Isolar e Alienar

Os cadáveres dos irmãos De Witt de Jan de Baen

Isolação é uma técnica usada para reformar a mente, o pensamento e o comportamento de um determinado ser humano.

Sabe-se que o meio ambiente no qual um indivíduo se insere afecta a sua mentalidade, molda a maneira como pensa e influencia a sua conduta; logo a melhor maneira de alterar, o que é visto como sendo, a sua composição original, é isolando-o dos seus entes queridos, amigos e conhecidos; sujeitá-lo a certas condições (geralmente, desagradáveis); vê-lo a mudar o seu comportamento aos poucos; monitorizá-lo à medida que ele vai perdendo a sanidade mental (ou pelo menos, dar a aparência de tal) e quando próximo de se render à loucura, o controleiro (ou outra figura de autoridade nomeada para o efeito) colocá-lo-á numa peneira onde a farinha do seu Ser será peneirada de modo a resultar num produto refinado (separado de partículas rudes). 
Isto é verdade nas prisões - quando um preso se comporta mal é removido da população geral e atirado para a solitária afim de mudar o seu procedimento. 
Isto também é real durante a recruta militar - os soldados são postos em bases (fora do seu ambiente normal) e sujeitos a condições árduas para serem moldados à imagem e semelhança da vida militar. 
Outro exemplo de isolação é o Processo de Recrutamento dos Serviços Secretos - assim que visualizem o alvo, o recrutem e invistam tempo e recursos nele, a isolação não só é um método utilizado para reformar a mente, o processamento de pensamento e comportamento do elemento; mas também é um teste de stress para ver em que ponto o sujeito quebra (se é que alguma vez quebrará). 
Um exemplo mais comum são os centros de reabilitação - os viciados são isolados do seu ambiente natural para se limparem e adquirirem novos hábitos (pelo menos em teoria).

Diz-se que a alienação segue a isolação. O sujeito retira-se de si mesmo, do seu padrão comportamental e torna-se indiferente.
Esta indiferença não quer dizer apatia; mas sim metamorfose: o indivíduo optimiza as suas capacidades mentais a ponto de se tornar água.
O que um dia pareceu ser, não é mais. O que um dia pareceu ser importante, deixa de o ser. Ser água era o objectivo principal, ser água é o elemento corrente.

“Esvazia a tua mente, sê vazio de forma,  sem molde - como a água. Agora, tu colocas água numa taça, ela torna-se a taça; colocas água numa garrafa, ela torna-se a garrafa; colocas água num bule, ela torna-se o bule. Agora, a água tanto pode fluir como estalar! Sê água, meu amigo.” (Bruce Lee)

Isolar & Alienar é um método de morfose muito interessante; contudo o desafio está em saber exactamente quando parar de aplicar o método num determinado indivíduo (especialmente quando este desafia a norma; tornando-se, assim, um incentivo para continuar a puxar por ele); em reconhecer que alguns indivíduos não quebram e buscar maneiras de como usar uma pessoa com tais características. 

Isolação pode ser aplicada em vários campos, mas não há certeza de que o resultado final seja uma metamorfose positiva (i.e. tornar-se água) em todos eles.

Comentários

  1. Max, eu acho que o isolamento nao é bom, em nenhum aspecto. Exceto, naqueles momentos sutis que todos nós precisamos ficar sozinhos e repensar atos e se preparar para as labutas futuras.

    bjs e dias felizes

    ResponderEliminar
  2. Max!! Menina, às vezes imagino-te uma fadinha que sai a ler os pensamentos das gentes, esse texto eu tomei-o para mim, optei por um isolamento involuntário, e por uma alienação decidida, ando atrás de mim, preciso me encontrar.
    Mas sou facinha, facinha de achar. Deixo-te beijos imensos, minha linda e um agradecimento especial pelas matérias que nos trazes!

    ResponderEliminar
  3. Oi Grace :D!

    "eu acho que o isolamento nao é bom, em nenhum aspecto. Exceto, naqueles momentos sutis que todos nós precisamos ficar sozinhos e repensar atos e se preparar para as labutas futuras."

    Compreendo o que dizes.
    Eu acho que há alturas em que o isolamento pode ser benéfico, mas há outras em que pode ser extremamente nefasto. Como em tudo na vida: a moeda tem dois lados.

    Obrigada pelo teu comentário, querida :D.

    Beijos

    ResponderEliminar
  4. Oi CB :D!

    "Menina, às vezes imagino-te uma fadinha que sai a ler os pensamentos das gentes, esse texto eu tomei-o para mim, optei por um isolamento involuntário, e por uma alienação decidida, ando atrás de mim, preciso me encontrar. Mas sou facinha, facinha de achar."

    LOL fadinha, é? ;)
    Procura e acharás: é tudo o que posso dizer por agora :).

    "Deixo-te beijos imensos, minha linda e um agradecimento especial pelas matérias que nos trazes!"

    Eu é que agradeço pelos teus comentários fenomenais! :D

    Beijooosss, querida

    ResponderEliminar
  5. Diante das atuais condições em que se encontram as prisões brasileiras, melhor seria o isolamento, já que a convivência com outros presos, tem sido uma "escola" para a criminalidade e nessas condições, este ato de isolar e alienar seria bem-vindo!
    Recentemente li um artigo que falava justamente das mudanças de procedimento nas prisões americanas, onde isolar e alienar é bastante usado.
    Mas lógico que estamos falando de transgressão. Pessoas "normais" podem até se isolar voluntariamente, mas para essas o isolamento forçado teria efeito contrário.
    Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderEliminar
  6. Oi Luma :D!

    Fantástico comentário: muito obrigada por partilhares a tua opinião.

    E obrigada pelo link (vou ler com atenção)! :D

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço