Eis Porque Portugal Deve Receber Convite Para o G20


O G20, segundo o wikipedia, foi proposto pelo esquerdista Paul Martin - ex-primeiro ministro canadiano - numa tentativa de substituir o G8 como a principal organização económico-financeira das nações mais poderosas do mundo.
O G20 reacendeu-se em 2008, quando se reuniram em Washington, em plena crise financeira mundial.

Na passada sexta-feira, dia 6 de Setembro 2013, terminou mais uma reunião dos vintistas e, nela foi debatida a redundância: o desemprego; a fuga ao fisco; como controlar os negócios da “Banca oculta”; a espionagem dos EUA; os paraísos fiscais; a irritante Síria; a solidão de Obama...em suma, como esmifrar os contribuintes e, durante o processo, lixar as empresas privadas.

As ideias socializantes são sempre um logro porque ao decidir incluir os países emergentes no clube dos pesos-pesados (da finança mundial), este foi transformado num covil de não-alinhados onde a purga de insignificâncias substitui a relevância dos factos.

Brasil é uma pátria onde existem bolsas de pobreza extrema; o parque escolar e hospitalar são medíocres; e as infra-estruturas deixam muito a desejar.
Rússia é um lugar onde as liberdades são atropeladas sem dó nem piedade; os pobres foram todos “convidados” a esconderem-se num lugarejo chamado Sibéria; o parque hospitalar e prisional são centros infecto-contagiosos; os dissidentes ou têm mortes horríveis ou são aprisionados, julgados e condenados mesmo depois de mortos.
Índia é um país onde a pobreza impera; onde nascer mulher é uma maldição; onde a esquerda é abertamente corrupta; onde o sistema político económico-financeiro é Kremlinóide.
China é um sítio onde as liberdades, garantias e direitos são inexistentes; o seu sistema político é unilateral e sufocante; é um estado favorável ao terror; os níveis de saúde pública são aberrantes; o planeamento familiar é ditado pelo governo; são ainda os maiores exportadores do mundo de falsificação, de contaminação e de bric-à-brac.
South Africa é uma terra onde se acredita firmemente que o negrartheid é a solução...

Também lá estava a caloteira-mor (Argentina); a Arábia Saudita (que não se coíbe de patrocinar a morte de cristãos em África) e outros malandros. Mas Portugal - sim, o mundo que desbravou o mundo - não foi convidado.
Eu estou profundamente ressentida porque a Lusitânia é democrática na verdadeira acepção da palavra (temos vários e variados partidos políticos, não temos prisioneiros políticos, a liberdade de expressão é um dado adquirido, existem leis contra o racismo e contra o facismo, e temos liberdade de culto religioso). Em Portugal, os políticos, incluindo o presidente, estão sujeitos à crítica – e ninguém é preso por isso. No sentido lato e legal todos os portugueses têm igual oportunidade à educação, saúde e segurança social; o parque habitacional para as camadas menos favorecidas é digno; as nossas infra-estruturas são boas; não existe em portugal pobreza extrema (embora o salário mínimo deva passar para €1000); os meios de suporte aos menos favorecidos são impecáveis; o nosso rendimento per capita é superior ao de qualquer dos BRICS; e somos até, mentalmente, mais sofisticados que os espanhóis e os franceses.

Quem quer receber dicas e lições de países cujos povos ainda estão a sofrer o cão? Quem quer saber a opinião de dirigentes que se intrometem no coito dos seus cidadãos? Quem quer ouvir dirigentes que acham que estão acima da crítica e do ridículo? Eu não quero ligar a minha televisão e ser agredida por políticos que foram aspirantes a actores (que na certa viriam a ser uns falhados nessa profissão) a dizer coisas em consonância com o casal gay brasileiro.
Se o Brasil está legitimamente preocupado com a espionagem americana; a Presidente Dilma só tem de falar com o seu homólogo norte-americano e pedir satisfações (i.e. confrontar e aprender); todo o resto é sinceramente uma mariquice pegada.

Infelizmente os muçulmanos estão a dizimar cristãos em todo o mundo – e estamos todos impávidos e serenos: na Europa há machadadas e violações de raparigas; em África, mais precisamente na República Centro-Africana, uma activista clama que crianças cristãs estão a ser mortas e jogadas aos rios – e o Vaticano vai e faz uma vigília pela Síria...
Claro que os Estados Unidos da América espiam em todo o mundo. Afinal de contas estão sós, e a prova foi quando no ano passado foram brutalmente atacados em Bengazi e no Egipto, todos os países tiveram o descaramento de ir às Nações Unidas dizer porras sem sentido e nenhum disse em alto e bom som: Chega!

Quanto aos políticos portugueses:

Não nos lixem; a quem é que vocês não estão a untar as mãos?

Comentários

  1. Olá Lenny,

    E eis a descrição perfeita do que, no fundo, é o BRICS. Mas desconfio que haja uma razão (hipócrita como sempre) por detrás da decisão de convidar países que basicamente não servem os seus cidadãos como deve de ser em detrimento daqueles que providenciam uma qualidade de vida boa ao seu povo. Quem sabe, um dia destes o Mugabe será convidado também...assim que baixar a sua inflacção.

    "Covil de não-alinhados" que alinham sempre com regimes questionáveis...
    "Caloteira-mor" LOL LOL é isso mesmo, infelizmente.

    Mas a palavra que me deliciou foi "negrartheid" (juro que a vou utilizar para abordar o que se passa em certos países africanos - os devidos créditos ser-te-ão atribuídos, claro).

    Ai, o Greenwald mais o seu marido são irritantes; não há pachorra para eles.
    E sim, Portugal precisa de fazer um trabalho de PR diplomático melhor do que tem feito porque com a qualidade de vida que nós temos, as possibilidades em termos de influência (que podem ser úteis para outros países) e por causa de serviços prestados: merecemos ser convidados para as altas esferas políticas, sim senhor.

    Trabalho fabuloso e patriótico, Lenny: amei!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas


    1. Olá, Max!

      Mas olha, o casal está a conduzir os Negócios Estrangeiros do Brasil; a "presidenta" cancelou a sua viajem aos States em sinalde protesto: patético!

      Boa semana de trabalho, boss.

      Bjcas

      Eliminar
  2. Lenny, Lenny, Lenny...estás-te a meter com o Brasil? Não sabes que em Portugal agora temos todos medo da Dilma e da sua gang esquerdista? ahahaha
    A verdade é que os BRICS têm problemas sérios em casa e no entanto vagueiam pelo mundo a distribuir dinheiro que poderia muito bem ser investido domesticamente. Os níveis de miséria são alarmantes (na China então, ui ui...a Max enviou-me um link de um blog onde descrevia o hábito que os chineses têm de pôr os seus bébés a defecar e urinar na rua, nos passeios e nas lojas até: é uma vergonha).
    Eu também acho que está na hora de Portugal fincar pé e exigir mais respeito mundial: tomara muito americano até ter o nosso sistema de saúde e de transportes públicos, ok? Só que não criamos o suficiente, ao passo que o Brasil, por exemplo, cria algumas coisitas que geram uns quantos milhares de milhões...essa é a questão.

    Bom Jejum e que estejamos todos selados no Livro da Vida.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Ana!

      Ai temos medo da Dilma? Pensei que fosse do Edu dos Santos o Angolano...

      Quanto aos cheiretes nos burgos chineses, não me choca; espero porém nunca pôr os meus pés pelas bandas do Rio Amarelo.

      Pois, é sempre a caca do dinheiro, na linha da frente; não é?

      Espero estar inscrita.

      Eliminar
  3. Realmente Portugal tem de fazer um esforço extra para estar onde merece estar. Apesar de todo o barulho que por cá se faz, eu continuo a ter orgulho no nosso país que comparado com muitos ditos grandes...é mesmo grande! A Max e a Ana já disseram tudo por isso escuso de me repetir.
    Não sabia que na china se obrava nas ruas...olha que esta! Bom fim-de-semana a todos!

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Carla!

      Portugal é grande, é decente e a qualidade de vida é boa!

      Oh minha linda, cada um com as suas badalhoquices...

      Boa semana de trabalho!

      Ciao

      Eliminar
  4. Não sei se portugal deva pertencer ao G20, Lenny. Mas afinal que produzimos nós no valor necessário para lá chegar? Por enquanto nada, não é verdade? Eu rezo para que o nosso país sofra uma reviravolta depois dos 100 anos desde que Nossa Senhora nos visitou em fátima! Espero mais um milagre da parte dela! Oremos, irmãos pelo nosso bem-amado portugal! Quanto aos comunistas dos BRICS: cairão! O comunismo é uma heresia.

    ResponderEliminar
    Respostas

    1. Olá, Maria joaquina!

      Ó menina, nós produzimos vinho do Porto, azeite, cortiça e volfrâmio...

      Só não temos a habilidade de nos vendermos; não sei se me faço entender, mimha amiga!

      BRICS=Não alinhados=lacaios da Rússia está tudo dito.

      Um abraço!

      Eliminar
    2. Sim, produzimos tudo isso, é verdade e tenho muito orgulho nos nossos produtos! Mas a nossa capacidade de marketing a nível internacional é uma vergonha e as empresas em vez de investirem nisso ainda estão à espera que o governo faça alguma coisa! Estamos sempre à espera que o governo faça alguma coisa e este não faz nada! Enfim, Lenny...Deus nos valha e nos ilumine: amén!

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço