Mundo Físico: o seu propósito


O meu caro amigo, Mel, sugeriu que eu tentasse responder à seguinte pergunta “Qual é o propósito do mundo físico?”. Bem, vejamos o que o meu intelecto conseguiu produzir.

Nascemos no seio da matéria. Desde tenra idade aprendemos que para conseguirmos o que queremos, algo tem de ser dado em troca. Também aprendemos o que significa querermos qualquer coisa, verdadeiramente acreditarmos que precisamos dela, e vê-la ser-nos negada. Crescemos, necessitamos de coisas (muitas vezes, supérfluas) e, lutamos para as ter. Na maioria das vezes tornamo-nos obcecados por essa luta...Trabalhamos. Queremos atingir um determinado status social, queremos poder...e queremo-lo de tal maneira que estamos dispostos a fazer o que fôr para obtê-lo.

Ok, a maneira como exponho estes simples factos pode até parecer demasiado crua, ou agressiva...a ponto de vocês se perguntarem “Será que a matéria é assim tão má, ou até demoníaca?” eu respondo: De modo nenhum, desde que não nos tornemos gananciosos. Há um propósito para todas as coisas. Então, qual é o propósito da matéria? Do mundo físico? Propósito: testar-nos.

Somos almas, com uma missão específica na terra, que nunca deveríamos esquecer de onde viémos e principalmente Quem nos criou. Contudo, quando “presos” na carne, na matéria, muitos têm a tendência para esquecer (ou neglegenciar) este conhecimento intrínseco e inato; uma vez que o conceito “preciso, quero, tenho de ter” se apodera do seu cérebro. Estamos aqui para construir coisas, para criar, para deixar um legado de qualquer sorte (para que outras almas possam vir e, tal como nós, passem pelo processo evolutivo e de aprendizagem diante de novos desafios – à medida que o mundo físico se torna mais sofisticado, a alma defrontar-se-à com um nível de dificuldade mais alto) e, para que isto aconteça temos necessidade do conceito “preciso, quero, tenho de ter” (uma vez que é o que nos propele a fazer todas as coisas). O grande desafio é equilibrar o “preciso, quero, tenho de ter” com uma espécie de ligação espiritual com a Fonte.

O mundo físico é atraente, sedutor; distrai; é venenoso e fatal. Estamos a ser testados: conseguiremos atingir o Equilibrium Existencial ou não?

Equilibrium Existencial: o equilíbrio entre a vida Material e Espiritual.
Precisamos de dinheiro para viver; precisamos de possuir alguma espécie de poder na vida; precisamos sentir que pertencemos a um grupo social (e para isso precisamos de apresentar sinais exteriores que concatenem com o grupo alvo). Apreciamos as coisas materiais: mp3, computadores, laptops, plasma TVs, aparelhagens, walkmans; carros, casas, propriedades; roupas de griffe e sapatos, malas, óculos, acessórios; perfumes, maquilhagem; jóias; colecção de arte etc...mas será que temos de nos tornar escravos do material? Temos de nos vergar à ganância? Precisamos de uma vida espiritual. Não podemos prosseguir vazios; não podemos acreditar veramente que é saudável lutar contra a nossa essência e silenciar a voz interior que nos diz aquilo que É; não podemos continuar a querer, debalde, desligar-nos da Fonte. Temos de nos virar para Ele...mas será que temos de nos metamorfosear em fanáticos absurdos e hipócritas?

O objectivo do atingir o Equilibrium é conseguir viver em harmonia connosco próprios, para que consigamos cumprir a nossa missão da melhor forma (por que se nos concentrarmos demasiado no lado material corremos o risco de nos perdermos e, tornarmo-nos confusos acerca da nossa existência; e não vejo a lógica de nos dedicarmos somente ao lado espiritual, senão qual seria o propósito de encarnar? Para isso teríamos ficado em Casa).

A matéria não é hostil, contudo a nossa mente pode muito bem tornar-se o nosso inimigo número um (se assim o permitirmos).


Imagem: "Landscape in Suffolk" de Thomas Gainsborough

Comentários

  1. OI Max
    A mente pode ser nossa maior aliada como também nossa maior inimiga como você disse, e quando isso acontece aí o desequilibrio está formado, a carne padece e a alma sofre junto, o pior é que muita gente não se dá conta, não acha importante, e padece mais ainda.
    O equilibrio, é fundamental é o que deveriámos buscar a todo momento, equilibrio espiritual, mental, carnal e assim vai... familiar, profissional que de fato é consequência dos três primeiros.
    Estarmos aqui na Terra é claro que é importante, mas o que é mais importante a vida terrena ou a que virá? se a vida terrena nos ajuda a aprender ou evoluir, o termo não importa,e isso irá interferir diretamente na vida espiritual, então este periodo aqui é de preparo, aprendizagem, escolhas para a outra que virá.

    Digo tudo isso não como alguém que consegue manter o equilibrio ou enteda perfeitamnete sobre isso, mas tento buscar o conhecimento, erro a todo momento e tento me corrigir é difícil mas necessário.


    beijinhos, bom domingo.

    ResponderEliminar
  2. Oi Adriana :D!


    "A mente pode ser nossa maior aliada como também nossa maior inimiga como você disse, e quando isso acontece aí o desequilibrio está formado, a carne padece e a alma sofre junto, o pior é que muita gente não se dá conta, não acha importante, e padece mais ainda." - muito bem dito, linda!!!

    "O equilibrio, é fundamental é o que deveriámos buscar a todo momento, equilibrio espiritual, mental, carnal e assim vai... familiar, profissional que de fato é consequência dos três primeiros." - exactamente...

    "Estarmos aqui na Terra é claro que é importante, mas o que é mais importante a vida terrena ou a que virá?" - excelente pergunta!!! Isto daria azo a outro artigo!!! Vou tomar nota!

    "Digo tudo isso não como alguém que consegue manter o equilibrio ou enteda perfeitamnete sobre isso, mas tento buscar o conhecimento, erro a todo momento e tento me corrigir é difícil mas necessário." - tudo isso faz parte do processo evolutivo! És um ser humano impecável, minha amiga :D!

    Obrigada por este comentário maravilhoso: foi um verdadeiro prazer intelectual :D!

    Tem uma boa semana e Beijos


    beijinhos, bom domingo.

    ResponderEliminar
  3. Oi Max
    Amiga, obrigada pelas palavras e digo o mesmo sobre você.
    Sabe, meus amigos virtuais me deixam muito feliz, e você faz parte deles.

    :D

    beijos

    ResponderEliminar
  4. Oi Adriana,

    De nada, minha linda :D! Obrigada pela gentileza!!

    Óooo, que fôfa! Os teus amigos virtuais (sendo eu uma deles) também ficam extremamente felizes contigo e com o teu pensamento :D!

    Obrigada por estas palavras carinhosas :)!

    Beijos

    ResponderEliminar
  5. Max, o propósito do mundo físico? Vou reduzir a uma só palavra: Viver!
    Chorar, sorrir, amar, odiar, tocar, sentir, respirar, comer, beber... Tudo isso é o viver!
    Será que fui claro?

    ResponderEliminar
  6. Oi Cidão!

    Sim, foste bastante claro na tua posição :)!

    E obrigada por seres tão honesto :D!

    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Sua concepção guarda a fé com ponto de equilíbrio essencial.

    Tenho posicionamento diverso, creio que viver tem como propósito se eternizar, já que a certeza do mundo espiritual vem da força da fé, o que em mim não é muito relevante. Dessa forma, realizar ações e construções no mundo, torna-se essencial....

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço