"Não há Felicidade...


...só há momentos felizes!"

Estou farta! Já são demasiados eventos sociais, demasiados artigos pseudo-intelectuais, onde tenho de ler e ouvir esta frase absurda, sem que possa exprimir o que realmente penso dela - chega!

Repitamos juntos "Não há felicidade, só há momentos felizes!" digam-me, o que é que está de errado nesta afirmação?
Primeiro, "Não há felicidade" é uma falácia. Há felicidade, ela anda por aí; mas ou uma pessoa a persegue ou não (mas se escolhe não correr atrás dela, então é impróprio afirmar que ela não exista).
Segundo, "só há momentos de felicidade"...esta frase, na verdade, é uma afirmação de que a felicidade existe. Para que "momentos de felicidade" existam temos de ser felizes a um determinado momento (ou vários), e se o somos nessa altura, a felicidade torna-se real (ainda que escolhamos associarmo-nos a ela por um instante só; e depois voltemos a ser infelizes por opção).

Às vezes pergunto-me se as pessoas pensam, analisam e interpretam aquilo que cospem para o ar. E o pior de tudo é que proferem estas palavras com uma propriedade tal, que parecem esperar que nos maravilhemos com o seu intelecto, que repitamos os seus absurdos e que os espalhemos como se de um vírus se tratasse. Observo, oiço, rio.
A etiqueta força-me ao silêncio. Mas será que devo continuar a permiti-lo?

Devemos optar pela felicidade. Contudo, a maioria das pessoas detém a noção errada do que significa ser feliz, e depois inventam estas antíteses ridículas.
Felicidade = aceitar a vida tal como esta se nos apresenta.
Felicidade não é sorrir a toda a hora; não é ser efusivamente festivo todos os dias; não significa não se defrontar com obstáculos ao longo da vida , sobretudo, não significa ter dinheiro e bens materiais.
Uma pessoa pode não estar sempre a sorrir e, no entanto, ser extremamente feliz; uma pessoa pode lutar contra as barreiras da vida desde o dia que nasceu até que morre e, ainda assim, ser imensamente feliz; um indivíduo pode não ter um cêntimo e, mesmo assim, ser tão feliz quanto um Anjo.
Não há mistério nenhum aqui. Quando entendemos a vida, quando compreendemos a sua complexidade; quando não nadamos contra a maré, quando aceitamos as vicissitudes da vida como sendo parte da existência; quando finalmente nos aceitamos, então...podemos ser sempre felizes.

Buddha disse "Tudo é Dukkha (sofrimento, dôr)". A priori, pode parecer negativo, mas na verdade não é. Esta simples frase é uma das muitas chaves para a felicidade; uma vez que nos oferece a premissa da existência (nascemos - choramos, sofremos; necessidades - sofremos; frustrações - sofremos; desgostos amorosos - sofremos; desejos - sofremos; separação - sofremos; apego - sofremos; perdas - sofremos; desinformação, enganos, ilusão, inverdades, mentiras - sofremos...) na terra; e para que possamos evitar aumentar a dôr a uma existência, que por si só, já é dolorosa; e escolhamos ser felizes para equilibrar as coisas.

Aceita a felicidade. Não a rejeites. Não fujas delas. É uma questão de opção. A tua opção.


Imagem: Tempestade de Neve de Francisco de Goya

Comentários

  1. lindo Post!

    Este é um comentário convite.
    Como vc participou da coletiva O livro da minha vida, estou convidando para mais um evento sobre literatura em 18 de abril no Fio de Ariadne.
    Visite o Fio amanhã, 08 de abril e, caso se identifique com a ideia, coloque seu nome na lista e concorra a um livro da Jorge Zahar Editor.

    Abraço

    ResponderEliminar
  2. Não sei não...
    Felicidade plena não existe, pelo menos não em meio as grandes cidades, aos medos e desafios constantes da vida moderna. Mas creio que possamos ser feliz aproveitando as coisas mais simples e bonita da vida.
    Gostei do post!

    Sobre a Witchblade, o seriado que comentei já tem em dvd's em sites americanos. E sobre a história, sim é muito interessante mesmo, foi a amor a primeira vista rsrsrs
    Assisti uma vez e não parei mais, aí fui atrás dos quadrinhos rsrsrs
    Witchblade (lâmina da bruxa) é filosofia, história, mitos, lendas cristãs, lendas celtas, irlandesas, paradoxos temporais, destinos, intuição etc, por isso acabei me apaixonando. Vale a pena procurar nos canais daí minha amiga. Deve ter em algum canal pois encontrei um vídeo sobre o seriado em alemão também ou senão pode procurar e comprar os dvds.
    Beijos e obrigada pelo comentário :o)
    Aliás, dos heróis que vc citou, só gosto do Batman !!!!!!!!!!
    Até...

    ResponderEliminar
  3. A felicidade so axiste qndo a queremos mesmo....mesmo com dificuldades devemos batalhar para consegui la...buscar um pq....um eu que faça isso renascer.....

    bjao Max

    ResponderEliminar
  4. Olá Vanessa :D!

    Obrigada!

    Obrigada pelo convite, mas como já disse no teu blog, desta vez não poderei participar! Mas na próxima, estamos aí :D!

    Um abraço!

    ResponderEliminar
  5. Oi Angel :D!

    "Felicidade plena não existe, pelo menos não em meio as grandes cidades, aos medos e desafios constantes da vida moderna. Mas creio que possamos ser feliz aproveitando as coisas mais simples e bonita da vida."

    Compreendo o teu ponto de vista, embora discorde - eu acho que a felicidade plena existe, porque ela está dentro de nós (é uma questão de concatenarmos a nossa essência com o nosso corpo). Mas compreendo, o teu pensamento...

    "Gostei do post!"

    Obrigada :D!

    "Witchblade (lâmina da bruxa) é filosofia, história, mitos, lendas cristãs, lendas celtas, irlandesas, paradoxos temporais, destinos, intuição etc, por isso acabei me apaixonando."

    Tudo assuntos que amo!! Amo a Irlanda, amo o misticismo, filosofia....enfim...amo! lol

    "Vale a pena procurar nos canais daí minha amiga. Deve ter em algum canal pois encontrei um vídeo sobre o seriado em alemão também ou senão pode procurar e comprar os dvds."

    Vou procurar! Se calhar no canal Sci-fi dá...vou ver!

    "Beijos e obrigada pelo comentário :o)"

    De nada, o prazer é todo meu :D!

    "Aliás, dos heróis que vc citou, só gosto do Batman !!!!!!!!!!"

    LOL também gosto do Batman somente...

    Beijosss

    ResponderEliminar
  6. Oi Philip :D!

    "A felicidade so axiste qndo a queremos mesmo....mesmo com dificuldades devemos batalhar para consegui la...buscar um pq....um eu que faça isso renascer....."

    É isso aí! Este é um belo pensamento, Philip...gostei (obrigada)!

    Beijão, meu lindo!!

    ResponderEliminar
  7. Max, eu aceito a felicidade todas as vezes que ela bate à minha porta. Lógico que ela não é plena como também não são plenos os nossos humores. A quem quer complicar a vida ou a felicidade observo ao longe! (rs*) Feliz páscoa!! Beijus

    ResponderEliminar
  8. Olá!!!

    Gostei muito do post, abordou um tema bastante interessante. Poucas vezes (ou não) paramos para pensar nestas questões que são importantes.

    Existe felicidade sim. Penso que existe felicidade porque é algo momentâneo mas, para muita gente ela não existe pois acreditam que tem de ser permanente.

    Ninguém é feliz permanentemente...se formos pensar naqueles momentos (que todos temos)em que só queremos desaparecer! Mas são nesses momentos maus e de desespero que podemos encontrar soluções...soluções essas que podem trazer felicidade.

    Não podemos fugir das experiências dolorosas, elas existem, acontecem quando menos esperamos. Mas quem disse que o que é mau não traz coisas boas?!

    Será que existem graus de felicidade? Ou a felicidade existe num só estado? A resposta para estas perguntas dependem da visão de cada um...podemos concordar ou não.

    O copo pode estar meio cheio ou meio vazio, depende como cada pessoa pensa...este exercício aplica-se nesta questão: Eu sou feliz e tenho de vez em quando momentos maus...há quem se veja infeliz e de vez em quando tem momentos bons.

    No geral, e para finalizar, temos de correr atrás da felicidade, fazer por tê-la! Quando ela teima em não vir podemos pôr o dedinho no nosso próprio destino. Mas quando a felicidade vem por ela mesma sabe tão bem... :D

    *****

    ResponderEliminar
  9. Max

    "Estou farta! Já são demasiados eventos sociais, demasiados artigos pseudo-intelectuais, onde tenho de ler e ouvir esta frase absurda, sem que possa exprimir o que realmente penso dela - chega!"

    Amiga, chegou o momento de falar o que pensa...As vezes também fico farta com certas coisas...

    Repitamos juntos "Não há felicidade, só há momentos felizes!"
    Até parece uma lavagem cerebral, não acha? isso é discurso que quem não é feliz.

    "Às vezes pergunto-me se as pessoas pensam, analisam e interpretam aquilo que cospem para o ar."

    LOL, adorei! é isso mesmo! o problema é que elas cospem para o alto as asneiras e não pensam no pobre coitado que vai estar em baixo LOL

    "Felicidade = aceitar a vida tal como esta se nos apresenta.
    Felicidade não é sorrir a toda a hora; não é ser efusivamente festivo todos os dias; não significa não se defrontar com obstáculos ao longo da vida , sobretudo, não significa ter dinheiro e bens materiais."

    Concordo com cada letra, outro dia mesmo estava lendo algo que dizia que o segredo de ser feliz era conseguir identificar as oportunidades que a vida estava oferecendo no momento e não traçar metas difíceis para um futuro distante e ficar frustrando-se toda a vida por ainda não ter alcançado o tal objetivo e esquecendo-se de ser feliz agora.

    "Aceita a felicidade. Não a rejeites. Não fujas delas. É uma questão de opção. A tua opção."

    Já está aceita...E que possamos aprender cada dia mais como aceitá-la e vivê-la com plenitude.

    beijinhos Max

    ResponderEliminar
  10. Oi Luma :D!

    "Max, eu aceito a felicidade todas as vezes que ela bate à minha porta."

    Isso é muito bom :D!!

    "Lógico que ela não é plena como também não são plenos os nossos humores. A quem quer complicar a vida ou a felicidade observo ao longe! (rs*) Feliz páscoa!! Beijus"

    LOL compreendo o que queres dizer! Obrigada, minha linda...

    Beijoss

    ResponderEliminar
  11. Olá Doll!! :D

    "Gostei muito do post, abordou um tema bastante interessante. Poucas vezes (ou não) paramos para pensar nestas questões que são importantes."

    Fico feliz por teres gostado! É verdade...às vezes acho que nos deixámos envolver pela vida de tal maneira que nos esquecemos de pensar sobre as questões mais complexas da vida, ainda que pareçam simples.

    "Existe felicidade sim. Penso que existe felicidade porque é algo momentâneo mas, para muita gente ela não existe pois acreditam que tem de ser permanente."

    Concordo. Nada é permanente, nem mesmo a tristeza, mas isso não quer dizer que ela não exista.

    "Ninguém é feliz permanentemente...se formos pensar naqueles momentos (que todos temos)em que só queremos desaparecer! Mas são nesses momentos maus e de desespero que podemos encontrar soluções...soluções essas que podem trazer felicidade."

    Depende do que é ser feliz permanentemente: se o considermos como aceitar a vida e nós próprios, então podemos sê-lo permanentemente (ainda que choremos). Acho que ser feliz é a aceitação da nossa existência e o complemento dessa consciência com o corpo.

    "Não podemos fugir das experiências dolorosas, elas existem, acontecem quando menos esperamos. Mas quem disse que o que é mau não traz coisas boas?!"

    Não, não podemos (é um facto). Absolutamente!! Concordo contigo :D!!

    "Será que existem graus de felicidade? Ou a felicidade existe num só estado? A resposta para estas perguntas dependem da visão de cada um...podemos concordar ou não."

    Mais uma vez, depende do que se define como felicidade; percebes? Muitos dirão que há vários estados, outros dirão que haverá um só...mas eu acho que a fonte de felicidade é que varia de pessoa para pessoa. O que me faz feliz, a mim; pode não fazer-te feliz, a ti.

    "O copo pode estar meio cheio ou meio vazio, depende como cada pessoa pensa...este exercício aplica-se nesta questão: Eu sou feliz e tenho de vez em quando momentos maus...há quem se veja infeliz e de vez em quando tem momentos bons."

    Hmmm...é uma teoria interessante - devo confessar. Mas porque há-de alguém escolher ser infeliz e ter momentos bons; quando essa não é a nossa natureza?

    "No geral, e para finalizar, temos de correr atrás da felicidade, fazer por tê-la! Quando ela teima em não vir podemos pôr o dedinho no nosso próprio destino. Mas quando a felicidade vem por ela mesma sabe tão bem... :D"

    :D gostei desta parte!! E concordo, quando ela vem por ela mesma sabe mesmo bem!!!

    Doll, obrigada por este super comentário: amei!! :D

    Beijos

    ResponderEliminar
  12. Oi Dri :D!

    Tudo bem, minha linda?

    "Amiga, chegou o momento de falar o que pensa...As vezes também fico farta com certas coisas..."

    Não é? Dá vontade de dar um soco na cara das pessoas...mas...não podemos lol...

    "Até parece uma lavagem cerebral, não acha? isso é discurso que quem não é feliz."

    Acho! Concordo contigo!

    "LOL, adorei! é isso mesmo! o problema é que elas cospem para o alto as asneiras e não pensam no pobre coitado que vai estar em baixo LOL"

    LOL LOL LOL é isso: nunca pensam no coitado que está por perto e que irá apanhar com o cuspo LOL *acenando a cabeça*....

    "Concordo com cada letra, outro dia mesmo estava lendo algo que dizia que o segredo de ser feliz era conseguir identificar as oportunidades que a vida estava oferecendo no momento e não traçar metas difíceis para um futuro distante e ficar frustrando-se toda a vida por ainda não ter alcançado o tal objetivo e esquecendo-se de ser feliz agora."

    Exactamente!! Deverias repetir estas palavras lol...estão certíssimas! É isso mesmo que as pessoas fazem; e depois quando pessoas como nós falam elas pensam que estamos a fazer pouco do seu sofrimento, ou que tomamos drogas por nos sentirmos bem com a vida. Vê se pode...

    "Já está aceita...E que possamos aprender cada dia mais como aceitá-la e vivê-la com plenitude."

    Amén!! :D

    Dri, obrigada pelo teu fantástico comentário...adorei :D!

    Beijinhos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço