A Beleza das Palavras


“Mas se for pecado cobiçar a honra, então de todos os seres sou o mais trangressor”
(Henrique V de William Shakespeare)


A honra é um valor em queda.
Em tempos, as pessoas orgulhavam-se de ser honradas; e ser visto como desonrado era pior que ter uma filha sua a vaginalizar com um malandro qualquer.

Honra, muitas vezes, incorpora-se com o ego e vaidade, o que contamina todo o conceito deste valor.
Por exemplo: usar a virgindade das mulheres como meio de controlo, estratégia política e moeda de troca, sob a égide da honra é ilusório. Utilizar o adultério como desculpa para cometer homicídio e depois chamar-lhe “crime de honra” é antitético. Ser publicamente conhecido como honrado e depois; por portas e travessas; armar contra os outros, abusar, violar e assassinar pessoas é mascarar a falta de carácter. Ser conhecido como justo e secretamente cobiçar as propriedades e felicidade alheias é desprezível; se uma pessoa vai pecar então que peque como deve de ser “mas se for pecado cobiçar a honra, então de todos os seres sou o mais transgressor”.

A honra deveria estar em perfeita simbiose com a honestidade, lealdade, consistência e coragem.
Honestidade: probidade e seriedade de carácter é vital para o conceito de honra. Devemos ser verdadeiros para connosco próprios e depois para com os outros. Ser verdadeiro significa manter uma certa pureza de alma num mundo tão imperfeito como o nosso.
Lealdade: a forma mais pura de comprometimento. Este valor ultrapassa a fidelidade; vai para além dos detalhes mesquinhos da existência; sobrevive às vicissitudes da irracionalidade e fraqueza intelectual. Ser leal a alguém, a uma família, a uma causa honrosa é extremamente difícil e qualquer um que consiga ter êxito neste feito é digno de respeito.
Consistência: aconteça o que acontecer, o carácter não se vai corromper. Quando o carácter de um indivíduo, os seus pensamentos, palavras e acções co-habitam consistentemente sabemos estar perante um ser honrado. O problema é encontrar alguém que consiga conjugar todos os factores mencionados.
Coragem: é preciso muita coragem para querer, escolher, ser honesto, leal e consistente quando o mundo não faz outra coisa senão tentar corromper-nos.

Admiro seres honrados e tento seguir as suas pisadas. Até há alturas em que chego a cobiçar essa sua característica e cada vez que penso em expiar esse meu pecado, recito “mas se for pecado cobiçar a honra, então de todos os seres sou o mais transgressor” e a expiação torna-se, logo, uma distante memória.


As palavras são belas e podem produzir maravilhas;
Vejamos agora a versão do LS (Inglês) da Beleza das Palavras.

Comentários

  1. Mas bah, guria.
    Falar de honra implica falar de moral: Ser moral, ético é agir corretamente independente de Leis ou Fisclizações, já ser honrado, mais do que agir corretamente é admitir eventual erro.
    Uma vitória com burla é derrota, já a vitória honrada é exemplo a ser seguido.
    Abração.

    ResponderEliminar
  2. Oi Diler,

    "Falar de honra implica falar de moral: Ser moral, ético é agir corretamente independente de Leis ou Fisclizações, já ser honrado, mais do que agir corretamente é admitir eventual erro."

    Bem dito...

    "Uma vitória com burla é derrota, já a vitória honrada é exemplo a ser seguido."

    Muito bem dito!

    Diler adorei o teu comentário sábio: muito obrigada :D!

    Abração

    ResponderEliminar
  3. Max, é quase um soco no estômago, esse seu poste, porque para onde nos viramos, deparamo-nos com o oposto de tudo que está aqui bem dito, e nada foi tão espetacularmente visto por mim até hoje, como a sua definição de lealdade, porque fiz uma restrospectiva na minha vida e sou privilegiada, percebo no final, porque tive e tenho amigos leais, para os quais também nao meço esforço. Eu amo o Etnias e a proposta dele, porque nos convoca a toda hora para revermo-nos e aos nossos conceitos e referências, além do respeito grande, da admiraçao e do carinho imenso que tenho por ti, como se te conhecesse a vida toda, e sabe a quem devo isso? Luna, foi essa pérola de pessoa que me deu outra pérola de pessoa: você!

    Um beijinho grande cheinho de carinho!

    ResponderEliminar
  4. Oi CB :D!

    "Max, é quase um soco no estômago, esse seu poste, porque para onde nos viramos, deparamo-nos com o oposto de tudo que está aqui bem dito, e nada foi tão espetacularmente visto por mim até hoje, como a sua definição de lealdade, porque fiz uma restrospectiva na minha vida e sou privilegiada, percebo no final, porque tive e tenho amigos leais, para os quais também nao meço esforço."

    Se tens amigos leais é porque mereces, ainda que penses o contrário :).

    "Eu amo o Etnias e a proposta dele, porque nos convoca a toda hora para revermo-nos e aos nossos conceitos e referências, além do respeito grande, da admiraçao e do carinho imenso que tenho por ti, como se te conhecesse a vida toda, e sabe a quem devo isso? Luna, foi essa pérola de pessoa que me deu outra pérola de pessoa: você!"

    Ohh, que coisa linda de se dizer :D! Encheste o meu ser de alegria, querida! Aaah a Luma...é verdade, foi ela que me falou de ti também (abençoada mulher)!

    Obrigada pela tua gentileza e poesia de ser :D! Deus te abençoe!

    Beijinhos enormes

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço