Idade das Trevas




“J’avais seize ans. Mon père rentre à la maison hors de lui; il appelle ses fils «que vous êtes digne d’envie, s’écrit-t-il; quels jours heureux et brilliants se lévent sur vous! Maintenant, si vous ne vous créez pas chacun une position indépendante, la faute n’en sera qu’a vous. Toutes les barriers de la naissance et de la pauvreté vont tomber...».
(...) Ce n’était pas seulement en France qu’une révolution commençait, c’était dans toute l’Europe (…)” (Henrik Steffens in A. Sorel, l’Europe et la revolution Française).

Tradução:
“Eu tinha 16 anos. O meu pai chegou a casa eufórico; chama os seus filhos « como vos invejo, exclamou ele; dias alegres e brilhantes avizinham-se! Doravante se não fizerem algo das vossas vidas, a culpa não será de mais ninguém senão vossa. Todas as barreiras do berço e da pobreza vão cair...».
(...) Não era somente em França que a revolução estalava, era por toda a Europa (...)” (Henrik Steffens in A. Sorel, l’Europe et la revolution Française).


Durante o século XVIII a Europa testemunhou uma série de revoluções: industrial, política e social.
O povo não estava para tolerar mais a justiça, oportunidades, instrução, saúde e comida só para alguns; e impostos somente para os pobres.
Isto levou à criação do sistema democrático, que nos assegura os direitos básicos: liberdade de expressão e reunião, o direito de voto, direitos iguais etc.

Hoje em dia, temos acesso a todo o tipo de informação através de jornais, revistas, livros, radio, televisão e Internet.
Contudo os nossos direitos e liberdades estão sob ameaça.
Olha em volta, o que é que vês? Comportamentos vis, violentos, irracionais e incivilizados: jovens a atirarem sobre os colegas e professors (só porque não aguentam a pressão); o renascimento de ideologias criminosas, e pessoas a rebentarem-se em metros, autocarros, estações de comboios, áreas residenciais, centros de business e aeroportos em nome de Deus (que abanando a cabeça diz “Não foi isto que eu pedi!”)...Ninguém mais está seguro...
Este tipo de comportamento leva os governos a agir de forma “imoral”. Como?
1- Instituindo a censura: os artistas estão a ser descaradamente silenciados; a expressão jornalistica está a ser amordaçada; certas culturas tornaram-se tão sensíveis que uma pessoa já não pode fazer o mínimo comentário sobre elas...
Bien sûre que já experienciámos a censura, outrora, quando os governos faziam uso da mesma afim de perpetuar o seu poder; mas fazer uso dela, hoje em dia, é um desaforo e uma provocação, pois estão a rasgar o nosso intelecto de propósito, por medo e falta de soluções.
2- Criando regras chocantes: em nome do combate ao terrorismo, foram dados à polícia poderes extraordinários para fazer raids, e grampear telefones, sem mandato; atirar-a-matar a suspeitos; vasculhar a vida privada das pessoas se cumprimentarem uma pessoa da etnia “errada”; manter suspeitos em prisão preventiva sem acusação formada...

N.B: eu, pessoalmente, defendo que todo aquele que conspire para cometer homicídios em massa, contra cidadãos inocentes, deva sofrer um castigo severo (i.e. serem-lhes retirados todos os direitos). Terroristas, e afins, são desprovidos da Razão, porque em vez de usarem bombas, armas etc, deveriam fazer uso da arma mais poderosa ao cima da terra: a boca (assim, as suas reinvidicações seriam mais eficazes).

A oferta de poderes extraordinários, em excesso, à polícia sem uma constante supervisão judicial (pois é sabido que em todas as profissões há lobos esfomeados vestidos de pele de cordeiro) revela que os governos Europeus estão a desviar-se da verdadeira questão: como lutar contra a violência gratuita.
Se os cidadãos Europeus permitirem que os seus governos criem leis aterradoras, que choquem com a Carta dos Direitos Fundamentais, estarão a assinar a sua própria “sentença de morte”.

Estarão os governos a tentar levar-nos de volta à Idade das Trevas?


Comentários

  1. Man, I totally agree with you!!!!!!!

    Posso colocar esse texto no meu blog, citando fontes e links? Tantas coisas que tu mencionastes que ocorrem aí na Europa, também ocorrem no Brasil.
    E obrigado por visitar meu blog!

    ResponderEliminar
  2. Oi Cidão!

    Podes colocar sim, não tem problema :D! Eu até agradeço :)!
    Ai é? Óptimo....então deves mesmo usar o texto, as pessoas devem ficar a saber das coisas :D!

    De nada, eu adorei o teu blog: irei tornar-me uma leitora assídua :)!

    Ciao

    ResponderEliminar

Enviar um comentário

O Etnias aprecia toda a sorte de comentários, já que aqui se defende a liberdade de expressão; contudo, reservamo-nos o direito de apagar Comentos de Trolls; comentários difamatórios e ofensivos (e.g. racistas e anti-Semitas) mais aqueles que contenham asneiras em excesso. Este blog não considera que a vulgaridade esteja protegida pelo direito à liberdade de expressão. Um abraço