Sacrilégio: Guerra ao Soutien




Desde quando a decadência virou moda?

Pergunto-me onde terá ido parar o conceito de classe...
No passado fim-de-semana aventurei-me num tour à volta do mundo televisivo – nunca vi tantos peitos à mostra, ao mesmo tempo, na minha vida.
Primeiro pensei que fosse coisa de stars: estrelas de cinema, da música, modelos etc; mas quando saio à rua, ou vou ao shopping, à discoteca, ou a um bar...ei-los: peitos, de todas as formas e tamanhos, expostos como se estivessem à espera que alguém fizesse uma licitação.

Para uma pessoa que defenda a modéstia, o bom gosto, a classe e o verdadeiro sentido de moda, sair de casa é uma aventura: olha-se para a direita – rachas de rabos à mostra; olha-se á esquerda – peitos sem soutien quase que a exibir os mamilos.
Senhoras e Senhores, o bom senso, a sensibilidade e o decoro acabam de abandonar o barco.

Mas por que é que as mulheres declararam guerra aos soutiens?
Não há nada mais sexy que uma bela lingerie. E com a variedade de cores e designs que há hoje, as mulheres dever-se-iam sentir encorajadas a usá-la. Mas não...preferem leiloar as suas glândulas mamárias.

O mistério pode ser um afrodisíaco e tanto. Não saber o que está debaixo de uma peça de vestuário dá corda à imaginação, o que suscitará o desejo à caça. Depois de apanhar a presa, o caçador investirá mais tempo em explorar todos os seus contornos, em vez de ir directo ao ponto (afim de saciar a sua fome)...
Aquilo que se mantém preservado sob um belo tecido poderá ser mais apreciado e saboreado à medida que a paciência é exercida (através remoção lenta das peças de vestuário)...ai, que divago...

Os soutiens não são o inimigo; pelo contrário, são o aliado de qualquer mulher (independentemente do tamanho da sua copa) uma vez que previne a quebra precoce do músculo do peito; levantam os peitos (conferindo-lhes uma imagem de volúpia, a la século XVIII); e quando usado como deve de ser, dá-se uma simbiose com o “hábito”.
Os soutiens não são sinónimo de repressão sexual; au contraire, eles libertam uma mulher porque ao levantar a sua moral, aumenta a sua auto-confiança, e quando uma mulher se sente segura de si mesma, torna-se mais sexy, e uma vez assim: poder sexual.

Sim, em África (no mato) as mulheres não usam soutiens. Para dizer a verdade (e isto é muito interessante), se lhes mostrássemos um video expondo o que as mulheres fazem deste lado do mundo (ex: usar blusas transparentes sem soutien, or camisas/blusas abertas a expôr os peitos) achá-lo-iam uma heresia: ou uma pessoa cobre-se toda, ou então tira tudo – não há lugar para modas hipócritas.

Mas não vivemos no mato Africano (e também vos digo que se tivesse de ali viver, eu abriria um negócio de lingerie: e mais nenhuma mulher teria peitos caídos até ao umbigo).

A nossa sociedade imergiu no mar da vulgaridade total...e as mulheres (com toda a sua sabedoria), em vez de a trazerem de volta à superfície, estão muito ocupadas a serem levadas na curva por pessoas que claramente odeiam o universo feminino.

Imagem: A Virgem da Anunciação de Antonello da Messina

Comentários

  1. O Teat(r)o Oficina abre 2009 com a remontagem de uma das peças de maior sucesso do grupo. É hora de Bacantes!

    A estreia será no Sesc de Araraquara (interior de SP) dias 28 e 29/03, porém, na próxima segunda-feira, 23/03, os paulistanos terão a possibilidade de acompanhar um ensaio corrido de Bacantes.

    A divulgação desse ensaio será feita apenas por blogs, pois queremos estreitar nossos vínculos com esse poderoso meio de comunicação. Assim, contamos com você!

    Caso interesse a você, envie um e-mail para brunocastro@teatroficina.com.br que lhe mandarei o release e informações adicionais (ou ligue para 11-3104.0678).

    Obrigado,
    Bruno Castro
    Comunicação Teat(r)o Oficina

    ResponderEliminar
  2. Olá Max!

    Venho pedir desculpas por não vir por aqui antes.
    Hoje é o primeiro dia que me sinto melhor. aquimio detona com nossos corpos, melhor assim porque cura nossa doença.
    Querida, muito obrigada por suas palavras de força e carinho.
    Que Deus te abençoe!

    ResponderEliminar
  3. Olá Bruno,

    Muito obrigada pelo convite :D!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  4. Olá Rô :D!

    "Venho pedir desculpas por não vir por aqui antes."

    Não faz mal, querida...sei que tens andado em baixo.

    "Hoje é o primeiro dia que me sinto melhor. aquimio detona com nossos corpos, melhor assim porque cura nossa doença."

    Ao menos sentes-te melhor, não é mesmo :)? A Quimio deve ser um horror mesmo, mas ao menos mata as células más.

    "Querida, muito obrigada por suas palavras de força e carinho."

    De nada, minha linda! Estamos aqui para isso mesmo :D!

    "Que Deus te abençoe!"

    Obrigada, e que Deus te abençoe a ti também!

    Beijos e em breve estarei lá no teu blog!

    ResponderEliminar
  5. Max, acha que isto é culpa do consumismo? Assim, a mulherada vai no cirurgião plástico, compra uns peitos e depois querem exibir a parafernália? E os homens que se acostumam com essas mulheres descartáveis e passam a enxergar somente peito e bunda.
    É muita superficialidade, não é não? Depois reclamam que ninguém quer compromisso sério. Cada um vale aquilo que se dá o valor. Beijus

    ResponderEliminar
  6. Mas bah, guria.
    Além do leilão de peitos temos também as barrigas suicídas, o tempo todo querendo se jogar pra fora das calças, e as tatuagens na fronteira da bunda com as costas, cujas donas, já que pagaram, têm direito de mostrar!

    ResponderEliminar
  7. Oi Luma :D!

    "Max, acha que isto é culpa do consumismo? Assim, a mulherada vai no cirurgião plástico, compra uns peitos e depois querem exibir a parafernália? E os homens que se acostumam com essas mulheres descartáveis e passam a enxergar somente peito e bunda."

    É culpa do consumismo desmedido e da crescente superficialidade humana. É triste mas é verdade...eu olho e abano a cabeça de tanto desapontamento...

    "É muita superficialidade, não é não? Depois reclamam que ninguém quer compromisso sério. Cada um vale aquilo que se dá o valor."

    Claro que é! É mesmo: como pode uma relação durar, ou ainda ser séria, se a premissa for falsa? Não pode.
    Absolutamente: concordo contigo!

    Luma, obrigada por este comentário jóia: amei :D!

    Beijos

    ResponderEliminar
  8. Olá Diler :D!

    "Além do leilão de peitos temos também as barrigas suicídas, o tempo todo querendo se jogar pra fora das calças, e as tatuagens na fronteira da bunda com as costas, cujas donas, já que pagaram, têm direito de mostrar!"

    LOL "barrigas suícidas" - gostei dessa!
    É mesmo...o mulherio endoideceu! Há meses atrás vi um programa, em que rapazes diziam que mulheres que usavam, e exibiam, essas tatuagens são mulheres de aventura só. Eu pergunto-me, é assim que as mulheres querem ser classificadas?

    Diler, obrigada pelo teu super comentário: complementaste o artigo :D!

    Um abraço

    ResponderEliminar
  9. Oi Max

    "Pergunto-me onde terá ido parar o conceito de classe..."

    Também me pergunto isso, acho que não existe mais...o negócio é sair mostrando, e o que é pior nem sempre é algo bonito de se ver.

    "olha-se para a direita – rachas de rabos à mostra;"

    LOL, ai amiga, LOL é triste mesmo,mas tem um lado cômico, essa moda de calças de cintura baixa...além de ter esse problema, quem tem umas gordurinhas a mais ainda fica com tudo sobrando em cima.

    O que é pior é que a imagem que fica é a pior possível, o homem acaba achando que a mulher de uma forma geral "é fácil"

    Ah sim, Os soutiens são o máximo, coloca tudo no lugar, é uma peça bonita.

    "Mas não vivemos no mato Africano (e também vos digo que se tivesse de ali viver, eu abriria um negócio de lingerie: e mais nenhuma mulher teria peitos caídos até ao umbigo)."

    LOL, Ai Max, já estou até te vendo vendendo lingerie no mato, será que elas comprariam?

    "A nossa sociedade imergiu no mar da vulgaridade total...e as mulheres (com toda a sua sabedoria), em vez de a trazerem de volta à superfície, estão muito ocupadas a serem levadas na curva por pessoas que claramente odeiam o universo feminino."

    É pena, fico triste...

    Muito bom, amiga, alegrou o meu domingo.

    beijinhos

    ResponderEliminar
  10. Oi Dri :D!

    "Também me pergunto isso, acho que não existe mais...o negócio é sair mostrando, e o que é pior nem sempre é algo bonito de se ver."

    LOL LOL é verdade. Às vezes vê-se cada uma, meu Deus *acenando a cabeça*.

    "LOL, ai amiga, LOL é triste mesmo,mas tem um lado cômico, essa moda de calças de cintura baixa...além de ter esse problema, quem tem umas gordurinhas a mais ainda fica com tudo sobrando em cima."

    LOL LOL ai, quando vou na rua e vejo o pessoal que (até é magro, mas como muito McDonald's e afins) tem essas gordurinhas laterais que ficam ainda mais à mostra, quando usam calças de tamanho 2 vezes abaixo do seu, empurrando assim as gorduras para cima...é hilariante LOL.

    "O que é pior é que a imagem que fica é a pior possível, o homem acaba achando que a mulher de uma forma geral "é fácil""

    Concordo. Eu pergunto às mulheres se é essa a rótula que querem ter "a fácil"...principalmente, porque não é fácil lidar connosco LOL LOL...aí vira publicidade enganosa.

    "Ah sim, Os soutiens são o máximo, coloca tudo no lugar, é uma peça bonita."

    Amén!!

    "LOL, Ai Max, já estou até te vendo vendendo lingerie no mato, será que elas comprariam?"

    LOL LOL...sim, comprariam; porque eu faria uma campanha de marketing e tanto LOL...

    "É pena, fico triste..."

    Não fiques...mulheres como tu e eu, aos poucos faremos com que as mulheres se unam para trazer o mundo de volta à superfície :D!

    "Muito bom, amiga, alegrou o meu domingo."

    Obrigada, minha linda :D! Se alegrei o teu domingo, então: missão cumprida :D!

    Dri, obrigada pelo teu comentário, amei amei amei :D!

    Beijosss

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço