Centenário da República Portuguesa



Gostaria de agradecer à maçonaria por ter assassinado o Rei D. Carlos I, em 1908.
Uma das razões apresentadas para justificar o regicidio foi o descontentamento generalizado que se nutria pela Família Real, por alegadamente ter humilhado Portugal (ao entregar a Rodézia ao governo Britânico do Lord Salisbury); mas pode-se bem imaginar a real razão: os maçons queriam ter e despender tanto quanto a Sua Alteza Real.
No dia 5 de Outubro de 1910, às 11:00 da manhã; após muita confusão, revolução e exílio da Família Real; a Res Publica Portuguesa viu a luz do dia.
No dia 20 de Abril de 1911; foi aprovada a Lei da Separação entre Estado e Igreja.

Gostaria também de agradecer à Igreja Católica por ter colocado no poder o bom fascista católico, António de Oliveira Salazar (1932-1968). Graças a ele, Portugal foi abençoado com uma ditadura; as pessoas mal podiam pensar “Cogito ergo sum” sem que a PIDE os prendesse e torturasse, liberdade de expressão era um sonho impossível; a nação tinha rios de dinheiro (em 1928, quando Salazarinho tomou posse como Ministro das Finanças colocou as contas nacionais em ordem...défice era uma palavra desconhecida); a nossa moeda era aceitada em qualquer parte do mundo; tínhamos 75% de analfabetos, somente as elites iam à escola; não tínhamos estradas, nem sinais de desenvolvimento ou modernidade...se quiséssemos modernidade ou desenvolvimento teríamos que ir às colónias.

Gostaria, mais uma vez, de agradecer aos maçons por terem auxiliado na organização da revolução de 1974, para depois terem abandonado cobardemente o país nas mãos de comunistas e socialistas que arruinaram Portugal nos 36 anos subsequentes (sim, entretanto tivemos 3 governos de centro-direita dos quais somente 1 desenvolveu este país sobremaneira que até hoje os de Direita choram por outro Cavaco Silva [o nosso actual Presidente, que na altura deixou o país com a balança comercial positiva] e os de Esquerda falam mal dele [chegam ao desplante de o apelidar de Salazar] demonstrando uma total falta de coragem em admitir que ele tenha sido o melhor PM de Portugal, durante o Rechtsstaat [Estado de Direito]).
Após a revolução, os ricos foram perseguidos, os seus activos foram apreendidos e nacionalizados; muitos foram encarcerados, outros foram forçados ao exílio; o estado ficou mais “rico” em activos que não sabia gerir; o país aprendeu novas palavras como “dívida”, “défice”, “impostos altos”, “FMI”...mas também aprenderam novos conceitos como “educação grátis”, “saúde parcialmente grátis”, “liberdade de expressão” (pelo menos até 2005, altura em que o presente governo socialista tomou o poder e deu início a uma caça aos jornalistas que criticassem o “regime”) e “empréstimos bancários”....

A nossa República faz 100 anos: Parabéns!!!
Tanto trabalho para destronar uma Família Real pródiga para a seguir colocar no poder governos pródigos; e depois pôr no poder fascistas frugais; e depois dar poder a governos (inspirados pela Esquerda) gastadores; depois trazer ao poder um governo frugal ainda que competente; para no fim cairmos nas mãos do presente governo-socialista perdulário que esbanja dinheiro como ninguém e que levou Portugal a recordar más palavras como “FMI”, “défice”, “dívida”, “cofres vazios”, “venda de reservas de ouro” e aprender novo vocabulário como “ratings de crédito”, “Moody’s”, “Standard Poor’s”....
Teria sido tão terrível se Portugal tivesse mantido a Monarquia? A República não tem  provado ser melhor que o sistema anterior, excepto para os plebeus que também passaram a mamar da mesma teta...

Viva a República!!



Imagem: Implantação da República (tirada da Google Images).

Comentários

  1. Ou pelo fato de a monarquia perder esse privilégio...

    Beijos, Max, e desculpe a ausencia, ando cansada e sem tempo nenhum!

    ResponderEliminar
  2. Oi CB :D!

    É, monarquia essa que fundou a nação e lutou por ela...mas enfim, quem é que respeita esse tipo de coisa hoje em dia, não é?

    Estás desculpadíssima ;)! Desejo-te um óptimo descanso :D!

    Beijos e obrigada pelo comentário

    ResponderEliminar
  3. Não concordo com a monarquia pelo simples facto de que só quem teria sangue azul poderia governar, independentemente do atestado de aptidão.

    Mas também não posso de todo concordar com a mediocridade que tem habitado os palácios governativos de Portugal.

    Uma Republica das bananas, que promete prolongar-se por muitos e bons anos!

    ResponderEliminar
  4. Vim apenas agradecer tua visita.

    Abraço fraterno.

    ResponderEliminar
  5. Mas bah, Max.
    Concluimos que independente da cor do sangue, todos querem mamar nas tetas da Pátria...
    Abração.

    ResponderEliminar
  6. Oi Alezandri :D!

    Bem-vindo ao Etnias!!

    A Europa está carregada de monarquias democráticas, e não as impediu de se desenvolverem (até mais do que nós - olha o país nosso vizinho).

    Quanto ao actual governo: sem comentários!

    Um abraço e volta sempre

    ResponderEliminar
  7. Oi Lula :D!

    De nada, meu irmão!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  8. Oi Diler :D!

    É isso mesmo: infelizmente!

    Abração

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço