O Beijo



Beijo, Kiss, Bacio, Beso, Baiser, Fili (Φιλί), Kuss, Neshika (נשיקה)...
Um beijo é muito mais que uma prova de afecto ou um sinal de cumprimento; é também um sinal de comunicação que quando acompanhado do sentimento, intenção, e objectivos apropriados se transforma numa linguagem completamente diversa.
Este artigo poder-se-ia concentrar no lado antropológico, social e científico do beijo, contudo o propósito do mesmo é focar os detalhes suculentos daquele momento mais desejado, em que não só ficamos nervosos antes do acto em si como também sentimos arrepios ao executá-lo.

Duas pessoas estão juntas. Não é que estejam exactamente apaixonadas uma pela outra (sentem-se meramente atraídas)...como será esse beijo? Os lábios juntam-se, de imediato a bouca desabrocha; o seu orgão musculoso e móvel começa a saborear o outro (por vezes um deles demonstra não ser grande coisa a beijar e assim usa a língua como se fosse uma esfregona a limpar um chão – um horror); saliva pode (ou não) aparecer no canto da boca (é nesta altura em que se abre os olhos e pede-se aos deuses para que o momento acabe)...o beijo termina e o casal dá início a uma conversa tímida...

Duas pessoas são amigas. Passam tanto tempo juntas que um dia decidem beijar-se. Como será este beijo? Os lábios tocam; um deles invade (de forma abrupta) a boca do outro com a sua língua...param. O invasor precisa de ser ensinado: acariciar com os lábios, brincar um pouco com a superfície dos mesmos; abrir suavemente a boca e fechá-la de novo; brincar na superfície dos lábios uma vez mais; abrir a boca de novo e suavemente proceder à introdução da língua, permitir que ela brinque um pouco...param. Um dos amigos fica todo excitado a pensar que o beijo levá-lo-á mais longe, mas o amigo “professor” sugere que pegue no conhecimento adquirido e pratique com outra pessoa…

Um casal de inimigos tácitos. Frequentam os mesmo lugares; provocam-se constantemente, fingem serem amigáveis um com o outro. Porém, um dia (em público) falham redondamente em ocultar a sua animosidade e, um deles decide comunicar, através de um beijo da morte, que o dia estava próximo em que o outro seria “despachado”. O outro avisa a recepção da mensagem limpando a boca com as costas da dua mão…

Um casal está completamente apaixonado. Para dizer a verdade é mais que paixão: é a fusão de amor com paixão. O dia chega em que os dois darão o primeiro beijo. Consegues imaginar como será? Os dois olham-se nos olhos (em silêncio decretam que não serão permitidas palavras); as suas cabeças aproximam-se devagar (sentem um frio na barriga). Os lábios tocam-se (os olhos cerram-se); eles sentem a polpa labial de cada um a tornar-se una; a boca separa-se de forma sincronizada (o bafo de cada um ergue um campo energético que declarará a sua união); sentem um movimento suave, lento e prazeroso da língua (um tango está a ser executado); param. Um deles morde o lábio inferior do outro de modo aprazível; entreolham-se e em silêncio intimam-se a recomeçar o tango que eventualmente resultará numa fusão...

O beijo é o prelúdio para o sexo (não só pelo facto de que possa levar a isso, mas também como um indicador de quão boa, cuidadosa, atenciosa a pessoa será durante o coito). Atráves de um beijo uma pessoa pode adquirir toda a informação necesária para saber se o companheiro(a) irá fazer amor consigo, ter simplesmente sexo ou executar um acto de paixão; será que irá comandar ou ser comandado...um beijo nunca mente (se a pessoa estiver disposta a ver a verdade).
É bastante interessante ver como os Franceses designaram da mesma maneira o beijo (Baiser [s]) e o copular (Baiser [v]); como se não só nos quisessem dizer que uma coisa leva à outra mas também que os dois actos devem ser executados com o mesmo nível de empenho e qualidade.

Beijar é uma Arte que deveria ser sempre bem executada independentemente das razões que possam estar por detrás desse mesmo beijo (luxúria, instrução, generosidade, vingança, amor, paixão...).

Imagem: The Kiss de Francesco Hayez

Comentários

  1. hey max! i hope you can join me here

    http://mlizcochico.blogspot.com/2008/05/friends-around-world.html

    see yah ;)

    ResponderEliminar
  2. Hey Liza,

    I will go to your place and give you my answer there, thanks :D!

    See ya

    ResponderEliminar
  3. Ciao Cara!
    Grazie e altrettanto!
    Hai letto la mia poesia "Non piangere" tradotta da Guttierez?
    Prova a vedere se ho fatto una stronzata a chiedergli delle correzioni?
    Grazie, e buona domenica MAXXX!

    ResponderEliminar
  4. Ciao Hanna!

    Prego :D!
    Come ti ho detto sul tuo blog: ne ho datto un'occhiata; però la leggeró più attentamente lunedí prossimo. Dopo ti dirò qualcosa :D!
    Ma mi pare che ci sono qualche sbagli...comunque parleremo lunedí!

    Grazie, bella :D!

    Ciao e baci

    ResponderEliminar
  5. Oi, Max!

    Primeiramente, obrigado pela visitinha! :-)

    Realmente, ausentei-me um pouco do blog. Precisava de um tempo comigo mesmo! :-) Agora estou mais tranqüilo! :-)

    Bom, estas definições do beijo são muito interessantes mesmo! O incrível é que estamos acostumados a ver inúmeras cenas de beijo na vida real, no cinema, na TV (e a praticá-las), mas, pelo menos no meu caso, nunca havia parado para ler algo sobre o beijo propriamente. :-)

    Fique bem! Tenha também um belo final de semana!

    Beijos!

    ResponderEliminar
  6. Oi Juca,

    De nada, meu lindo :D!

    Como te compreendo! Fizeste bem em carregar as baterias ;)!

    Obrigada! Pois é...muito se escreveu sobre o beijo, mas não sobre o beijo em si! Assim, decidi aventurar-me lol.

    Obrigadão!

    Beijos

    ResponderEliminar
  7. Olá Max

    Hummm... que assunto bom, o beijo é sempre bom,e foi definido por você com grande sucesso, é inicio de uma união, é o suspense de conhecer alguém com mais intensidade, ou até mesmo os beijos de mãe com toda ternura, de pai com preteção, beijo de amigo.
    Ai, são tantos beijos! beijo de cinema, de duas crianças num jardim de infância (Que fofo!),beijos de despedida,de casamento, noivado...
    Enfim demonstramos muitos sentimentos diferentes com esse tal de beijo.

    Então max para você um beijo de amiga.

    ResponderEliminar
  8. Oi Adriana!

    LOL LOL LOL é verdade, são muitos beijos!! Ai, não há coisa mais fôfa que beijo entre duas crianças!!!
    É verdade, sentimentos diferentes para diferentes tipos de beijo!

    Minha amiga, obrigadão pelo teu comentário: amei! E merci pelo beijo de amiga :D!

    Beijos

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço