Eusébio: Duplamente Lixado!

Eusébio (fonte: Google Images)
Eusébio a tua alma esvoaçou-se e como uma pena desapareceste no horizonte; mas ao que tudo indica, o teu corpo vai repousar no Panteão Nacional.

Ah... posso dizer-te que, foste homenageado por milhões de pessoas – inclusivé o presidente da república e o primeiro ministro – quanta honra, Eusébio; não só foi sentido, como foi também belo.
A tua casa (Sport Lisboa e Benfica) não se poupou a esforços: juro que aquilo causou sensação!
Eusébio, o teu nome foi mencionado em quase todas as televisões do mundo; e aquele menino madeirense, tu sabes quem é...o Cristiano Ronaldo – também nasceu no seio de uma família humilde e, como tu, ele é de uma generosidade sem tamanho – nesse dia marcou dois golos e dedicou-tos: e esta hein?

Como se diz na nossa terra “não estou a dizer nada, só estou a falar”: todos enchem a boca para falar das tuas parcas finanças, dando subtilmente a entender que, os rendimentos da tua carreira futebolistica, foram mal geridos por falta de preparação escolar.
Ah, tatana Eusébio...! O facto é que foste lixado tanto por brancos como por pretos – está a compreender? – senão vejamos:
  1. Em Portugal, no tempo do Estado Novo, os elos aglutinadores e de união entre o povo português eram Fátima, Fado e Futebol; e também  vivia-se sob a ilusão de que o Benfica representava seis milhões de portugueses: por isso quando a Juventus te quis contratar o Estado Português, na pessoa do Presidente do Conselho Dr. António Oliveira Salazar, não permitiu que tu saísses de Portugal. O Benfica – dizem – aumentou-te uns míseros tostões no teu paupérrimo sálario e por cá ficaste refém do fascismo.
  2. Para tua segurança na velhice, em Lourenço Marques (vulgo Maputo-Moçambique) mais precisamente na Calda Xavier, compraste um bloco de flats; mas em 1975 quando Mário Soares e Almeida Santos entregaram o poder aos comunistas da Frelimo, as dores atrozes das tuas lesões e o suor do teu rosto foram nacionalizados pelos pretos que então governavam a nossa terra mãe. Foste destituído porque a ideologia socialista do Soares achava que tu tinhas sido um instrumento fundamental do Estado Novo; foste espezinhado no cachaço porque a ideologia comunista do Machel não te perdoou o facto deles andarem anos a fio no mato a lutar pela independência enquanto tu andavas a brincar à bola e ainda por cima choraste publicamente em 1966 quando Portugal foi roubado no jogo contra a Inglaterra: tu eras um elemento  pernicioso e reaccionarista!
Mwtwana, eu vim aqui disposta a insultar o labrego do Mário Soares que gosta de se dar ares de superioridade e as barbaridades que diz só expõem ainda mais a sua senilidade; mas depois imaginei o teu rosto iluminado pelo teu belo e cativante sorriso a dizer “txo, ah...laisse tomber!

Pois é, bello mio, vais repousar entre os excepcionais; mas se não fosses para lá, continuarias a habitar no coração da tua família; no do povo do Benfica; no do povo moçambicano; no do mundo e no meu, porque tal como tu percorri e respirei o ar da Diogo Cão, Pinheiro Chagas, Calda Xavier, Craveiro Lopes, Av. Angola, Alto-Maé e adoro o amendoim assado na panela de barro com areia!

Eusébio, eu sei que estás muito bem, porque tu eras genuíno e bom; por isso imagino que quando viste Deus, simplesmente, abanaste a cabeça e sorriste.

Hambanini Eusébio...!  



Comentários

  1. Lenny, olá!

    Que linda homenagem ao Eusébio. Também gostei imenso das expressões moçambicanas :).
    Pois é, Eusébio infelizmente não esteve inserido no mesmo meio ambiente que Pelé - e outros - tendo sido tramado pelos dois mundos que conhecia, e nos quais confiava. Foi uma pena.

    Não gostei do Mário Soares andar para aí a dizer que ele não deveria ir para o Panteão Nacional: mas quem é ele para dizer o quer que seja depois da sua "bela" prestação no processo de descolonização? Fiquei feliz por o povo português ter decidido que a sua última morada deveria ser entre os grandes de Portugal.
    E com essa decisão, ficámos a saber que a influência de Mário Soares, em Portugal, está a diminuir a cada segundo que ele respira...

    Muito bem, linda.

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Max!

      Agora, temos que ajudar a malta da Mafalala: a reconstruir a casa museu do Eusébio e, contribuir também para uma estátua, no bairro que viu o Eusébio nascer.

      Bjcas e boa semana de trabalho

      Eliminar
  2. Haja alguém que diga a verdade das coisas! É isso mesmo, Lenny: o Eusébio foi lixado tanto por pretos como por brancos! Meu Deus, depois de toda a glória e da proeminência que o homem trouxe a portugal e a moçambique, já que ele nasceu lá, foi aquele o tratamento que lhe deram! Ingratos.
    Quanto ao senhor Mário Soares...opá, é que nem deveríamos dar audiência a essa Diva. Ele parece estar na fase de "Falem mal, falem bem, mas falem de mim!"...uma Diva Política é o que ele é, mesmo depois da caca que fez às colónias! Vai-te lixar, Mário!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Hey, girl!

      Ó fadista...!

      Essa gente esquerdista, devido à sua ideologia, acaba quase sempre senil: é frustração no seu melhor!

      Ciao, bella mia!

      Eliminar
  3. Bem dito, Lenny! Olha, tudo o que posso dizer é desejar-lhe um bom descanso do outro lado; porque ele já aturou tudo o que havia a aturar do pessoal aqui na terra. Eu só posso imaginar o tamanho do desapontamento ao longo da sua vida, mas pronto ao menos o Benfica esteve lá por ele...

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Celeste!

      Ele está concerteza junto de Deus, a partir o coco a rir...

      Eu acho que com o seu sorriso, Eusébio soube mitigar o seu desapontamento: bom homem!

      Eliminar
  4. Lenny, parabéns pelas tuas referências ao rei Eusébio, pois partilho de todas elas. Parabéns também pelo que disseste sobre o Mario Soares, pois como toda a gente sabe ele foi o causador das desgraças de pretos e brancos do nosso Moçambique. O que toda a gente deve fazer é ignorá-lo. Eusébio morreu, viva o Eusébio. Vca

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Victor!

      Viva o Eusébio; sim senhor!

      Ele partiu e o mundo falará dele com ternura, respeito e saudade; mas quando o Mário Soares partir só alguns se lembrarão dele: a sua família de sangue e a sua entourage política.

      Obrigada pelo teu comentário e boa semana de trabalho.

      Eliminar
  5. Lenny, parabéns pelas tuas referências ao rei Eusébio, pois partilho de todas elas. Parabéns também pelo que disseste sobre o Mario Soares, pois como toda a gente sabe ele foi o causador das desgraças de pretos e brancos do nosso Moçambique. O que toda a gente deve fazer é ignorá-lo. Eusébio morreu, viva o Eusébio. Vca

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço