Definitivamente Défice & Dívida

The Banker and his wife by Marinus van Reymerswaele

O mundo Ocidental parece um remake do "Rain Man- Encontro de Irmãos".
Sempre que ligo a televisão, ou o rádio, e leio os jornais vejo-me sempre a ser alimentada pelas mesmas palavras.
Comecei a aperceber-me de que areia está a ser atirada para os olhos do público para que este caia na ratoeira. De outro modo, porque é que continuamos a receber as mesmas respostas a perguntas diferentes?

Q: O que pode ser feito para resolver o endividamento das familias?
R: Défice & Dívida.

Q: Como poderemos encorajar o mundo empresarial a criar empregos e a encorajar os trabalhadores a procurar emprego?
R: Défice & Dívida.

Q: Como poderemos fazer com que os bancos se lembrem de que o seu principal negócio é emprestar dinheiro para que riqueza real possa ser gerada?
R: Definitivamente Défice & Dívida.

Q: Os cofres do governo estão vazios. Diz-se que não há um cêntimo para resolver as questões mais preementes, tais como arranjar pontes, barragens, estradas e escolas; já para não falar em dar assistência aos indigentes. O que poderá ser feito quanto a isto?
R: Definitivamente Défice & Dívida.

Isto lembra-me um dos meus sobrinhos que tem Asperger e que passa a vida a repetir a mesma coisa sem resultados palpáveis.

Os culpados desta crise ecnómica (tanto Direita como Esquerda + certos grupos influentes) já foram identificados, contudo o tempo de apontar dedos já acabou.
O tropo autista (“Défice & Dívida”) deixou de ser aceitável. A converseta e comentários fúteis deveriam ser rejeitados; soluções reais deveriam ser exigidas.

Se os especialistas são incapazes de oferecer uma solução sustentável, então as pessoas deveriam esquecer os governos, os bancos, a media e, especialmente, os comentadores papagaios e de vistas curtas; e voltar ao básico (i.e. arregaçar as mangas e criar negócios – se não o conseguem sozinhos, então devem fazê-lo em comunidade [lembram-se da troca directa?]. Assim, ninguém passará fome e eventualmente a prosperidade e bem-estar serão restaurados.

Definitivamente novas soluções económicas são peremptórias.

Comentários

  1. Mas bah, guria.
    Esta resposta conta com o défice, mas o défice de atenção da populaçao. kkk
    Abração.

    ResponderEliminar
  2. Estes são os aspones e a incrível arte de não fazer nada. Assim esperasse que tudo se resolva ao tempo certo com o sacrifício de todos (povo).
    Bom fim de semana! Beijus,

    ResponderEliminar
  3. O caso é que nao é fácil tirar a bunda da cadeira e ir à luta, todos em sua grande maioria gostam mesmo é de reclamar, seja no poder direto, seja no outorgado, ou seja o povo...

    Beijo, Max!

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço