A Teoria do Nada

Visita às Cataratas de Tivoli - Xavier Bidauld
Meus caros leitores, encontro-me de férias desde o dia 16 e, como qualquer mortal, programei que nestes quinze dias iria fazer nada.

Enquanto pensava no meu descanso, ouvi na rádio que o Concelho de Valadares enviou para as escolas da sua jurisdição linhas de orientação em relação ao vestuário dos seus educandos: mini saias, decotes pronunciados, calças de cintura descida e exibição de roupa interior são proíbidos.
Neste tempo em que as pessoas não se respeitam, em que os pais acham normal e moderno os seus filhos sairem de casa com a cintura das calças ao fundo do rabo e as cuecas andarem ao léu, é refrescante saber que alguém tomou coragem e acabou com a indecência nas escolas públicas, reduzindo assim o número de predadores e pervertidos em redor dos estabelecimentos de ensino.
Eu sei que aqueles que acabaram com o uso do uniforme nas escolas públicas devem estar a considerar isto uma perversão do sistema democrático; e agora, que farão eles; recorrerão ao tribunal constitucional? Cheira-me que irão fazer nada...

Pois bem, tenho uma prima que sente um prazer absoluto em assumir o comando dos afazeres do lar e de tomar conta de quem quer que esteja à sua volta. Estava eu a pensar que a sua casa seria o lugar ideal para eu me entregar à dolce vita; quando a minha cogitação foi interrompida pela campaínha. Ao chegar à porta, era precisamente a Moira que resmungou “Venho passar uma semana à tua casa: preciso de descansar!”.
Enquanto observava as minhas férias a irem pelo cano abaixo, acomodei-a e, perante esta situação bizarra, que poderia eu fazer? Nada...

A minha prima é casada com um socialista convicto e, durante o jantar – preparado pela pessoa que vinha descansar – falámos da família que se encontra distante, de netos e, quando abordámos a política, ela confessou-me que de tanta desilusão com a liderança de José Seguro, a sua casa se havia transformado no quartel dos revoltosos e que todos os socratistas estão à beira de cometer um golpe para forçar uma mudança de chefia; e que mesmo sendo uma não-socialista, aquilo fazia-lhe confusão e que raiava a deslealdade. Sendo eu também uma não-socialista, mas com vontade de ver os tipos do PS fora da governação por uns bons anos, disse-lhe que não era deslealdade mas uma luta pelo poder e além disso, com um líder que mesmo antes de conhecer o OGE (Orçamento Geral do Estado) afirmou que iria chumbá-lo “Que queres tu, que eles façam?” Ela encolheu os ombros e ripostei dizendo: “Precisamente, nada...”

Mas o que é nada? Será pegar em mim e ir para um sítio onde não tenha que cuidar d’uma casa? Será fazer uma pausa nos cálculos, para que o dinheiro se estique e cubra as despesas mensais? Será isolar-me por sete dias, ir para um lugar onde só deva dirigir um cumprimento, com um acenar de cabeça, ou será simplesmente assumir uma atitude contemplativa? Caramba isto é fazer algo. Bom seria que conseguisse parar o pensamento por uma semana, isso sim seria fazer nada.

Comentários

  1. Olá Lenny,

    Boas férias, querida. São bem merecidas.
    Compreendo-te bem: este ano também não consegui desligar-me completamente de tudo. Em vez de descansar, fiz pesquisa.
    Enfim...

    Mas tu descansa bem e volta ainda mais mordaz :D.

    Beijocas

    ResponderEliminar
  2. Ó minha cara, tenha um bom descanso! Vamos ter saudades suas. Quem iluminará as nossas sextas-feiras? Vá com Deus e volte depressa.
    Já não era sem tempo alguém se insurgir contra a pornografia nas escolas públicas...onde já se viu miudas de 12, 13, 14 anos com fio dental? Mas que mãe permite este tipo de coisa? Depois quando aparecem grávidas começam a chorar e levam as crianças a fazer abortos que as afectarão a vida inteira! Que Deus as perdoe!

    ResponderEliminar
  3. Olhe, Valadares fez super bem resolver este problema. Não podemos permitir que as nossas crianças se transformem em alvos fáceis de predadores sexuais.
    Quero evitar comentar sobre os pais que permitem que os filhos se vistam como prostitutas e prostitutos. A sociedade está decadente, Lenny!

    Que a menina tenha umas óptimas férias, descanse e não pense em mais nada. Esvazie a mente! Faça yoga.
    Um grande abraço e por cá esperaremos por si.

    ResponderEliminar
  4. Lenny, o PS é uma vergonha. Deveriam correr com o Seguro de lá, porque o tipo não convence ninguém (nem a ele mesmo).
    Minha cara, tenha umas boas férias! Cá esperamos por si!

    ResponderEliminar
  5. Lenny, boas férias para ti! Teremos saudades.

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço