Sonhos: Revelações ou Fantasias?

Deusa Juno na casa dos Sonhos de Luis López y Piquier

Os sonhos revelam informações ou escondem desejos?

Sigmund Freud pensava que os sonhos eram a realização imaginária de um desejo. Ele também pensava que os sonhos eram desejos ou pensamentos inconscientes mascarados pelo simbolismo.
Carl Jung defendia que os sonhos eram uma forma de não só comunicar com o nosso inconsciente como também uma forma de nos conhecermos a nós próprios. Ao contrário de Freud, eles não olhava para os sonhos como sendo tentativas de esconder desejos ou sentimentos, mas sim como um guia de soluções para qualquer problema que estejamos a tentar resolver na vida real.

Algumas pessoas carecem da necessária disciplina, concentração e calma para receber revelações, e até exercitar a clarividência, através dos sonhos; logo, por vezes os sonhos nada mais são que a “realização imaginária de um desejo”. Mas o que é mais interessante é que até entre os que são mais disciplinados, concentrados e calmos o suficiente para prever através dos sonhos; há aqueles que têm sonhos extremamente complexos (que requerem decifração) e depois há aqueles que têm sonhos extremamente directos (que não exigem descodificação) – ainda estou a tentar analisar se este fenómeno estará relacionado com a evolução espiritual ou com outra coisa qualquer.
Quanto ao simbolismo: pode não se tratar de um disfarce de pensamentos e desejos; mas sim de uma máscara que esconde verdades que o nosso consciente se recusa a reconhecer como tal; ou então dicas para que se possa melhor interpretar a realidade que que o sonho tenta transmitir.

Esta semana convido-vos a participar num jogo: dar-vos-ei um sonho (não me perguntem como o obtive), lêem-no e no fim partilhem connosco quem, na vossa opinião, tem razão: Freud ou Jung?

O Sonho

“É de dia. O pai dele está na cozinha quando alguém atira sobre ele do prédio em frente. A prima dele (A.) aproxima-se do pai dele, trata da sua ferida de bala; e dá-lhe ordens para se apressar a ir para o escritório, porque os bandidos estão a chegar. Ele vai para o escritório e, sentado em frente à porta do mesmo, espera pelos criminosos. O sol está a brilhar lá fora. Ele vê 4 homens jovens a ir em direcção à sala. Ele levanta-se e também se dirige à sala. Ao chegar lá repara que os 4 jovens estão a aterrorizar as pessoas ali presentes. Ele logo diz à sua prima (A.) para ir chamar a sua mãe. Entretanto eles aproxima-se do líder do “gangue”[...descrição...] e dá-lhe uma séria sova com a fivela do cinto do criminoso. A sua mãe chega, olha para o cenário em volta e chama-o para que ele veja quem está lá fora à janela [...descrição...]. Ele apercebe-se de que tudo correrá bem e quando está prestes a...”
O objecto de estudo acordou.

Era este sonho uma solução para um problema real (Jung) ou era simplesmente uma fantasia (Freud)?


 N.B: A resposta certa poderá ser obtida na secção de comentários. 

Comentários

  1. Com toda certeza nossos sonhos nos revelam "segredos" , mensagens ocultas em nosso subconsciente e com sensibilidade e treino é possível identifica-las sim. Aliás, creio que tudo está ligado, em tudo encontramos sinais, basta enxerga-los =)
    Beijos

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Angel :D!

      Concordo plenamente.

      Obrigada, querida, pelo teu comentário :D.

      Beijos

      Eliminar
  2. Mas bah, guria.
    Posso apostar no duplo? Pois te digo, entendo que ambos, Jung e Freud tinham razão; sonhos podem ser revelações, mas em outras ocasiões podem ser apenas fantasias...
    Quanto ao sonho da questão, aposto que trata-se de uma revelão.
    Grande abraço.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Diler :D!

      Podes e deves. Eu também aposto no duplo (Jung e Freud tinham razão) pois depende do sonho, da pessoa e do estado de espírito do individuo quando se foi deitar.

      Acertaste: foi uma revelação.

      Diler, obrigada pelo teu super comentário :D.

      Um abração

      Eliminar
  3. Sei lá, muitas vezes, os sonhos podem ser retalhos emocionais que o nosso subconsciente junta para nos pregar uma peça...

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Oi Cidão :D!

      Também podem ser isso. Mas não só.

      Gato, obrigada pelo teu comentário :D.

      Um abração

      Eliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço