A Voz Que Clama: Retomem Gaza

Militante do Hamas & seus dois Filhos em Gaza (Fonte: IDF Blog)

Retomar Gaza: uma má idéia?

Durante as últimas semanas, um crescente número de vozes tem-se feito ouvir no que toca à retoma da Faixa de Gaza, como solução para a recente barragem de roquetes
O Hamas está enfraquecido e, logo, remover o grupo do poder seria fácil para Israel, segundo o Major General (Res.) Amos Gilad. Não há dúvidas de que o IDF tenha capacidade para derrubar o Hamas, apesar de todas as ameaças que a organização fez durante o passado fim-de-semana; contudo, qual o plano?

"Dizemos ao inimigo e ao (Ministro dos Negócios Estrangeiros, Avigdor) Liberman que estão a ameaçar re-ocupar Gaza, que o tempo para fazer ameaças acabou, (...) Qualquer agressão ou crime ou estupidez que vocês cometam terá um preço altíssimo." -- Ismail Haniyeh

Seria interessante saber como é que o Sr Haniyeh pretende realizar essas ameaças dados os golpes sofridos pelo seu grupo: 

1. A captura do Klos-C (que carregava os famosos quarenta roquetes 302-mm).
2. O envolvimento do Hezbollah no conflito sírio (que está a resultar em ataques contra o grupo em casa, no Líbano; o que muito provavelmente impedirá o Partido de Deus de ser capaz de vir em socorro do Hamas, em caso de distúrbios).
3. O banimento do Hamas, por parte do Egipto; a captura de todos os seus activos e o bloqueio de 90% a 95% dos túneis que usava para contrabandear armas a partir da península do Sinai. 
4. A estratégia de sobrelanço (i.e. outbidding strategy) levada a cabo pela Jihad Islâmica (que está a competir pelo controle da Faixa de Gaza). 
5. A descoberta de dois túneis vitais (que terminavam em Israel), por parte do IDF - um em Outubro de 2013 e outro descoberto na semana passada).  

Dada a presente conjuntura, é extremamente duvidoso que o Hamas esteja em posição de fazer quem quer que seja pagar "um preço altíssimo". 
Mas voltemos à questão inicial de saber qual a verdadeira intenção de Israel em relação a Gaza: 

a) Pretende depôr o Hamas para depois entregar a faixa à Fatah/OLP (para que finalmente o Estado Palestiniano se torne realidade, através de um território físico)?

ou 

b) Pretende re-ocupar a faixa até que se produza um acordo de paz com o Abbas e a sua camarilha?

Tenho de admitir que estou mais inclinada a apoiar a opção A (uma Gaza desmilitarizada; administrada pela AP, com o fim do bloqueio marítimo e tudo o mais), como uma enésima oportunidade aos Árabes - para ver se eles conseguem mesmo construir um estado sustentável e viver em paz ao lado do Estado Judaico. Claro que isto implicaria a substituição dos Acordos de Oslo por um acordo condicional mais viável. 
Se a OLP, o único representante dos Árabes da Palestina, não cumprisse o novo acordo - e o terrorismo continuasse - então a comunidade internacional teria de admitir a reais intenções da Fatah e, ver-se compelido a apoiar as acções necessárias de Israel (para haver paz, de uma vez por todas). 

Se Israel coordenar a retoma de Gaza com Abu Mazen, então talvez a idéia não seja assim tão má...

Comentários

  1. Que complicado! Tenho lido até sobre a faixa de Gaza pedir indexação pra Rússia (rs*) É sério. Até o Alaska... vê como parece fácil.
    Bom se no mundo não existissem fronteiras e a terra virasse de ninguém...
    Beijus,

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Luma :D!

      É incrível como o anti-Semitismo é inserido em artigos aparentemente legítimos - obrigada pelo link, querida (é bom saber o que a Esquerda anda a dizer por aí). A crise Ucraniana já gerou mais teorias da conspiração (furadas) que o vôo MH370 lol. Enfim...

      Já houve um mundo sem fronteiras e o homem lutou para as delimitar, por isso não é por aí, não é verdade? A terra começou por ser de ninguém, até se lutar para se fazer dela de alguém ;).

      Luma, obrigada pelo teu comentário, querida :D.

      Beijoooss

      Eliminar
  2. Israel que expulse esses gajos de gaza de uma vez por todas!
    Não compreendi o que é que o lixo de um site comuna tenha a ver com a indexação de gaza pela rússia?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carlitos :D!

      Só a Luma poderá responder a essa questão, meu caro.

      Carlitos, muito obrigada pelo seu comentário :D.

      Um abraço

      Eliminar
  3. Ai credo! Esses infiéis precisam de ser removidos pelo exército de Deus e ponto final! Israel é a terra prometida e essa gente só está no caminho do cumprimento da palavra do Senhor. São um obstáculo a remover!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Maria Jo :D!

      E quem é o exército de Deus na sua opinião, minha cara?
      Concordo, mas quem sabe se os "infiéis" não fazem parte do Plano para a glória do Senhor? ;)

      Maria, muito obrigada pelo seu comentário :D.

      Um abraço

      Eliminar
  4. Coitadas das crianças na foto, vê-se que estão incomodadas com a manif terrorista!
    Olhe Max, Gaza virou um ninho de terroristas. Já os ditos palestinianos deram mostras do que irá ser o futuro estado da palestina se israel não fôr esperto, por isso retomar Gaza e anexá-la é a melhor solução e os ditos palestinianos que voltem para o buraco de onde sairam (líbano, síria, egipto, arábia saudita).

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá Carla :D!

      Não é? Coitadas mesmo.
      Poderia até concordar com a sua sugestão,mas não acha que isso iria criar mais problemas ainda?

      Carla, muito obrigada pelo seu comentário, minha cara :D.

      Beijinhos

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço