Vai-te Lixar!

A Pequena Mendiga e a Fiadora de Giacomo Ceruti

Os social-media são também um veículo de dissiminação da Cultura dos países.
Numa conversa no google-talk com uma Indiana, esta lamentava-se da dificuldade em encontrar livros de literatura clássica portuguesa, no Sri Lanka (Malaca) onde reside actualmente. Como descarrego livros de literatura clássica Inglesa, de graça, através do Feedbooks, aconselhei-a a ir ao site da Biblioteca Nacional e fazer o seu download. Passados dois dias voltámo-nos a encontrar, e perante o seu desapontamento, resolvi sem mais delongas fazer eu mesma uma incursão ao bnportugal.pt.
Fiquei, deveras, igualmente desapontada porque fui confrontada com a impossibilidade de fazer descargas dos clássicos (que todos sabemos serem do domínio público) para o tablet, telemóvel e kindle. Embora lá estejam os links dos PDF das primeiras edições, dos clássicos, vemo-nos impossibilitados de descarregar o que quer que seja; estando portanto a Biblioteca Nacional a falhar redondamente para com os povos que estão além-mar e que consideram o português como sua herança linguística. Basicamente, está a dizer a essas pessoas: vai-te lixar!

As grandes superfícies e os seus respectivos discount-stores em Portugal são uns covis de inveja, ódio, rudeza e inflamação do estado de espírito. Ao entrar num sítio desses uma pessoa, sã, sai cheia de dores de cabeça e com saudades da mercearia da dona Adelina, ou do mini-mercado do sr. Santos. Quando era emigrante vivi em França e quando a minha filhota foi de férias ficou embasbacada porque as cashiers, com um sorriso rasgado, diziam “Bonjour, merci et au revoir!” - desde a padaria, ao mini-mercado do Turco até às grandes superfícies (Migros, Auchan, Casino, Carrefour, Spar). Em Inglaterra era o mesmo, menos no Sainsbury's da Cromwell (onde as cashiers das caraíbas eram tão antipáticas que sempre que lá ia, uma vez por semana, pedia à minha filha ou ao meu marido para se dirigirem a uma caixa cuja etnia não fosse a das primas das caraíbas).

Neste nosso país além dos preços das ervas serem ultrajantes, a qualidade é pobre pois no dia seguinte estão amareladas (€1,29 o molhinho de salva, € 0.89 o molhinho de salsa, €64 o kg de alecrim e por aí fora...digo-vos cultivem as vossas ervas, ou vão à praça e talvez levem uma bacela no fim das compras se o vendedor simpatizar convosco! Hum...se calhar, cultivar é melhor). O desrespeito pelo cliente é gritante; e o único supermercado que realmente valoriza o freguês e honra o seu lema “pas satisfait, remboursé” é o Jumbo, do grupo Auchan, que até telefona para fazer o follow up. O resto diz aos clientes “tu precisas de nós; por isso, vai pastar!”

Ó sr. Zeinal Bava, tenho três queixas contra si. Primeiro, sendo o senhor o gestor de todos os anos, como pôde vocemecê contratar uma empresa de outsourcing cujos funcionários, em nome da sua companhia, dão mostras de ignorância sem precedentes e andam completamente às aranhas, pois desconhecem os regulamentos da entidade que superintende a sua área de trabalho, nomeadamente a Anacom; e o seu artigo 2 sobre a lei da portabilidade. Os operadores de call-centre induzem as pessoas em erro, por culpa sua, pois deveria exigir que essas empresas obrigassem os seus contratados a saber pelo menos o que andam a cuspir; ok?
Outra coisa, que raio de site é aquele que vocemecê inventou, e pomposamente se chama "eu sou cliente"? Pois bem, tem lá uma reclamação da sra. Dona Marisa Gomes (3940) que de descontente com a acção da sua companhia, predispõs-se a deixar-vos ao fim de 14 anos de rapport. Eu fiquei abismada porque não vi uma resposta do tipo “passe por cá que o seu problema será resolvido”; e fiquei ainda apatetada porque sempre pensei que quando alguém é premiado é porque conhece mais ou menos os cantinhos à casa e, de quando em vez passa o dedo para se inteirar da qualidade da “limpeza”. 
Finalmente ainda não me disse com quem anda, para dispôr de tanto poder a ponto de criar um imposto em Portugal, impô-lo a toda gente e ainda ter o descaramento de aumentar a taxa do Karga para 40% (passou de € 0,30 para € 0,50) e ninguém fazer nada, ou dizer coisa alguma. Meu caro, na sua empresa a máxima é: "Sou o melhor no mercado; eu é que sei; por isso, vai-te lixar"!

Senhor Primeiro Ministro, vi no site da BBC a sua fotografia e devo confessar que está desfavorecido. Pronto, eu entendo que por cortesia para com a petite chanceler Angela Merkel, vossa excelência tivesse que se baixar um pouco parecendo que estivesse com a cabeça enterrada entre os seus ombros; mas lembre-se  que estamos um pouco à deriva, por isso a sua postura deve ser sempre com a cabeça erguida (se precisar baixe os olhos, mas jamais a cabeça), para o povo o seguir e atravessar esta tempestade com o espírito combativo.

N.B. Obrigada, Sr. Primeiro Ministro, por ter evitado o desbaratamento da TAP. Como já lhe disse: Não ao BPNgate, quem quer paga. Ao menos o senhor não diz a Portugal: vai-te lixar! 

Comentários

  1. Olá Lenny :D!

    Amei, amei e amei! Nunca me ri tanto a ler um post como hoje: too funny, girl.

    Mas apesar de ser engraçado, também tem o seu lado triste porque Portugal tem muito a aprender no que toca a "customer satisfaction".
    Quanto ao Zeinal Bava e às empresas que é suposto gerir: compreendo a senhora dona Marisa Gomes, pois já passei exactamente pelo mesmo. Um destes dias os Portugueses vão-se fartar e aí...coitado do Bava.

    Parabéns e força nisso, Lenny :D!

    Beijocas

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. vOlá Max!
      "Customer satisfaction"? Não me faças fazer o ROFL; ok? Noutros países diz-se que, o cliente deve ser estimado, sem ele não há negócio; estás a ver a diferença?
      Estou a rezar para que alguém descubra um sistemas de comunicações universal e barato, para obliterar por completo o negócio dos exploradores que pensam que têm o rei na barriga e o povo a girar em volta do seu mindinho.
      Um pequiníssimo detalhe, em outras paragens, existem watch dogs, que defendem verdadeiramente o consumidor, e que não se coimbem de arrastar esses gigantes até a barra dos tribunais, quando é preciso.
      Obrigada, por passares por cá.
      Bjcas

      Eliminar
    2. Isso é verdade, lá fora existem os Watchdogs: coisa que aqui ainda é inexistente. Mas quando houver, que Portugal se ponha a pau porque nada mais será como antes.

      Eliminar
  2. O Bava que se vá lixar!!

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Olá, Anónimo!
      Claro que concordará comigo, se eu lhe disser que, o negócio do Bava, ajuda o nosso país, quando somos classificados internacionalmente; o que todos queremos, é que o Bava e os accionistas da PT sejam monotorados de perto, para que eles parem de lixar o consumidor.
      Obrigada, pelo seu comentário.
      Um abraço

      Eliminar
  3. Epá, como compreendo a senhora Gomes...eu também deixei a TMN há muito tempo e agora não tenho telemóvel (tás a ver, fiquei farta das vigarices deles). Quanto ao senhor primeiro ministro: muitos parabéns!! Gostei de ver! Portugal é um constante desapontamento: eu também quis download livros clássicos Portugueses e não consegui...olha, fiquei-me pelos clássicos ingleses (sempre se aprende qualquer coisita). Mas quem deveria fazer esse trabalho nem deveria ser a Biblioteca Nacional mas sim uma editora qualquer (que de caminho introduzisse os seus ebooks a cobrar). Mas enfim...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Epá, esqueci-me de dizer uma coisa: gosto do novo header!!

      Eliminar
    2. Hey, girl!
      Yah, a Max tem bom senso de estética; não é? Também gostei imenso.
      Uma Editora, come on... se o governo não patrocinar com um subsídiozito, ninguém fará coisa alguma, embora pudesse vir, finalmente, a beneficiar de tal acção.
      Enquanto os outros Impérios têm orgulho em disseminar a sua língua (e muitas vezes na UN quem não fala pelo menos inglês e francês, não é eligível), este império está-se nas tintas, pois não foram eles que pediram que, essa gente fosse, por esse mundo fora, incomodar e impor-se aos índios, pretos, chinocas, chamossas e aborrígenes; capice?
      Obrigada, é sempre bom ver-te por aqui!
      Bjcas

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço