Homens de Verdade



Há que nos devolver os homens verdadeiros.
Estou fatigada da recém-imposta versão de varões: machos a usarem maquilhagem; machos que querem interferir com o mundo feminino (incluíndo falar sobre a menstruação); machos mal-educados; machos que desconhecem o seu lugar no mundo; machos a serem castrados...

Um dia, as feministas acordaram e resolveram declarar guerra aos homens; decidindo, assim, torturar os seres lúcidos com as suas loucuras – os homens tinham que mudar por completo o seu comportamento social, por exemplo:

  • Os homens não podem abrir a porta a uma senhora: de algum modo as queridas feministas acham que isto é um ataque ao conceito de igualdade. Aparentemente este tipo de mulher não quer ser respeitado (sim, porque quando um homem nos abre a porta ele demonstra a sua reverência para connsco).
  • Os homens não se devem levantar quando uma senhora entra na sala: um ataque terrorista à soberanidade das mulheres. De novo, isto é um sinal de respeito e não vejo nada de mal nisso; au contraire, acho-o muito lisonjeador. 
  • Os homens não podem pagar contas nem refeições: mais um ataque à independência da mulher. As feministas não estão a ser práticas aqui, porque se um homem quer pagar tudo, a mulher fica com mais dinheiro para investir em si mesma e nas crianças.
  • Os homens não podem mandar piropos: assédio sexual. Toda a gente sabe que os homens quando vêem uma mulher têm de se expressar. Desde que não seja porco e desde que não nos apalpem...porquê castrar os homenzinhos? Mais, porquê fingir que não gostamos?
  • Os homens não se podem oferecer para ajudar em algo: um verdadeiro insulto à inteligência feminina. Bem, eu sou inteligente e intelectual e amo quando um homem me ajuda naquilo que preciso; quando ele me ensina coisas novas. Não me sinto diminuída, pelo contrário, sinto-me enriquecida por outro ser humano.

Os homens complementam as mulheres e vice-versa. Os homens não são o inimigo, pelo amor de Deus.
Há homens idiotas (a quem só queremos bater de manhã à noite)? Sim, mas as mulheres é que criaram esses homens; por isso se vamos exigir novos comportamentos sociais a alguém comecemos pelas mulheres para que elas possam devolver, à sociedade, os homens verdadeiros.

Imagem: Isaac Henrique Sequeira de Thomas Gainsborough

Comentários

  1. Mas bah, guria,
    Sempre achei as feministas meio machinhos...A gerra dos sexos é inviável, afinal gostamos de ter o "inimigo" na trincheira.
    Agora vamos espiar o zoológico:
    a) Homens não devem ser porcos;
    b) Homens não devem ser viados;
    c) Homens não devem ser galinhas(até porque o galinha de hoje é o boi de amanhã)
    Já mulheres devem ser GATAS! rsss.
    Abração.

    ResponderEliminar
  2. Oi Max!
    Só existe uma coisa que devemos prezar, respeitar, zelar e lutar a favor: o respeito. E esse não depende do gênero do indivíduo.

    Graças as ditas "feministas" muitos direitos básicos das mulheres foram conquistados, como por exemplo, o direito de votar. Por isso e por tantas outras contribuições não podemos negar essa luta.

    Beijos

    ResponderEliminar
  3. cheguei, povo de portugal!

    greeeeeetings from brazil!

    =DDD

    ResponderEliminar
  4. Oi Diler :D!

    LOL LOL LOL...amei o teu comentário, obrigada!

    Um abração

    ResponderEliminar
  5. Olá Pâmela :D!

    Não foram as feministas que lutaram pelo direito ao voto, foram as sufragistas (um movimento diferente).
    Quanto aos muitos direitos das mulheres que foram conquistados: o crédito deve ser dado ao movimento feminista dos anos 60 (que tinham uma causa concreta).

    O movimento feminista moderno/contemporâneo é um ataque à integridade feminina, e é esse movimento que deve ser atacado. Ele encosta-se ao trabalho levado a cabo pelas feministas de há 40 anos atrás e usa exactamente o argumento que utilizaste para travar batalhas irracionais em nome da defesa dos direitos femininos - ridículo.

    Perderam o tino.

    Obrigada, querida, pelo teu comentário :D!

    Beijos

    ResponderEliminar
  6. Oi Gabriel :D!

    Bem-vindo ao Etnias!!

    Greetings, Brazil! Obrigada pela visita, e espero ver-te mais por aqui :D!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  7. Max, lá se vem você as provocações (sempre ótimas)! É mesmo importante refletirmos sobre isso, até porque eu não dei procuração nenhuma para ninguém exigir em meu nome, esse ou aquele comportamento masculino, risos.
    É verdade que a mulher avançou de forma tão acelerada, que nem todos os homens conseguiram alcançá-la, de modo que eles nem sabem mais como se portar(em) diante de uma mulher; por outro lado, é bem verdade que também ficou fácil para eles, eximirem-se de qualquer responsabilidade, afinal, quem (des)educa é a mulher - esse é o discurso geral - quando eu compreendo a educação como responsabilidade do casal. Daí essas desculpas e distorções; sem no entanto deixar de concordar contigo sobre a mudança estética do homem, eu te confesso que curto um homem sem essas mudanças todas, risos.

    Um beijão, saudades de você!

    ;)

    ResponderEliminar
  8. Oi CB,

    Adorei o teu comentário, obrigada!

    Eu também adoro um homem à moda antiga (no comportamento cavalheiro, é claro).

    Beijos, minha linda

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço