamada moderada não existe visto ser uma criação dos próprios muçulmanos para ganharem a nossa confiança para, depois nos atacarem em todas as frentes.

      Se rebentar uma guerra na Europa devido a estupidez dos seu líderes, pego nas minhas malitas e gritando "eu bem que vos avisei", vou viver com os bosquímanos no deserto da Namíbia.

      Dizem que na Suécia uns muçulmanos bateram numa Judia até a deixarem inconsciente; os nórdicos, outros odientos contra os judeus, juram que ninguém testemunhou tal acontecimento: topas?

      Eu digo aos judeus que habitam de França para cima: hey, vocês têm uma nação chamada Israel, desfaçam-se de tudo e regressem em força; não tolerem mais abusos. Como se diz em Portugal "Quem muito se agacha, mostra o rabo"

      Bjcas e Shabbat Shalom, Max!

      Eliminar
  2. Vota UKIP se o Cameron não fizer coisa alguma, ASAP!!! O pior é se o UKIP também for só garganta!
    Meus amores, gostei deste artigo, pá: a união europeia vai-se lascar completamente e aqui em londres os queridos do ISIS andam a ameaçar que o 9/11 vai chegar à europa! Quer dizer, o que há mais a pensar? Agora é só agir! Mas se a coisa feder: pronto, lenny, vou contigo para a Namíbia!

    ResponderEliminar

  3. Hey, hey, hey....!

    Ontem uma pessoa disse-me que para que se restabeleça a ordem, é necessária uma guerra.

    Os cafilentos podem vir a causar alguma mossa, mas não passará disso mesmo, visto estarem cientes da ferocidade europeia.

    Espero que ajam de maneira a fazê-los entender de que será pior para eles. Yah, podes vir comigo para a Namíbia, lá teremos que aprender a falar ao estalido ;)

    Beijocas e Shabbat Shalom!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço